for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
  Subjects -> SOCIAL SCIENCES (Total: 1355 journals)
    - BIRTH CONTROL (20 journals)
    - CHILDREN AND YOUTH (243 journals)
    - FOLKLORE (28 journals)
    - MATRIMONY (16 journals)
    - MEN'S INTERESTS (17 journals)
    - MEN'S STUDIES (90 journals)
    - SEXUALITY (52 journals)
    - SOCIAL SCIENCES (686 journals)
    - WOMEN'S INTERESTS (42 journals)
    - WOMEN'S STUDIES (161 journals)

SOCIAL SCIENCES (686 journals)                  1 2 3 4     

Showing 1 - 136 of 136 Journals sorted alphabetically
3C Empresa     Open Access   (Followers: 2)
A contrario     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
A Practical Logic of Cognitive Systems     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Abant İzzet Baysal Üniversitesi Sosyal Bilimler Enstitüsü Dergisi     Open Access   (Followers: 1)
Abordajes : Revista de Ciencias Sociales y Humanas     Open Access   (Followers: 1)
Aboriginal and Islander Health Worker Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
About Performance     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
Academicus International Scientific Journal     Open Access   (Followers: 3)
Access     Full-text available via subscription   (Followers: 26)
ACCESS: Critical Perspectives on Communication, Cultural & Policy Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 10)
ACCORD Occasional Paper     Open Access   (Followers: 4)
Accountability in Research: Policies and Quality Assurance     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Acta Academica     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Acta Scientiarum. Human and Social Sciences     Open Access   (Followers: 6)
Acta Universitatis Sapientiae, Philologica     Open Access   (Followers: 1)
Adıyaman Üniversitesi Sosyal Bilimler Enstitüsü Dergisi     Open Access  
Administrative Science Quarterly     Full-text available via subscription   (Followers: 156)
Administrative Theory & Praxis     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Adultspan Journal     Hybrid Journal  
Advances in Appreciative Inquiry     Hybrid Journal  
Advocate: Newsletter of the National Tertiary Education Union     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
África     Open Access   (Followers: 1)
Africa Spectrum     Open Access   (Followers: 11)
African Affairs     Hybrid Journal   (Followers: 59)
African Renaissance     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
African Research Review     Open Access   (Followers: 5)
African Social Science Review     Open Access   (Followers: 9)
Afyon Kocatepe Üniversitesi Sosyal Bilimler Dergisi     Open Access  
Ágora : revista de divulgação científica     Open Access  
Akademik İncelemeler Dergisi     Open Access   (Followers: 1)
Akademika : Journal of Southeast Asia Social Sciences and Humanities     Open Access   (Followers: 5)
Al-Mabsut : Jurnal Studi Islam dan Sosial     Open Access   (Followers: 1)
Alliage     Free  
Alteridade     Open Access  
American Communist History     Hybrid Journal   (Followers: 19)
ANALES de la Universidad Central del Ecuador     Open Access   (Followers: 2)
Anales de la Universidad de Chile     Open Access  
Analysis     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Andamios. Revista de Investigacion Social     Open Access  
Anemon Muş Alparslan Üniversitesi Sosyal Bilimler Dergisi     Open Access  
Annals of Humanities and Development Studies     Open Access   (Followers: 5)
Annals of the American Academy of Political and Social Science     Hybrid Journal   (Followers: 42)
Annuaire de l’EHESS     Open Access  
Anthropocene Review     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Anthurium : A Caribbean Studies Journal     Open Access   (Followers: 6)
Approches inductives : Travail intellectuel et construction des connaissances     Full-text available via subscription  
Apuntes : Revista de Ciencias Sociales     Open Access   (Followers: 1)
Apuntes de Investigación del CECYP     Open Access  
Arbor     Open Access  
Argomenti. Rivista di economia, cultura e ricerca sociale     Open Access   (Followers: 2)
Argumentos. Revista de crítica social     Open Access  
Around the Globe     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Arquivos do CMD : Cultura, Memória e Desenvolvimento     Open Access  
Articulo - Journal of Urban Research     Open Access   (Followers: 4)
Asia Pacific Journal of Sport and Social Science     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Asian Journal of Social Science     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Asian Journal of Social Sciences and Management Studies     Open Access   (Followers: 6)
Asian Social Science     Open Access   (Followers: 6)
Astrolabio     Open Access  
Atatürk Dergisi     Open Access  
Australasian Review of African Studies, The     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Australian Aboriginal Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 9)
Australian and Aotearoa New Zealand Psychodrama Association Journal     Full-text available via subscription  
Australian Journal of Emergency Management     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Australian Journal on Volunteering     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Balkan Journal of Social Sciences     Open Access   (Followers: 3)
Bandung : Journal of the Global South     Open Access   (Followers: 1)
BARATARIA. Revista Castellano-Manchega de Ciencias sociales     Open Access  
Basic and Applied Social Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 37)
Basic Income Studies     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Bayero Journal of Pure and Applied Sciences     Open Access  
Berkeley Undergraduate Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Big Data & Society     Open Access   (Followers: 30)
Bildhaan : An International Journal of Somali Studies     Open Access   (Followers: 2)
BMC Medical Ethics     Open Access   (Followers: 16)
Bodhi : An Interdisciplinary Journal     Open Access   (Followers: 1)
Body Image     Hybrid Journal   (Followers: 13)
BOGA : Basque Studies Consortium Journal     Open Access   (Followers: 2)
Boletín Cultural y Bibliográfico     Open Access   (Followers: 2)
Border Crossing : Transnational Working Papers     Open Access   (Followers: 2)
Brain and Cognition     Hybrid Journal   (Followers: 31)
Brasiliana - Journal for Brazilian Studies     Open Access   (Followers: 1)
British Review of New Zealand Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Bulletin de l’Institut Français d’Études Andines     Open Access   (Followers: 1)
Caderno CRH     Open Access   (Followers: 1)
California Italian Studies Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Caminho Aberto : Revista de Extensão do IFSC     Open Access  
Canadian Journal of Human Sexuality     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Caribbean Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 11)
Carl Beck Papers in Russian and East European Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Catalan Social Sciences Review     Open Access  
Catalyst : A Social Justice Forum     Open Access   (Followers: 9)
Catholic Social Science Review     Open Access   (Followers: 3)
CBU International Conference Proceedings     Open Access   (Followers: 1)
Cemoti, Cahiers d'études sur la méditerranée orientale et le monde turco-iranien     Open Access   (Followers: 2)
Challenges     Open Access   (Followers: 1)
China Journal of Social Work     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Chinese Studies     Open Access   (Followers: 6)
Ciencia e Interculturalidad     Open Access   (Followers: 1)
Ciencia y Sociedad     Open Access   (Followers: 1)
Ciencia, Cultura y Sociedad     Open Access  
Ciencias Holguin     Open Access   (Followers: 1)
Ciências Sociais Unisinos     Open Access   (Followers: 2)
Ciencias Sociales y Educación     Open Access   (Followers: 2)
Ciencias Sociales y Humanidades     Open Access   (Followers: 1)
CienciaUAT     Open Access  
Citizen Science : Theory and Practice     Open Access  
Citizenship Teaching & Learning     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Ciudad Paz-ando     Open Access  
Civilizar Ciencias Sociales y Humanas     Open Access   (Followers: 1)
Civitas - Revista de Ciências Sociais     Open Access   (Followers: 1)
Claroscuro     Open Access   (Followers: 1)
CLIO América     Open Access   (Followers: 1)
Cogent Social Sciences     Open Access   (Followers: 2)
Cognitive and Behavioral Practice     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Colección Académica de Ciencias Sociales     Open Access  
Colonial Academic Alliance Undergraduate Research Journal     Open Access   (Followers: 2)
Communication, Politics & Culture     Open Access   (Followers: 13)
Communities, Children and Families Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Compendium     Open Access   (Followers: 1)
Comprehensive Therapy     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Comuni@cción     Open Access  
Comunitania : Revista Internacional de Trabajo Social y Ciencias Sociales     Open Access   (Followers: 1)
Confluenze Rivista di Studi Iberoamericani     Open Access  
Contemporary Journal of African Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Contemporary Social Science     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Contribuciones desde Coatepec     Open Access  
Convergencia     Open Access  
Corporate Reputation Review     Hybrid Journal   (Followers: 4)
CRDCN Research Highlight / RCCDR en évidence     Open Access  
Creative and Knowledge Society     Open Access   (Followers: 10)
Creative Approaches to Research     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
Critical Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Critical Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 9)
Critical Studies on Terrorism     Hybrid Journal   (Followers: 25)
Crossing the Border : International Journal of Interdisciplinary Studies     Open Access   (Followers: 4)
CTheory     Open Access  
Cuadernos de la Facultad de Humanidades y Ciencias Sociales - Universidad Nacional de Jujuy     Open Access  
Cuadernos Interculturales     Open Access  
Cultural Studies Review     Full-text available via subscription   (Followers: 16)
Cultural Trends     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Culturales     Open Access   (Followers: 2)
Culturas. Revista de Gestión Cultural     Open Access  
Culture Mandala : The Bulletin of the Centre for East-West Cultural and Economic Studies     Open Access  
Culture Scope     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
De Prácticas y Discursos. Cuadernos de Ciencias Sociales     Open Access  
Debats. Revista de cultura, poder i societat     Open Access  
Demographic Research     Open Access   (Followers: 11)
Derecho y Ciencias Sociales     Open Access   (Followers: 1)
Desacatos     Open Access   (Followers: 1)
Desafios     Open Access  
Desenvolvimento em Questão     Open Access  
Developing Practice : The Child, Youth and Family Work Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 21)
Development     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Diálogo     Open Access   (Followers: 1)
DIFI Family Research and Proceedings     Open Access   (Followers: 1)
Discourse & Society     Hybrid Journal   (Followers: 66)
Distinktion : Scandinavian Journal of Social Theory     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Doct-Us Journal     Open Access  
Drustvena istrazivanja     Open Access   (Followers: 2)
Dynamics of Asymmetric Conflict: Pathways toward terrorism and genocide     Hybrid Journal   (Followers: 15)
e-Gnosis     Open Access  
e-Hum : Revista das Áreas de Humanidade do Centro Universitário de Belo Horizonte     Open Access   (Followers: 1)
E-Journal of Cultural Studies     Open Access   (Followers: 1)
Eastern Africa Social Science Research Review     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Économie et Solidarités     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Education, Business and Society : Contemporary Middle Eastern Issues     Hybrid Journal  
Égypte - Monde arabe     Open Access   (Followers: 4)
Éire-Ireland     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Electoral Studies     Hybrid Journal   (Followers: 29)
Electronic Journal of Radical Organisation Theory     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Empiria. Revista de metodología de ciencias sociales     Open Access   (Followers: 1)
Encuentros Multidisciplinares     Open Access  
Enseñanza de las Ciencias Sociales     Open Access  
Entramado     Open Access  
Equality, Diversity and Inclusion : An International Journal     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Equidad y Desarrollo     Open Access  
Espace populations sociétés     Open Access   (Followers: 1)
EspacesTemps.net     Open Access  
Estudios Avanzados     Open Access  
Estudios Fronterizos     Open Access   (Followers: 1)
Estudios Sociales     Open Access   (Followers: 2)
Estudios Sociales     Open Access  
Ethics and Social Welfare     Hybrid Journal   (Followers: 19)
Ethiopian Journal of the Social Sciences and Humanities     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Ethnic and Racial Studies     Hybrid Journal   (Followers: 40)
Ethnobotany Research & Applications : a journal of plants, people and applied research     Open Access   (Followers: 6)
eTropic : electronic journal of studies in the tropics     Open Access  
Études canadiennes / Canadian Studies     Open Access   (Followers: 1)
Études rurales     Open Access   (Followers: 2)
Eureka Street     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
European Journal of Futures Research     Open Access   (Followers: 1)
European Journal of Social Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 31)
European Online Journal of Natural and Social Sciences     Open Access   (Followers: 10)
European Review of Latin American and Caribbean Studies - Revista Europea de Estudios Latinoamericanos y del Caribe     Open Access   (Followers: 5)
European Review of Social Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 12)
European View     Hybrid Journal   (Followers: 1)
European Yearbook of Minority Issues Online     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Exchanges : the Warwick Research Journal     Open Access   (Followers: 1)
ExT : Revista de Extensión de la UNC     Open Access  

        1 2 3 4     

Journal Cover Ciências Sociais Unisinos
  [2 followers]  Follow
    
  This is an Open Access Journal Open Access journal
   ISSN (Print) 1519-7050 - ISSN (Online) 2177-6229
   Published by Unisinos Homepage  [13 journals]
  • As redes depois dos levantes e na crise da globalização

    • Authors: Giuseppe Cocco, Lucas Henrique da Luz
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Entre precariedade e resistência: a cidade como espaço de produção e
           luta no capitalismo cognitivo

    • Authors: Carolina Salomão Corrêa
      Abstract: Este artigo propõe identificar as relações que são possíveis estabelecer entre as transformações do trabalho e o recente ciclo global de lutas. A compreensão partilhada é de que, a partir da década de 1970, o capitalismo entra em uma fase de transformação, caracterizada pelo crescimento do papel das dimensões cognitivas do trabalho. Diferentemente da dinâmica fordista, que tendia a excluir a subjetividade do trabalhador nos processos produtivos, o trabalho pós-fordista exige a participação subjetiva do trabalhador não apenas na produção. Isto é, no regime de acumulação do que aqui nomeamos capitalismo cognitivo, o trabalhador participa por meio da sua capacidade de criar, imaginar, intervir, mas, também, nas dinâmicas de circulação. A produção contemporânea se dá extrapolando os espaços de confinamento fabris de outrora, difundindo-se por todo o tecido social em uma cooperação entre redes e ruas. Nesse contexto, a cidade converte-se em espaço de produção e valorização do trabalho. Diante das condições de vida e trabalho na cidade, cada vez mais precária, a metrópole constitui-se também como terreno das lutas por melhores condições de vida e gestão democrática da cidade. Enquanto, nas fábricas, os trabalhadores se organizavam em torno dos direitos relativos a salários e horários; na cidade, a multidão luta pela infraestrutura física e imaterial para a vida social, esta que, em última análise, alimenta a economia cognitiva. É nesse sentido que as revoltas recentes nas metrópoles globais correspondem às lutas do trabalho contemporâneo. Este texto pensa a necessidade de criar uma nova agenda política que faça justiça à nova composição técnica do trabalho.Palavras-chave: precariedade, cidade, multidão, lutas.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Fazer-se multidão: multiplicidade, classe e comum

    • Authors: Bruno Tarin
      Abstract: O presente artigo tem como tema central estudos sobre o conceito de multidão. Para embasar as análises e elaborações que atravessam esse conceito, inicia-se o artigo realizando uma breve reflexão sobre como a ideia de grandes agrupamentos ou de sujeito coletivo foi vista ao longo do tempo. Para tal, destacam-se os períodos da formação filosófica e da política dos Estados nacionais soberanos (século XVI) e o da formação daquelas que ficaram conhecidas como sociedades de massa (século XIX). Concluindo a primeira sessão deste artigo, reconhecemos a reemergência da multidão na virada do final do século XX para início do XXI, momento em que o debate sobre a multidão reaparece e os contornos extremamente negativos que a noção assumia majoritariamente nos períodos anteriores começam a ser progressivamente desmantelados. A multidão reemerge, assim, enquanto dispositivo capaz de se contrapor ao Império no seu fazer-se. Para nos relacionarmos com essa capacidade da multidão, analisam-se proposições teóricas pós-operaístas, em especial de Antonio Negri, percorrendo três principais trilhas: a multidão enquanto multiplicidade, enquanto classe e sua relação com o comum.Palavras-chave: multidão, classe, comum.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Redes Sociais, Facebook e debate político: olhares dos movimentos
           sociais

    • Authors: Denise Osório Severo, Maria da Graça Luderitz Hoefel, Helena Shimizu
      Abstract: Este artigo tem o objetivo de conhecer as concepções de integrantes de diferentes movimentos sociais sobre as potencialidades do Facebook e das redes virtuais como espaços de debate político, buscando identificar as possíveis interfaces entre os diferentes olhares e os principais conceitos de tecnologia referidos na literatura. Trata-se de uma pesquisa participante, de abordagem qualitativa, cujos dados são advindos de entrevistas semi-estruturadas efetuadas no início de 2014, além de observação participante, diário de campo e registros fotográficos, realizados com militantes de cinco movimentos e redes sociais distintas. Os resultados evidenciam que, no referido período histórico, o Facebook e as redes virtuais ainda representavam um campo impreciso com o qual boa parte dos movimentos sociais, especialmente os clássicos, estavam tentando lidar e compreender, haja vista que instituíam novas formas de atuação e organização muito distintas dos modos como historicamente os movimentos sociais se organizaram e empreenderam suas lutas. Nota-se que não havia consenso acerca das potencialidades do Facebook e das redes virtuais enquanto esferas de debate político.Palavras-chave: movimentos sociais, redes sociais, tecnologia.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Ciclo de protestos de 2013: construção midiática das performances de
           contestação

    • Authors: Camila Farias da Silva, Eduardo Georjão Fernandes
      Abstract: Este artigo apresenta um estudo sobre o ciclo de protestos de 2013, especificamente sobre as formas de manifestação pública de demandas coletivas e suas implicações na construção de significados realizados pela grande mídia. O objetivo deste estudo é identificar quais são os enquadramentos construídos pelos veículos midiáticos a respeito das performances públicas de contestação compostas por ações violentas presentes no ciclo de protestos de 2013. Para tal, foram estudadas as performances públicas de contestação, classificadas como violentas, realizadas nas manifestações ocorridas em Porto Alegre, sobre a temática do transporte público de 1970 a 2013. Metodologicamente, foi utilizada a análise de eventos de protestos (AEP) a partir dos dados coletados no projeto de pesquisa “Regimes e Repertórios Associativos: oportunidades políticas e organização social no Brasil”, o qual é composto por notícias do jornal Zero Hora sobre manifestações públicas de demandas coletivas. Posteriormente, foi realizada a análise de conteúdo da cobertura do jornal Zero Hora sobre o ciclo de protestos de 2013 para identificar a construção midiática dessas performances. Foram analisadas as coberturas aos eventos dos dias 27 de março, 04 de abril, 13 de junho e 20 de junho. Percebe-se o uso de ações violentas por parte dos manifestantes como um fenômeno novo, diante do qual grandes veículos midiáticos, como a Zero Hora, utilizam-se de esquemas interpretativos já consolidados e previamente construídos (para a cobertura da criminalidade individual), na qual a violência não é identificada como performance de contestação que compõe um repertório de ação, mas como uma ação isolada e criminosa.Palavras-chave: ciclo de protestos, performances violentas, enquadramentos midiáticos.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • O discurso do movimento #OcupeOCocó e sua luta pela
           significação nas redes sociais

    • Authors: Luciana Correia Barbosa, Sérgio Carvalho Benício de Mello, Henrique Muzzio
      Abstract: Este artigo objetiva analisar o discurso do #OcupeOCocó, movimento popular em defesa do Parque do Cocó, na cidade de Fortaleza, que eclodiu nas redes sociais em julho de 2013, e sua luta pela significação nas redes sociais a partir das postagens e comentários dos usuários na página oficial do movimento no Facebook e seu perfil no Twitter. Foi utilizada a Teoria do Discurso proposta por Laclau e Mouffe (1985) com o intuito de compreender como acontece esse processo de significação e como os elementos se articulam em busca da hegemonização do conteúdo dos seus discursos quando as práticas discursivas revelaram um antagonismo social no qual as disputas acontecem a partir do processo de significação de um desenvolvimento predatório x desenvolvimento sustentável. Embora os manifestantes tenham sido expulsos do local três meses depois, o discurso do movimento continua construindo novas articulações e revelando novas práticas discursivas nas redes sociais. Palavras-chave: #OcupeOCocó, Teoria do Discurso, redes sociais, desenvolvimento, pós- -desenvolvimento.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Estado Laico e Liberdade Religiosa no Brasil: A Concordata entre o Brasil
           e a Santa Sé e a “Lei Geral das Religiões”

    • Authors: Jose Ivo Follmann, Celso Gabatz
      Abstract: Este artigo tem o objetivo de aprofundar algumas questões acerca da laicidade e da liberdade religiosa, a concordata firmada entre o Estado Brasileiro e o Vaticano e as controvérsias decorrentes da proposta da Lei Geral das Religiões. Ao mesmo tempo em que afirma a existência de múltiplos e divergentes sentidos da laicidade, permite observar os diferentes agentes na busca por demarcar, definir, atualizar, corrigir e regular sua aplicação pelo Estado. O ativismo católico e evangélico tem gerado efeitos bastante contraditórios. Há um recrudescimento das disputas religiosas com desdobramentos na esfera pública, especialmente na arena política.Palavras-chave: Concordata, Lei Geral das Religiões, liberdade religiosa, laicidade.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • A Igreja Universal do Reino de Deus em Angola: faces da nova cartografia
           religiosa global

    • Authors: Anaxsuell Fernando Silva, Karen Susan Silva Pititinga Rosa
      Abstract: A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) estabeleceu-se em Angola desde 1992, no entanto, sua presença no país tornou-se incerta a partir de um episódio incomum: em dezembro de 2012, em uma vigília para o final do ano, 6 pessoas morreram e outras 120 foram feridas. Tal cenário desencadeou um conjunto de fatos e discursos políticos a respeito dessa instituição religiosa, os quais questionavam a influência da IURD nesse país. Essa proposta de comunicação toma esse fato histórico como mote analítico para compreender a atuação das igrejas neopentecostais brasileiras no continente africano, em especial da IURD em Angola. Objetivamos problematizar a hipótese de essa presença ser compreendida como um instrumento que fomenta o neoimperialismo brasileiro no país, interferindo nos hábitos tradicionais da cultura angolana, ou de se, por outro viés, essa presença religiosa deve ser analisada como um agente de integração entre Brasil e Angola. Para efetivar a análise, partiremos das reportagens sobre o episódio em questão e caminharemos com o auxílio teórico-metodológico da sociologia, da antropologia e das relações internacionaisPalavras-chave: religião, pentecostalismo, Igreja Universal do Reino de Deus, Angola.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Um panorama da literatura sobre a internacionalização das religiões
           ayahuasqueiras brasileiras

    • Authors: Glauber Loures Assis, Beatriz Caiuby Labate
      Abstract: Nascidas durante o século XX, a Barquinha, o Santo Daime e a União do Vegetal, conhecidas como as religiões ayahuasqueiras brasileiras, se mantiveram circunscritas à região norte do Brasil pelo menos até o início dos anos de 1970. Desde então, o Santo Daime e a União do Vegetal têm se expandido significativamente, cada qual à sua maneira, alcançando todas as regiões do país, cruzando as fronteiras brasileiras e o Oceano Atlântico. O processo de internacionalização desses grupos envolve complexas redes e alianças transnacionais, suscitando questões intrigantes sobre tradução cultural e diáspora religiosa. Entretanto, esse tema continua pouco explorado, e a produção a respeito é fragmentada e esparsa. Este artigo propõe uma revisão crítica da literatura sobre a internacionalização desses grupos, incluindo artigos, dissertações de mestrado e teses de doutorado em várias línguas, publicadas ou não, bem como textos sobre os aspectos legais. Através de uma abordagem comparativa, procuramos identificar as principais características, tendências e perspectivas do campo de estudos sobre a ayahuasca. Nesse sentido, esperamos chamar atenção para as possibilidades e lacunas dessa discussão e, ao mesmo tempo, estimular o desenvolvimento de futuras pesquisas. Este artigo almeja tornar-se uma espécie de guia para pesquisadores da área, assim como para outras pessoas interessadas no assunto, sendo especialmente importante em tempos em que a internacionalização das religiões ayahuasqueiras brasileiras alcança dezenas de países do mundo. Este tema, argumentamos, oferece um interessante lócus de estudo sobre a interação entre psicodélicos, religião e cultura.Palavras-chave: ayahuasca, internacionalização, Santo Daime, União do Vegetal, diáspora, religiões ayahuasqueiras.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • O Conselho Estadual do Povo de Terreiro: religiões afro-brasileiras e
           políticas públicas no Rio Grande do Sul

    • Authors: Marcelo Tadvald, Francisco Abrahão Gonzaga
      Abstract: Este trabalho procura problematizar a formulação e a aplicação de políticas públicas governamentais nos últimos anos voltadas às religiões afro-gaúchas, a partir do contexto de formação e das recentes ações do Conselho Estadual do Povo de Terreiro (CPTERS) no cenário político local e suas principais diretrizes. A seguir, resgatamos algumas ações persecutórias advindas de parlamentares gaúchos nos últimos anos (2003, 2005, 2015) que procuravam restringir práticas litúrgicas que envolvem o livre exercício das afro-religiões no Rio Grande do Sul. A partir de uma discussão histórica e atual e de referências do campo dos estudos de religião e sociedade, buscamos situar o caso do CPTERS em um quadro maior de análise envolvendo temas como a etnicidade, o racismo e a intolerância religiosa.Palavras-chave: Políticas Públicas, afro-religiões, Rio Grande do Sul.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Os “evangélicos sem fronteiras”: história e religiosidade
           evangélica em Londrina (PR)

    • Authors: Edson Elias de Morais, Fabio Lanza
      Abstract: Este artigo analisa como ocorreu o processo sui generis da religiosidade evangélica em Londrina (PR) e como esse processo reproduz a dinâmica da religiosidade nacional em contexto histórico específico. A partir de investigação bibliográfica, eletrônica, de campo e oral, foi possível identificar que a trajetória religiosa evangélica londrinense aconteceu em quatro fases, que denominamos “ecumênica”; “divisão institucional”; “novas religiosidades” e “evangélicos sem fronteiras”. Como resultado final, afirmamos que esta ultima fase, contemporânea, possui características que se pode ampliar para o âmbito nacional, tendo em vista que as doutrinas já não delimitam uma igreja da outra e o estilo gospel se faz presente na maioria delas.Palavras-chave: História Evangélica, Evangélicos em Londrina, Paraná, religiosidade neopentecostal.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Expectativas de refugiados na tragédia das fronteiras, a percepção da
           trajetória e a surdez de direitos

    • Authors: Aloisio Ruscheinsky, Corina Nicoleta Tulbure
      Abstract: Os autores argumentam que o campo de refugiados é um espaço excepcional para colocar ordem na tensão das coisas, na dimensão espacial e temporal. Sempre há múltiplas fronteiras nos campos de refugiados, seja entre países, culturas e línguas, seja os cruzamentos para as mercadorias e as pessoas. Paradoxalmente, há uma situação temporária e de permanência ao mesmo tempo. Do ponto de vista metodológico, o caderno de campo e as entrevistas possibilitaram aprender com os sujeitos da pesquisa sobre suas condições de vida, porquanto são atores dentro de condicionamentos nos quais fazem a sua história. O artigo propõe expor a voz dos refugiados, a sua visão e leitura dos percalços na trajetória à Europa. A experiência nos campos de refugiados permite uma análise de um território por meio da dissolução da vida social anterior e da expectativa de novos começos. O que molda o horizonte dos refugiados é alcançar o solo fértil europeu. A sociabilidade é modelada na precariedade e na negação e despolitização da ajuda humanitária. Enfim, paradoxalmente, um espaço onde nada está dado como certo e tudo está contestado.Palavras-chave: refugiados, Europa, fronteira, antropologia.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Reconhecimento e desigualdade: da ética da autenticidade à
           cultura do novo capitalismo

    • Authors: Fabrício Maciel
      Abstract: Este artigo tem como objetivo problematizar o horizonte moral das sociedades contemporâneas, diante do qual as questões acerca do reconhecimento e da desigualdade social devem ser pensadas. Para tanto, apresento, na introdução, a forma como os conceitos de reconhecimento e desigualdade surgem no cenário acadêmico atual, apontando para a sua importância, limites e possíveis desdobramentos. Em seguida, mostro como Charles Taylor esboça, principalmente em seu livro A ética da autenticidade (2011), no qual reescreve algumas teses centrais de sua obra magna As fontes do self (1997), um ideal moral da cultura moderna, que se sintetiza principalmente no conceito de autenticidade e que não teria se realizado em sua plenitude. Diante disso, tento analisar como a “cultura flexível” do capitalismo atual, tematizada por Richard Sennett, principalmente em A corrosão do caráter (2006) e A cultura do novo capitalismo (2015), parece ser a principal distorção contemporânea da cultura ocidental da autenticidade. Na parte final, procuro mostrar como a cultura desse novo capitalismo se torna um horizonte moral fake, por prometer um caminho para a autorrealização e para o reconhecimento, que é falso. Com isso, esse horizonte moral fake, percebido na obra de Sennett, suprime e esconde o horizonte moral maior da modernidade, que, para Taylor, se explica pela necessidade de busca pela autenticidade, enquanto sinônimo de autorrealização. Assim, essa cultura do novo capitalismo constrói e naturaliza a desigualdade social moderna de forma ainda mais eficaz do que em períodos anteriores.Palavras-chave: reconhecimento, desigualdade, novo capitalismo.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • O debate da Teoria Crítica sobre a tecnologia

    • Authors: Ednei de Genaro
      Abstract: O presente artigo é dividido em três partes. Na primeira, comentamos as problematizações centrais da questão da tecnologia em autores da primeira geração da Teoria Crítica – notadamente em Theodor Adorno e Max Horkheimer e em Herbert Marcuse. Na segunda, analisamos como o artigo Técnica e Ciência como Ideologia (1968), de Jürgen Habermas, perfaz um debate decisivo acerca de tais problematizações, lançando novas proposições a respeito, as quais resultariam em uma reneutralização da tecnologia. Por fim, na terceira parte, apresentamos a posição contemporânea de Andrew Feenberg sobre os legados dos autores supracitados, esclarecendo suas proposições de Teoria Crítica da Tecnologia.Palavras-chave: Teoria Crítica, tecnologia, Habermas, Feenberg, Teoria Crítica da Tecnologia.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • A impossibilidade da interdisciplinaridade: apontamentos para alternativas
           socioconstrutivistas

    • Authors: Léo Peixoto Rodrigues
      Abstract: O presente artigo tem por objetivo propiciar uma reflexão, tendo como lente as ciências sociais, sobre teoria e práticas científicas, as quais, comumente, chamamos de interdisciplinares. Ao apontar a quase impossibilidade da interdisciplinaridade dentro do atual modelo teórico em que a ciência está organizada, busca-se apresentar três grandes obstáculos à efetiva interdisciplinarização do conhecimento, quais sejam: obstáculo epistemológico, obstáculo político-institucional e o aumento de complexidade crescente do conhecimento. Após a problematização dos mesmos, busco indicar possibilidades para uma reflexão de caráter construtivista, que chamo de uma prática onto-epistemológica, para a interdisciplinaridade, que também aponta para a importância de se repensar aspectos teóricos da organização do próprio conhecimento.Palavras-chave: Interdisciplinaridade, disciplinas, epistemologia, construtivismo epistemológico.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Globalização contra-hegemônica e instituições participativas:
           características das cidades com orçamentos participativos no Rio Grande
           do Sul

    • Authors: Alfredo Alejandro Gugliano
      Abstract: A proposta deste artigo é apresentar uma análise sobre o perfil socioeconômico das cidades que realizaram orçamentos participativos no Rio Grande do Sul (2009-2012). Contextualizando a proposta no campo dos efeitos da expansão de uma globalização contra-hegemônica, o trabalho visa aprofundar o debate sobre o desenvolvimento do orçamento participativo no mencionado estado brasileiro, assim como contribuir para a discussão nacional sobre as características das cidades que executam essa política pública.Palavras-chave: orçamento participativo, democracia participativa, globalização contra-hegemônica, cidadania, políticas públicas locais.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Exposição Universal 2015: luzes e sombras sobre a insegurança e a ajuda
           alimentar na Europa

    • Authors: Cristina Almeida Cunha Filgueiras
      Abstract: O artigo questiona a escassa visibilidade da insegurança e da ajuda alimentar no contexto europeu. Na primeira parte, o leitor é convidado a acompanhar uma visita comentada e crítica à Exposição Universal de 2015 realizada em Milão, na Itália, na qual se demonstra que as questões da insegurança alimentar e da ajuda ficam em segundo plano em relação a outros temas que os países ricos priorizaram expor ao mundo. Em seguida, o artigo examina os problemas da pobreza, da insegurança alimentar e do desperdício de alimentos no contexto europeu. Em terceiro lugar, é mencionado o principal programa europeu de ajuda, cuja existência é reveladora da relevância social, política e econômica do problema da insegurança alimentar no continente. No artigo, é assinalado o caso da França, país cujo pavilhão foi dos mais visitado na Expo 2015 e que possui uma parcela da sua população em insegurança alimentar e atendida pela ajuda pública. Nas considerações finais, são apresentadas três possíveis razões para a escassa menção dos temas no evento de Milão.Palavras-chave: pobreza, segurança alimentar, ajuda.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • A diferença como política de resistência e de ressignificação da
           subjetividade feminina em campos de saberes masculinos

    • Authors: Neiva Furlin, Marlene Tamanini
      Abstract: Este artigo analisa narrativas de docentes inseridas no contexto do ensino da teologia católica, em um espaço tradicionalmente masculino, estruturado como não inteligível para as mulheres. Objetiva-se evidenciar como as docentes, que atuam no campo do saber teológico, se constituem e se afirmam positivamente como sujeitos femininos. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, baseada na interpretação das narrativas de quatorze docentes, inseridas em três instituições católicas, localizadas nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Para analisar como as mulheres teólogas se tornam sujeitos em suas posições e em suas estratégias políticas, adotamos os pressupostos teóricos do feminismo e dos estudos de gênero e, especialmente, a noção de diferença sexual de Rosi Braidotti, como um dos campos epistemológicos das teorias feministas. O estudo mostra que as docentes desessencializam os conteúdos da diferença a partir de sua ação situada como estratégia política na produção de uma ética de si. Tal situação denota que a ressignificação da diferença sexual e da subjetividade de gênero, neste contexto, funciona de maneira positiva, ainda que permaneça marcada por uma estrutura simbólica, hierárquica, celibatária e masculina, na qual a diferença, frequentemente, segue sendo acionada como negativa e significada pelas essencializações referidas a competências menores em relação às mulheres.Palavras-chave: diferença sexual, sujeitos femininos, instituições católicas.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Sociologia e gestão ambiental: considerações a partir de uma Reserva
           Extrativista Marinha

    • Authors: Maria Cristina Alves Maneschy, Tânia Guimarães Ribeiro, Edma Silva Moreira, Fernanda Valli Nummer, Ida Lenir Maria Pena Gonçalves
      Abstract: No Brasil, Reserva Extrativista é uma categoria de unidade de conservação de gestão compartilhada entre moradores, usuários, representantes de órgãos públicos e privados e da sociedade civil. Este artigo objetiva compreender como tais atores interagem para construir essa instituição de modo participativo. Aplica os conceitos sociológicos de redes sociais, capital social e cultural, habitus e campo, gestão de recursos comuns e governança interativa na análise da experiência da Reserva Extrativista Marinha Caeté-Taperaçu, no município de Bragança, Pará. A pesquisa de base utilizou uma metodologia qualitativa, incluindo análise documental sobre pesca no litoral amazônico, entrevistas semidiretivas com pescadores locais e observações em reuniões da Associação de Moradores e Usuários da Reserva, no decorrer de 2012. Como resultados, constatou-se que as redes sociais entre usuários, especialmente pescadores, eram incompletas, mais densas no nível local e com poucos elos externos, daí a contradição entre a regulação da pesca nas águas próximas e a desregulação distante. Entretanto, cresce a consciência de cuidados com o meio ambiente no novo território. Os comitês locais, as assembleias e a elaboração conjunta de regras e planos impulsionam o aprendizado interativo, apesar das desigualdades de capitais dos atores envolvidos.Palavras-chave: cogestão, participação, reserva extrativista.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Economia criativa e resistência: o artesanato indígena no Estado
           do Rio de Janeiro

    • Authors: Diego Santos Vieira de Jesus
      Abstract: O objetivo deste artigo é examinar os papéis socioeconômicos, políticos e culturais do artesanato para a população indígena que vive em terras homologadas no Rio de Janeiro e na capital do Estado. O argumento central aponta que o artesanato permite não apenas a geração de renda no contexto de desenvolvimento da economia criativa no Estado, mas a promoção de autoafirmação e resistência à marginalização dos indígenas em políticas públicas e leis estaduais e federais e à sua invisibilidade em movimentos sociais dos próprios artesãos. O artesanato pode conduzir a maior autonomia e desenvolvimento das comunidades indígenas, ao vincular os elementos estéticos, simbólicos e sociais do artesanato local à melhoria das condições políticas e socioeconômicas de vida das comunidades no contexto de estímulo a setores criativos em áreas do Estado do Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo, o artesanato oferece maior visibilidade à produção cultural de grupos sociais marginalizados, como os indígenas, alimentando as discussões potencialmente transformadoras sobre suas condições e posição secundária em políticas públicas e leis voltadas para o próprio artesanato, bem como nas organizações de artesãos.Palavras-chave: economia criativa, artesanato indígena, Rio de Janeiro.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • Intérpretes e notáveis da literatura e da cultura popular do
           Maranhão

    • Authors: Igor Gastal Grill, Eliana Tavares dos Reis
      Abstract: Propomos neste artigo refletir sobre o trabalho de construção de “panteões” e as práticas de eternização de “vultos” examinando duas publicações que se configuram em “galerias de notáveis”. Analisamos Perfis Acadêmicos e Perfis de Cultura Popular, ponderando sobre: (i) a posição social e política dos agentes (biógrafos e biografados), definida em função dos recursos sobre os quais assentam sua “reputação” e de inscrições nas lutas culturais e políticas; (ii) as estratégias de estruturação das obras, observando a seleção e a hierarquização dos casos, o espaço disponibilizado, as classificações atribuídas, entre outras; (iii) e os conteúdos, as adjetivações, as definições, enfim, as representações explicitadas nos pré-textos e textos laudatórios. Com isso, podemos apreender os condicionantes de afirmação, as lógicas de atuação e os mecanismos de consagração mobilizados por agentes que se constituem como porta-vozes autorizados, bem como as múltiplas tramas de notabilização de “intérpretes” da cultura e da memória regional no e do Maranhão.Palavras-chave: cultura, intérpretes, panteão.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • A pesquisa como ferramenta de ensino em sociologia: sentidos, obstáculos
           e potencialidades em livros didáticos e em práticas docentes

    • Authors: David Gonçalves Soares
      Abstract: O artigo apresenta uma reflexão introdutória sobre o uso da pesquisa como ferramenta de ensino em sociologia, premissa que consta em documentos normativos como as Orientações Curriculares para o Ensino Médio e a inconclusa Base Nacional Comum Curricular. O objetivo do artigo é refletir sobre as possibilidades de utilização dessa ferramenta, que vem sendo apresentada como um ideal perseguido no campo de ensino em sociologia. A partir da exposição dos sentidos associados a ela, o trabalho analisa as propostas de pesquisa de dois manuais didáticos, bem como sua interpretação por professores entrevistados em uma escola considerada de excelência (CAp-UERJ). Dentre os resultados, destacam-se: a distinção entre os tipos de pesquisa mais informativos e os mais sistemáticos e metodológicos, a existência de um aparente consenso quanto à importância da pesquisa no ensino de sociologia e a polissemia com que professores identificam o termo “pesquisa”. Além disso, foram identificados obstáculos estruturais para a rotinização do uso didático da pesquisa sociológica, como: o tempo exíguo destinado à disciplina na grade curricular; a ausência de um clima escolar que estimule e crie mecanismos propiciadores de inovação pedagógica; deficiências na formação de professores, que não privilegia a pesquisa enquanto princípio de ensino; e a necessidade de um quantum de capital cultural dos alunos para a utilização profícua dessa ferramenta didática.Palavras-chave: ensino de sociologia, livro didático de sociologia, pesquisa e ensino.
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • O neoliberalismo como revolução conservadora e expansão das
           desigualdades sociais

    • Authors: Antonio Paulino de Sousa
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
  • A diversidade das desigualdades em questão: a problematização dos
           abismos sociais no âmbito da teoria política

    • Authors: Alberto Luís Araújo
      PubDate: 2017-10-27
      Issue No: Vol. 53 (2017)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.196.201.241
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-2016