for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
  Subjects -> LAW (Total: 1467 journals)
    - CIVIL LAW (36 journals)
    - CONSTITUTIONAL LAW (49 journals)
    - CORPORATE LAW (89 journals)
    - CRIMINAL LAW (26 journals)
    - CRIMINOLOGY AND LAW ENFORCEMENT (148 journals)
    - FAMILY AND MATRIMONIAL LAW (23 journals)
    - INTERNATIONAL LAW (188 journals)
    - JUDICIAL SYSTEMS (22 journals)
    - LAW (877 journals)
    - LAW: GENERAL (9 journals)

LAW (877 journals)            First | 1 2 3 4 5     

Showing 601 - 354 of 354 Journals sorted alphabetically
Rechtsidee     Open Access   (Followers: 3)
Religion, State and Society     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Revenue Law Journal     Open Access  
Review of Central and East European Law     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Review of European Administrative Law     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Review of European, Comparative & International Environmental Law     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Review of Finance     Hybrid Journal   (Followers: 55)
Review of Litigation, The     Full-text available via subscription  
Review of Politics     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Revista Acadêmica : Faculdade de Direito do Recife     Open Access  
Revista Arbitrada de Ciencias Jurídicas y Criminalísticas Iustitia Socialis     Open Access  
Revista Brasileira de Direito     Open Access   (Followers: 2)
Revista Catalana de Dret Privat     Open Access  
Revista catalana de dret públic     Open Access   (Followers: 2)
Revista CESCO de Derecho de Consumo     Open Access   (Followers: 2)
Revista Chilena de Derecho     Open Access   (Followers: 2)
Revista Chilena de Derecho del Trabajo y de la Seguridad Social     Open Access  
Revista Chilena de Derecho Privado     Open Access   (Followers: 1)
Revista Chilena de Derecho y Tecnología     Open Access   (Followers: 1)
Revista Chilena de Historia del Derecho     Open Access   (Followers: 1)
Revista Científica do Curso de Direito     Open Access  
Revista da Faculdade de Direito UFPR     Open Access   (Followers: 1)
Revista da Faculdade Mineira de Direito     Open Access  
Revista de Bioética y Derecho     Open Access  
Revista de Ciencias Jurídicas     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Derecho     Open Access  
Revista de Derecho     Open Access  
Revista de Derecho     Open Access  
Revista de Derecho     Open Access  
Revista de Derecho (Coquimbo)     Open Access  
Revista de Derecho (Valparaiso)     Open Access  
Revista de Derecho de la Seguridad Social, Laborum     Open Access   (Followers: 2)
Revista de Derecho de la UNED (RDUNED)     Open Access  
Revista de Derecho de la Unión Europea     Open Access   (Followers: 4)
Revista de Derecho Fiscal     Open Access  
Revista de Derecho Político     Open Access  
Revista de Derecho Privado     Open Access  
Revista de Derecho Privado     Open Access  
Revista de Derecho Público     Open Access  
Revista de Direito     Open Access  
Revista de Direito Agrário e Agroambiental     Open Access  
Revista de Direito Ambiental e Socioambientalismo     Open Access  
Revista de Direito Brasileira     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Direito da Administração Pública     Open Access  
Revista de Direito da Faculdade Guanambi     Open Access  
Revista de Direito Sanitário     Open Access  
Revista de Direito Sociais e Políticas Públicas     Open Access  
Revista de Educación y Derecho     Open Access  
Revista de Estudios de la Justicia     Open Access  
Revista de Estudios Historico-Juridicos     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Estudos Empíricos em Direito     Open Access  
Revista de Estudos Institucionais     Open Access  
Revista de Historia del Derecho     Open Access   (Followers: 1)
Revista de la Escuela de Medicina Legal     Open Access   (Followers: 3)
Revista de la Facultad de Derecho     Open Access  
Revista de la Facultad de Derecho y Ciencias Políticas     Open Access  
Revista de la Maestría en Derecho Procesal     Open Access   (Followers: 1)
Revista de la Secretaría del Tribunal Permanente de Revisión     Open Access  
Revista de Llengua i Dret     Open Access  
Revista de Movimentos Sociais e Conflitos     Open Access  
Revista de Processo, Jurisdição e Efetividade da Justiça     Open Access  
Revista de Sociologia, Antropologia e Cultura Jurídica     Open Access  
Revista Derecho del Estado     Open Access  
Revista Diálogos do Direito     Open Access  
Revista Digital Constituição e Garantia de Direitos     Open Access  
Revista Digital de Derecho Administrativo     Open Access  
Revista Direito Ambiental e Sociedade     Open Access   (Followers: 1)
Revista Direito GV     Open Access   (Followers: 1)
Revista Direitos Emergentes na Sociedade Global     Open Access   (Followers: 1)
Revista Direitos, Trabalho e Política Social     Open Access  
Revista do Curso de Direito     Open Access  
Revista do Curso de Direito do Centro Universitário Brazcubas     Open Access  
Revista Electrónica Cordobesa de Derecho Internacional Público : RECorDIP     Open Access  
Revista Eletrônica Direito e Política     Open Access  
Revista Eletrônica do Curso de Direito - PUC Minas Serro     Open Access  
Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM     Open Access   (Followers: 2)
Revista Española de Medicina Legal     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Revista Estudios Jurídicos     Open Access  
Revista Estudios Socio-Jurídicos     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eurolatinoamericana de Derecho Administrativo     Open Access  
Revista Historia y Justicia     Open Access  
Revista Icade. Revista de las Facultades de Derecho y Ciencias Económicas y Empresariales     Full-text available via subscription  
Revista Internacional de Derecho del Turismo     Open Access  
Revista IUS     Open Access  
Revista Jurídica     Open Access   (Followers: 1)
Revista Jurídica da UFERSA     Open Access  
Revista Jurídica de Asturias     Open Access  
Revista Jurídica de la Universidad de León     Open Access  
Revista Jurídica do Cesuca     Open Access  
Revista Jurídica IUS Doctrina     Open Access  
Revista Jurídica Portucalense/Portucalense Law Journal     Open Access  
Revista Jurídica Universidad Autónoma de Madrid     Open Access  
Revista Latinoamericana de Derecho Social     Open Access   (Followers: 1)
Revista Latinoamericana de Derechos Humanos     Open Access   (Followers: 2)
Revista Opinión Jurídica     Open Access  
Revista Pedagogía Universitaria y Didáctica del Derecho     Open Access  
Revista Persona y Derecho     Full-text available via subscription  
Revista Pesquisas Jurídicas     Open Access  
Revue générale de droit     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Revue internationale de droit pénal     Full-text available via subscription  
Revue Marocaine de Droit, d’Economie et de Gestion     Open Access  
Revue pro právo a technologie     Open Access  
Riau Law Journal     Open Access  
RUDN Journal of Law     Open Access  
Russian Law Journal     Open Access  
Russian Politics & Law     Full-text available via subscription   (Followers: 9)
SA Mercantile Law Journal = SA Tydskrif vir Handelsreg     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Santa Clara Computer & High Technology Law Journal     Open Access   (Followers: 5)
Santa Clara Law Review     Open Access  
Science & Justice     Hybrid Journal   (Followers: 443)
ScienceRise : Juridical Science     Open Access  
Scientiam Juris     Open Access   (Followers: 1)
Scientometrics     Hybrid Journal   (Followers: 37)
SCRIPTed - A Journal of Law, Technology & Society     Open Access   (Followers: 13)
Seattle Journal for Social Justice     Open Access   (Followers: 3)
Seattle University Law Review     Open Access   (Followers: 3)
Selçuk Üniversitesi Hukuk Fakültesi Dergisi / Selçuk Law Review     Open Access  
Seqüência : Estudos Jurídicos e Políticos     Open Access  
Seton Hall Circuit Review     Open Access  
Seton Hall Journal of Sports and Entertainment Law     Open Access   (Followers: 3)
Seton Hall Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Singapore Academy of Law Annual Review of Singapore Cases     Full-text available via subscription  
Singapore Academy of Law Journal     Full-text available via subscription  
Singapore Journal of Legal Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Social & Legal Studies     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Social Security Reporter     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Società e diritti     Open Access  
Sociologia del diritto     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Sociological Jurisprudence Journal     Open Access  
Soumatera Law Review     Open Access  
South African Crime Quarterly     Open Access   (Followers: 9)
South African Journal of Bioethics and Law     Open Access   (Followers: 1)
South African Journal of Environmental Law and Policy     Full-text available via subscription  
South African Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
South East European University Review (SEEU Review)     Open Access   (Followers: 1)
Southern African Public Law     Full-text available via subscription  
Southern Illinois University Law Journal     Open Access   (Followers: 1)
Sri Lanka Journal of Forensic Medicine, Science & Law     Open Access   (Followers: 1)
St. John's Law Review     Open Access  
Stanford Law & Policy Review     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Stanford Law Review     Free   (Followers: 35)
Stanford Technology Law Review     Free   (Followers: 1)
Statute Law Review     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Statutes and Decisions : Laws USSR     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Studenckie Zeszyty Naukowe     Open Access  
Studia Canonica     Full-text available via subscription  
Studia Iuridica Lublinensia     Open Access  
Studia Iuridica Toruniensia     Open Access  
Studia z Prawa Wyznaniowego     Open Access   (Followers: 1)
Studies in Social Justice     Open Access   (Followers: 10)
Suffolk University Law Review     Free  
Suhuf     Open Access  
Süleyman Demirel Üniversitesi Hukuk Fakültesi Dergisi     Open Access  
Supremasi Hukum : Jurnal Penelitian Hukum     Open Access  
Supreme Court Review, The     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Sustainable Development Law & Policy     Open Access   (Followers: 12)
Swiss Political Science Review     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Sydney Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
Syiar Hukum     Open Access  
Tanjungpura Law Journal     Open Access  
Társadalomkutatás     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Tax Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 11)
Te Mata Koi : Auckland University Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Teisė : Law     Open Access  
Temas Socio-Jurídicos     Open Access  
Texas Journal of Women and the Law     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Texas Law Review     Free   (Followers: 10)
Texas Review of Law & Politics     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
The American Lawyer     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
The Journal of Legislative Studies     Hybrid Journal   (Followers: 12)
The Jurist : Studies in Church Law and Ministry     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
The Modern American     Open Access   (Followers: 1)
The National Legal Eagle     Open Access  
THEMIS - Revista de Derecho     Open Access   (Followers: 3)
Theoretical Criminology     Hybrid Journal   (Followers: 40)
Theoretical Inquiries in Law     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Theory and Practice of Legislation     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Ticaret ve Fikri Mülkiyet Hukuku Dergisi     Open Access  
Tidsskrift for erstatningsrett, forsikringsrett og trygderett     Full-text available via subscription  
Tidsskrift for Rettsvitenskap     Full-text available via subscription  
Tijdschrift voor Rechtsgeschiedenis / Revue d'Histoire du Droit / The Legal History Review     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Tijdschrift voor Religie, Recht en Beleid     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Tilburg Law Review     Open Access   (Followers: 5)
Toruńskie Studia Polsko-Włoskie     Open Access  
Touro Law Review     Open Access  
Transactions : The Tennessee Journal of Business Law     Open Access   (Followers: 5)
Transnational Environmental Law     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Transnational Legal Theory     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Transport Policy     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Transportation Planning and Technology     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Trusts & Trustees     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Tulane Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Tulsa Law Review     Open Access   (Followers: 1)
UCL Journal of Law and Jurisprudence     Open Access   (Followers: 3)
UCLA Entertainment Law Review     Open Access  
UCLA Law Review     Free   (Followers: 8)
UCLA Women's Law Journal     Open Access   (Followers: 2)
Udayana Journal of Law and Culture     Open Access  
UniSA Student Law Review     Open Access  
University of Baltimore Journal of Land and Development     Open Access  

  First | 1 2 3 4 5     

Similar Journals
Journal Cover
Revista de Estudos Institucionais
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2447-5467
Published by Universidade Federal do Rio de Janeiro Homepage  [6 journals]
  • EDITORIAL

    • Authors: Daniel de Souza Lucas
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.276
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • FEDERALISMO INSTRUMENTAL E NÃO-INSTRUMENTAL

    • Authors: Michael C. Dorf
      Pages: 1 - 12
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.270
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • O FEDERALISMO DEVE CONTRIBUIR COM A INTERPRETAÇÃO DOS DIREITOS
           CIVIS'

    • Authors: Michael C. Dorf
      Pages: 13 - 18
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.271
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • AS INSTITUIÇÕES DO FEDERALISMO: COM RESPEITO A UM QUADRO
           ANALÍTICO

    • Authors: David E. Wildasin
      Pages: 19 - 61
      Abstract: As federações amadurecidas apresentam relativa transparência quanto a  delimitações de autoridade entre os níveis de governo, os governos subnacionais gozam de uma autonomia considerável em suas políticas de despesas, receitas e dívidas. Em outros países, os problemas de restrições orçamentárias suaves, resgates e instabilidade fiscal e financeira demonstram as dificuldades do desenho institucional de uma federação. Este artigo descreve um quadro analítico no qual os efeitos inter jurisdicionais ou jurisdicionais podem criar incentivos para governos de nível superior para intervir no controle e financiamento de governos de nível inferior ("resgates"). Essa estrutura ajuda a identificar orientações para pesquisas teóricas e empíricas que possam iluminar características importantes das instituições observadas e orientar a análise de políticas.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.272
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • SENADOS, REPRESENTACIÓN POLÍTICA Y REPRESENTACIÓN TERRITORIAL:
           REFLEXIONES SOBRE UNA EXTENDIDA CONFUSIÓN

    • Authors: Roberto L. Blanco Valdés
      Pages: 62 - 89
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.273
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • FORMAS DE FEDERALISMO E DIREITOS FUNDAMENTAIS NA UNIÃO EUROPEIA

    • Authors: Mário Simões Barata
      Pages: 90 - 117
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.264
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • FEDERALISMO, LIBERDADE E DIREITOS FUNDAMENTAIS

    • Authors: Misabel Abreu Machado Derzi
      Pages: 118 - 157
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.266
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • COMPETIÇÃO TRIBUTÁRIA OU GUERRA FISCAL' DO PLANO INTERNACIONAL À
           LEI COMPLEMENTAR N° 160/2017

    • Authors: Daniel Vieira Marins, Gustavo da Gama Vital de Oliveira
      Pages: 158 - 185
      Abstract: De início, os autores diferenciam o capital de investimento do capital financeiro, em especial quanto à existência de atividade empresarial real ou de mera mobilidade do capital. A seguir, são analisados os conceitos de “paraíso fiscal” e de regime fiscal privilegiado e as regras criadas no plano internacional com o objetivo de regular a competição tributária. Neste aspecto, são destacados os tratados e os acordos multilaterais (“hard law”), as diretrizes da OCDE, as quais são caracterizadas como “soft law”, e o entendimento da doutrina quanto ao tema. Os autores também analisam a competição tributária sob a ótica da Lei Complementar n° 24/75 e das novas regras criadas pela Lei Complementar n° 160/2017, tais como a alteração parcial (e insuficiente) da unanimidade nos convênios do ICMS, a aplicação de sanções mais severas ao Estado que descumpre a Lei Complementar n° 24/75 e a atuação do Ministro de Estado da Fazenda nas situações de conflito quanto à concessão de benefícios ou incentivos fiscais. Somando-se a isso, são analisados o posicionamento do Supremo Tribunal Federal quanto à competição tributária prejudicial e o fenômeno da “inconstitucionalidade útil”. Ademais, é realizada uma comparação entre as inovações da Lei Complementar n° 160/2017 e as regras existentes no direito tributário internacional para regular a competição tributária.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.265
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • O FEDERALISMO FISCAL NO BRASIL E NA UNIÃO EUROPEIA

    • Authors: Joâo Ricardo Catarino, Marcus Abraham
      Pages: 186 - 210
      Abstract: O artigo versa sobre a questão do federalismo fiscal no Brasil e na União Europeia. Apresenta um breve panorama das relações entre os Estados-membros da Federação brasileira e da União Europeia, os conceitos gerais do federalismo fiscal como campo científico voltado ao estudo da divisão das funções do setor público financeiro entre os diferentes níveis de governo e os desafios enfrentados por Brasil e União Europeia na busca de um melhor arranjo institucional e financeiro entre seus componentes.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.263
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • DECISÕES ESTRUTURANTES NA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL BRASILEIRA:
           CRITÉRIOS PROCESSUAIS DA TUTELA JURISDICIONAL DE DIREITOS PRESTACIONAIS

    • Authors: Melina Girardi Fachin, Caio Cesar Bueno Schinemann
      Pages: 211 - 246
      Abstract: Este estudo se insere na temática acerca da tutela jurisdicional de direitos prestacionais. Trata-se de objeto já amplamente estudado pela doutrina desde a promulgação da Constituição de 1988. Identificou-se que o esforço doutrinário sobre o tema se deu especialmente a partir da proposição de critérios materiais da tutela jurisdicional de direitos prestacionais, por meio da qual se pretendeu estabelecer sobre quais direitos e em que intensidade poderia recair a atuação do Poder Judiciário. Compreende-se que estes critérios materiais são insuficientes para uma efetiva racionalização da atividade jurisdicional neste campo, propondo-se o desvio analítico dos critérios materiais para os critérios de ordem processual. Estes critérios processuais são identificados na adoção de decisões estruturantes pela jurisdição constitucional brasileira como instrumento de tutela jurisdicional de direitos prestacionais. São estruturantes as decisões por meio das quais se busca a reestruturação de determinada organização social ou política pública, com o objetivo de concretizar direitos ou interesses socialmente relevantes. Expõe-se a origem de provimentos de natureza estruturante na jurisdição constitucional norte-americana e sua ressignificação pelo constitucionalismo social. Por fim, são apresentados os parâmetros, possibilidades e fundamentos legais das decisões estruturantes, a fim de tornar possível sua operacionalização na jurisdição constitucional brasileira.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.247
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • DESENHO INSTITUCIONAL E JUDICIALIZAÇÃO DA POLÍTICA NAS CORTES
           CONSTITUCIONAIS BRASILEIRA E COLOMBIANA: UMA ANÁLISE COMPARADA

    • Authors: Sylvia Maria Cortês Bonifácio de Araujo, Claudia Maria Barbosa, Camila Salgueiro da Purificação Marques
      Pages: 247 - 277
      Abstract: A judicialização da política é um fenômeno que impacta diretamente a atuação das cortes constitucionais de diferentes países. Brasil e Colômbia compartilham semelhanças, mas distinguem-se também em aspectos importantes do exercício do controle de constitucionalidade. A partir de fatores institucionais selecionados por Tom Ginsburg, analisa-se a expansão do poder decisório das Cortes Constitucionais desses dois países, procurando-se evidenciar que o desenho institucional dessas Cortes reflete-se diretamente na forma pela qual o judicial review é exercido. A análise é feita tomando-se em conta (i) número de juízes, (ii) mandato dos juízes, (iii) mecanismos de escolha dos magistrados, (v) acesso à corte constitucional e (iv) eficácia das decisões proferidas pelas cortes. A não ser pelo mandato fixo e não renovável de seus membros, todos os outros fatores analisados demonstram uma maior independência e poder decisório da Corte Constitucional Colombiana, em relação à política, quando comparada à realidade brasileira, o que contribui para justificar sua caracterização como uma das cortes mais ativistas do mundo.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.201
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • DOENÇA DE CHAGAS E PATENTES FARMACÊUTICAS: PESQUISA EXPLORATÓRIA SOBRE
           A ASPIRAÇÃO DO SISTEMA DE PATENTES

    • Authors: Marcos Vinício Chein Feres, Lorena Abbas da Silva
      Pages: 278 - 307
      Abstract: A presente pesquisa visa indagar se o sistema jurídico de patentes é efetivo o suficiente, no que diz respeito à sua aspiração moral, para incentivar o desenvolvimento de produtos de saúde, tendo por foco a análise dos depósitos de patentes para a doença de Chagas. A análise metodológica utilizada consiste numa abordagem qualitativa dos dados coletados de fontes diretas e indiretas, dentre as quais o site do Instituto Nacional da Propriedade Industrial. A partir dos dados coletados foram construídas três tabelas, as quais se referem ao número de depósitos relacionados à doença, o número de depósitos por depositante e o perfil funcional dos depósitos. Este estudo se baseia no marco teórico da luta pelo reconhecimento, de Axel Honneth, conjugado com o viver plenamente a lei, de Zenon Bankowski. A partir dos dados coletados relativos a doença de Chagas, infere-se a pouca efetividade do sistema jurídico de patentes com relação ao incentivo à inovação voltada para interesses sociais locais. Os interesses de mercado se sobrepõem à promessa vaga do sistema jurídico de patentes concernente à busca pelo desenvolvimento científico e tecnológico ancorado nos interesses sociais.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.219
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • A UNIVERSALIZAÇÃO DOS DIREITOS SOCIAIS E SUA RELEVÂNCIA PARA O
           EXERCÍCIO E CONCREÇÃO DA CIDADANIA

    • Authors: Juvêncio Borges Silva, Fabiana Zacarias, Leonardo Aquino Moreira Guimarães
      Pages: 308 - 333
      Abstract: Este artigo tem como objetivo analisar os direitos fundamentais sociais, consagrados na Constituição Federal de 1988, como dimensão dos direitos humanos. A pesquisa parte do estudo dos direitos humanos e da constitucionalização dos direitos sociais. Aborda a judicialização dos direitos fundamentais, principalmente no que se refere à legitimidade do Poder Judiciário para a implementação de políticas públicas, diante da escassez de recursos financeiros e orçamentários, analisando-se o princípio da cláusula da reserva do possível, o direito ao mínimo existencial, o princípio do não retrocesso social e a garantia da dignidade humana. O trabalho faz uma análise dos aspectos teóricos e práticos, para demonstrar importância da universalização dos direitos sociais para a garantia do exercício da cidadania, orientando-se, para tanto, pelo método analítico-dedutivo. 
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.146
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • A FILOSOFIA DA LINGUAGEM ORDINÁRIA E A (INESCAPÁVEL)
           INDETERMINAÇÃO DO DIREITO

    • Authors: Igor Raatz, William Galle Dietrich, Gilberto Morbach
      Pages: 334 - 375
      Abstract: Diante (i) da concepção de que o ôntico não é capaz de esgotar os sentidos e, portanto, que a lei não contém a completude do Direito, e, ao mesmo tempo, (ii) da auto-evidente relação entre Direito, linguagem e interpretação, vemos, contemporaneamente, dois tipos de resposta. De um lado, (i) discursos “neoconstitucionalistas” reivindicando, com ares de novidade, uma superação de um positivismo clássico, exegético, em que o juiz seria mera bouche de la loi; de outro, buscando remediar os problemas suscitados pelo discurso anterior, (ii) juristas, “vendendo” soluções milagrosas para enfrentar a questão da indeterminação do Direito, notadamente por meio de enunciados, precedentes, teses, súmulas, etc. O presente ensaio, portanto, a partir do “método” fenomenológico-hermenêutico, pretende demonstrar que as questões já há muito levantadas pela filosofia da linguagem ordinária antecede(ra)m qualquer perspectiva de teoria do Direito no sentido da impossibilidade de univocidade dos textos normativos e, ao mesmo tempo, evidencia(va)m a impossibilidade de aprisionamento de sentido em proposições voltadas a oferecer respostas antes dos casos decidendos.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.214
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • MONETIZAÇÃO DE DADOS PESSOAIS NA INTERNET: COMPETÊNCIA REGULATÓRIA A
           PARTIR DO DECRETO Nº 8.771/2016

    • Authors: Victor Miguel Barros de Carvalho, Patrícia Borba Vilar Guimarães, Adriana Carla Silva de Oliveira
      Pages: 376 - 416
      Abstract: O presente artigo analisa as disposições constantes no Decreto 8.771/2016 sobre a regulação da monetização dos dados pessoais no âmbito da internet. Num mundo cada vez mais conectado e interligado, com enorme produção de dados e informações – mormente de dados pessoais – muitos agentes econômicos passaram a utilizar tais dados como insumos em seus modelos de negócio. Neste cenário, promulgouse a Lei nº 12.965/2014, o Marco Civil da Internet. Tal diploma previu certos direitos e garantias aos usuários da rede mundial de computadores – como o direito à inviolabilidade da privacidade e intimidade e a proteção dos dados pessoais. Todavia, algumas de suas disposições demandaram regulamentação e, neste escopo, editou-se o Decreto 8.771/2016, que trata, entre outros assuntos, da previsão de atuação regulatória do poder público sobre atividades relacionadas aos dados pessoais. Sobre estas disposições é que o presente artigo se debruçou. Como metodologia, analisou as determinações do Decreto em conjunto com as do Marco Civil, de normas relacionadas e posicionamentos doutrinários acerca do tema, deles procurando extrair diretivas regulatórias da monetização de dados. Teve como objetivo específico aferir a competência para editar atos que regulem atividades relacionadas aos dados pessoais. Entre os resultados, encontrou que certos dispositivos restaram imprecisos na distribuição de competências, e que os entes arrolados pelo legislador não são inteiramente competentes para regular o tema em fito. Concluiu que, apesar desta lacuna legal, os dados pessoais contam com certa proteção da lei, sugerindo, ainda, pela criação de ente regulador próprio e competente para regular esta matéria.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.215
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • ALTERAÇÕES À LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL: ANÁLISE DO COMPORTAMENTO
           DOS AGENTES POLÍTICOS A PARTIR DOS PROJETOS DE LEI COMPLEMENTAR
           APRESENTADOS NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

    • Authors: Sócrates Arantes Teixeira Filho
      Pages: 417 - 458
      Abstract: A Lei Complementar nº 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF) surgiu com o objetivo de estabelecer normas de controle fiscal nos diversos entes federativos. Essa lei implantou medidas que buscavam manter um equilíbrio entre receitas e despesas dos entes federativos, sendo reconhecida a sua importância para estabilidade financeira e orçamentária no Brasil. Contudo, há a alegação de alguns agentes políticos de que a LRF possui regras muito rígidas e que engessam a realização de políticas públicas necessárias. Desde o surgimento da LRF, tramitaram mais de 300 Projetos de Lei Complementar (PLP) na Câmara dos Deputados que sugeriram alterações nessa lei. Contudo, não há uma informação clara sobre as alterações propostas, de maneira a indicar qual seria o comportamento dos agentes políticos em relação à LRF. Esse artigo apresentará uma pesquisa de metodologia descritiva, em que será realizada uma análise de caráter quantitativo-qualitativo das alterações propostas nesses Projetos de Lei Complementar, com o objetivo principal de identificar quais seriam os padrões comportamentais desses agentes, e, em especial, os agentes do Poder Legislativo e do Poder Executivo, Federal. Também serão testadas duas hipóteses para esses agentes: os agentes políticos do Poder Legislativo tendem a promover alterações que flexibilizam as regras da LRF, enquanto que os agentes do Poder Executivo tendem a promover alterações que tornam essas regras da LRF mais rígidas.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.212
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • A INSERÇÃO DAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS: REFORÇO OU ENFRAQUECIMENTO DA
           LEGITIMIDADE DEMOCRÁTICA DAS DECISÕES DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL'

    • Authors: Karina Almeida Guimarães Pinhão
      Pages: 459 - 483
      Abstract: O presente trabalho tem por objetivo refletir sobre as audiências públicas adotadas junto aos processo de controle de constitucionalidade concentrado no Supremo Tribunal Federal (STF) e seus limites sobre os debates que cerceiam a legitimação democrática no controle de constitucionalidade. Para tanto, em um primeiro momento, se apresentará um breve contexto teórico acerca da inserção das audiências públicas, de acordo com a sua previsão legislativa e discussões ocorridas no Supremo Tribunal Federal. Em seguida, se contraporá as teses defendidas para implementação das audiências com as teses democráticas, especialmente sob a perspectiva do aumento da participação democrática no Supremo Tribunal Federal nas ações constitucionais em sede de controle de constitucionalidade concentrado. E, ao fim , se analisará criticamente as finalidade da audiência pública na perspectiva democrática indicando-se, assim, os limites da capacidade institucional deste instrumento. O presente estudo foi realizado de forma empírica e se baseia nas discussões acerca da formação da vontade política presentes no conceito de democracia, e na leitura das ações constitucionais em que se realizaram as audiências públicas no STF até 2016.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i1.216
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
  • CONQUISTAS DO PROCESSO CIVIL NOS 30 ANOS DE CONSTITUIÇÃO FEDERAL: DA
           ABERTURA PROCESSUAL COMO ESPAÇO DEMOCRÁTICO PARA DEBATE

    • Authors: Paulo Junior Trindade dos Santos, Gabriela Samrsla Moller
      Pages: 484 - 512
      Abstract: A Constituição Federal, foi amplamente relevante para uma profunda reestruturação do sistema jurídico pátrio em uma dupla dimensão: normas processuais Constitucionalizadas e a busca da efetiva tutela jurisdicional. A epistemologia Constitucional ressignifica vários dos institutos processuais, criados com o positivismo exegético ou pela pandectista, de modo que a epistemologia Constitucional supera a visão rígida e rigorosa da mera aplicação da lei, substituída por uma interpretação da Constituição que acaba aderindo aos Direitos Humanos e Direitos Fundamentais. Frente a um cenário de incessantes complexidades sociais, o Processo não pode ser visto como um instituto rígido, devendo ser visualizado em sua potencial amplitude, com especial atenção aos objetos (do processo e do debate processual), passando o contexto a compor os contornos do Direito, horizontalizando a Democracia e concretizando a Constituição em sua amplitude.
      PubDate: 2018-08-05
      DOI: 10.21783/rei.v4i2.243
      Issue No: Vol. 4, No. 1 (2018)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 35.173.234.140
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-