for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
Followed Journals
Journal you Follow: 0
 
Sign Up to follow journals, search in your chosen journals and, optionally, receive Email Alerts when new issues of your Followed Jurnals are published.
Already have an account? Sign In to see the journals you follow.
Evolução e Conservação da Biodiversidade
   Follow    
  This is an Open Access Journal Open Access journal
     ISSN (Print) 2236-3866
     Published by Universidade Federal de Viçosa Homepage  [3 journals]
  • Estado de Conservação da ictiofauna do rio Guandu, afluente do
           baixo rio Doce, ES

    • Authors: Adriana Maria Silva, Patricia Giongo, Frederico Belei, Wagner Martins Santana Sampaio
      Abstract: A bacia do rio Doce possui uma parcela significativa da biodiversidade de peixes das bacias costeiras do Brasil. O rio Guandu é um dos principais tributários do baixo rio Doce e até hoje são carentes as informações sobre a ictiofauna nessa bacia. O presente trabalho teve por objetivo, inventariar e avaliar a ictiofauna do rio Guandu, tributário do baixo rio Doce. Foram capturados 202 indivíduos, distribuídos em seis ordens, 16 famílias e 29 espécies. Dentre as espécies encontradas, oito delas são exóticas e uma delas pode estar sob ameaça de extinção na região. Os resultados contribuem para o conhecimento da ictiofauna do rio Doce, na porção Baixo Guandu. Estudos científicos mais aprofundados na região são de extrema importância para se traçar estratégias de conservação adequadas. Palavras chaves: peixes; espécies exóticas; diversidade
      PubDate: 2014-04-15
      Issue No: Vol. 4 (2014)
       
  • Ictiofauna do baixo rio Manhunaçu (Bacia do baixo rio Doce)

    • Authors: Bruno Marques, Frederico Belei, Wagner Martins Santana Sampaio
      Abstract: A ictiofauna neotropical se destaca por ser a maior e mais diversificada do planeta uma vez que está inserida no maior sistema fluvial do mundo. Nesse contexto é inserida a bacia do rio Doce a qual é subdividida em três seções: alto, médio e baixo curso. Com o objetivo de se avaliar diversidade da Ictiofauna do rio Manhuaçu, foram estabelecidos dois pontos amostrais. Em cada área de amostragem foi utilizado um conjunto de dez redes de espera, dois espinheis com 10 anzóis, tarrafas, arrastão e pesca elétrica. Durante o período de amostragem foram capturados 207 exemplares distribuídos em 29 espécies, 6 ordens e 14 famílias. Registros anteriores apresentaram uma menor diversidade de peixes para o rio Manhuaçu. Para o médio rio Doce são descrita 70 espécies e o presente estudo representa 41% dessas espécies, revelando a importância do rio Manhuaçu para a bacia do médio e baixo rio Doce.
      PubDate: 2014-03-24
      Issue No: Vol. 4 (2014)
       
  • Caracterização da ictiofauna do rio Santa Catarina (Bacia do
           São Francisco) no município de Vazante, Minas Gerais

    • Authors: Nathan Pereira Lima Amorim, Patrícia Giongo, Frederico Belei, Wagner Martins Santana Sampaio
      Abstract: A bacia hidrográfica do rio São Francisco é a terceira maior em extensão do Brasil. O Rio Paracatu é um dos principais contribuintes do rio São Francisco. O rio Santa Catarina é afluente esquerdo do rio Paracatu, sendo o principal rio presente no município de Vazante, em Minas Gerais. A Ictiofauna da bacia do São Francisco é representada por cerca de 158 espécies de água doce, sendo as famílias Characidae, Loricariidae, Rivulidae e Anostomidae as mais diversificadas. Na região do rio Santa Catarina no município de Vazante (MG) as atividades ligadas à mineração representa a principal atividade econômica da região, porém causa vários tipos de impactos ambientais aos ecossistemas aquáticos. O presente trabalho busca caracterizar a área do Rio Santa Catarina, no município de Vazante, Minas Gerais, e desta forma propor medidas de conservação da ictiofauna da bacia do Rio Santa Catarina. Foram capturados 177 indivíduos. Estes estão distribuídos em 61 espécies, 45 gêneros, 22 famílias e 6 ordens. O rio Santa Catarina apresenta inúmeros habitats que são essenciais para manutenção da biodiversidade aquática da bacia do rio São Francisco, como veredas, dolinas naturais e rios intermitentes que apresentam peixes de vida restrita e ameaçados de extinção, além de se apresentar como importante rota migratória para o rio Paracatu um dos principais afluentes do rio São Francisco em Minas Gerais. 
      PubDate: 2014-03-10
      Issue No: Vol. 4 (2014)
       
  • Um terceiro citótipo de Astyanax aff. fasciatus (TELEOSTEI,
           CHARACIDAE) da bacia do rio São Francisco

    • Authors: Pierre Rafael Penteado, Karine Frehner Kavalco, Rubens Pazza
      Abstract: Astyanax é um dos gêneros mais amplamente distribuídos ao longo da região Neotropical, devido a sua estrutura e densidade populacional. Essas características fazem o gênero ser extremamente especioso, contando com mais de cem espécies descritas atualmente. O objetivo do presente trabalho é auxiliar no levantamento da diversidade genética no gênero, analisando uma população Astyanax aff. fasciatus, encontrada na Bacia do Rio São Francisco. As análises citogenéticas constituem cariotipagem convencional, detecção de heterocromatina constitutiva e localização de genes ribossômicos 5S e 18. Foram observados 2n=48 (8M+22SM+12ST+6A) e heterocromatina distribuída em regiões pericentroméricas de poucos cromossomos. A FISH evidenciou sítios de rDNA 5S intersticiais em um par de cromossomos metacêntricos e na região pericentromérica de um par de cromossomos acrocêntricos.  A situação taxonômica do complexo de espécies é discutida.
      PubDate: 2013-10-30
      Issue No: Vol. 4 (2013)
       
  • Avaliações morfológicas e micromorfométricas de folhas
           de sol e de sombra Lithraea molleoides (VELL.) ENGL. (ANACARDIACEAE)

    • Authors: Jaqueline Dias Pereira, Moacir Eurypedes Medri, Renata Stolf Moreira
      Abstract: Alterações morfoanatômicas e fisiológicas nas folhas são comumente encontradas como resposta adaptativa das plantas às diferentes condições de luminosidade. Objetivou-se, com este estudo, comparar a morfoanatomia de folhas expandidas de sol e de sombra de Lithraea molleoides fornecendo subsídios que justifiquem a seleção desta espécie para estudos em programas de revegetação. O estudo ocorreu no Parque Ecológico da Klabin, Telêmaco Borba-Pr. Nas avaliações macroscópicas e microscópicas, as amostras foram processadas segundo metodologia usual. As folhas da porção superior periférica, denominadas folhas de sol, apresentaram características mais xéricas, ao contrário das folhas da porção inferior interna, denominadas folhas de sombra.  As folhas de sol apresentam adaptações que indicam maior dificuldade na perda de água nos períodos desfavoráveis aumentando a eficiência no uso da água. As folhas de sombra apresentaram maior área aproveitando mais a energia luminosa. As diferenças observadas neste estudo indicam considerável capacidade adaptativa para se manterem ativas a diferentes condições de luminosidade.  
      PubDate: 2013-07-14
      Issue No: Vol. 4 (2013)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-2014