for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
  Subjects -> LAW (Total: 1235 journals)
    - CIVIL LAW (37 journals)
    - CONSTITUTIONAL LAW (43 journals)
    - CORPORATE LAW (82 journals)
    - CRIMINAL LAW (20 journals)
    - CRIMINOLOGY AND LAW ENFORCEMENT (138 journals)
    - FAMILY AND MATRIMONIAL LAW (21 journals)
    - INTERNATIONAL LAW (162 journals)
    - JUDICIAL SYSTEMS (22 journals)
    - LAW (703 journals)
    - LAW: GENERAL (7 journals)

LAW (703 journals)                  1 2 3 4 | Last

Showing 1 - 200 of 354 Journals sorted alphabetically
ABA Journal Magazine     Full-text available via subscription   (Followers: 20)
Acta Juridica     Full-text available via subscription   (Followers: 9)
Acta Politica     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Acta Universitatis Danubius. Juridica     Open Access  
Actualidad Jurídica Ambiental     Open Access   (Followers: 1)
Adelaide Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 20)
Administrative Law Review     Open Access   (Followers: 39)
Aegean Review of the Law of the Sea and Maritime Law     Hybrid Journal   (Followers: 7)
African Journal of Legal Studies     Hybrid Journal   (Followers: 6)
African Journal on Conflict Resolution     Open Access   (Followers: 15)
Afrilex     Open Access   (Followers: 4)
Air and Space Law     Full-text available via subscription   (Followers: 19)
Akron Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Alaska Law Review     Open Access   (Followers: 10)
Albany Law Review     Free   (Followers: 6)
Alberta Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 15)
Alternative Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Alternatives : Global, Local, Political     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Amazon's Research and Environmental Law     Open Access   (Followers: 2)
American Journal of Comparative Law     Full-text available via subscription   (Followers: 55)
American Journal of Jurisprudence     Hybrid Journal   (Followers: 16)
American Journal of Law & Medicine     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
American Journal of Legal History     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
American Journal of Trial Advocacy     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
American University Law Review     Open Access   (Followers: 16)
American University National Security Law Brief     Open Access   (Followers: 9)
Amicus Curiae     Open Access   (Followers: 5)
Amsterdam Law Forum     Open Access   (Followers: 9)
Annales Canonici     Open Access  
Annual Survey of South African Law     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Anuario de Psicología Jurídica     Open Access   (Followers: 1)
ANZSLA Commentator, The     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Appeal : Review of Current Law and Law Reform     Open Access   (Followers: 1)
Arbitration Law Monthly     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Arbitration Law Reports and Review     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Arctic Review on Law and Politics     Open Access   (Followers: 1)
Arena Hukum     Open Access  
Argumenta Journal Law     Open Access   (Followers: 1)
Arizona Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Arizona State Law Journal     Free   (Followers: 2)
Arkansas Law Review     Free   (Followers: 6)
Ars Aequi Maandblad     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Art + Law     Full-text available via subscription   (Followers: 11)
Article 40     Open Access   (Followers: 2)
Artificial Intelligence and Law     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Asian American Law Journal     Open Access   (Followers: 3)
Asian Journal of Legal Education     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Asian Pacific American Law Journal     Open Access   (Followers: 2)
AStA Wirtschafts- und Sozialstatistisches Archiv     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Asy-Syir'ah : Jurnal Ilmu Syari'ah dan Hukum     Open Access  
Australasian Law Management Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Australian and New Zealand Sports Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Australian Feminist Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Australian Indigenous Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 17)
Australian Journal of Legal History     Full-text available via subscription   (Followers: 18)
Ave Maria Law Review     Free   (Followers: 3)
Badamai Law Journal     Open Access  
Ballot     Open Access  
Baltic Journal of Law & Politics     Open Access   (Followers: 7)
Bar News: The Journal of the NSW Bar Association     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Behavioral Sciences & the Law     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Beijing Law Review     Open Access   (Followers: 7)
Berkeley Journal of Entertainment and Sports Law     Open Access   (Followers: 6)
Berkeley Technology Law Journal     Free   (Followers: 11)
Bioethics Research Notes     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
Bond Law Review     Open Access   (Followers: 18)
Boston College Environmental Affairs Law Review     Open Access   (Followers: 7)
Boston College Journal of Law & Social Justice     Open Access   (Followers: 10)
Boston College Law Review     Open Access   (Followers: 18)
Boston University Law Review     Free   (Followers: 11)
BRICS Law Journal     Open Access  
Brigham Young University Journal of Public Law     Open Access   (Followers: 8)
Brigham Young University Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
British Journal of American Legal Studies     Open Access  
Brooklyn Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Bulletin of Legal Medicine     Open Access  
Bulletin of Medieval Canon Law     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
C@hiers du CRHIDI     Open Access  
Cadernos de Dereito Actual     Open Access   (Followers: 1)
Cadernos do Programa de Pós-Graduação em Direito - PPGDir./UFRGS     Open Access   (Followers: 1)
Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário     Open Access  
Cahiers, Droit, Sciences et Technologies     Open Access  
California Law Review     Open Access   (Followers: 20)
California Lawyer     Free  
California Western Law Review     Open Access   (Followers: 3)
Cambridge Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 142)
Campbell Law Review     Open Access   (Followers: 5)
Campus Legal Advisor     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Case Western Reserve Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Časopis pro právní vědu a praxi     Open Access  
Časopis zdravotnického práva a bioetiky     Open Access  
Catalyst : A Social Justice Forum     Open Access   (Followers: 10)
Catholic University Law Review     Open Access   (Followers: 3)
Chicago-Kent Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Chicana/o-Latina/o Law Review     Open Access   (Followers: 2)
China : An International Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 16)
China-EU Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Chinese Journal of Comparative Law     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Chinese Law & Government     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Cleveland State Law Review     Free   (Followers: 2)
College Athletics and The Law     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Colombia Forense     Open Access  
Columbia Journal of Environmental Law     Free   (Followers: 9)
Columbia Journal of Law and Social Problems     Full-text available via subscription   (Followers: 15)
Columbia Law Review (Sidebar)     Open Access   (Followers: 15)
Commercial Law Quarterly: The Journal of the Commercial Law Association of Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Comparative Law Review     Open Access   (Followers: 41)
Comparative Legal History     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Con-texto     Open Access  
Conflict Resolution Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 22)
Conflict Trends     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Cornell Law Review     Open Access   (Followers: 7)
Criterio Jurídico     Open Access  
Critical Analysis of Law : An International & Interdisciplinary Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Cuadernos de Historia del Derecho     Open Access   (Followers: 6)
Cuestiones Juridicas     Open Access   (Followers: 1)
Current Legal Problems     Hybrid Journal   (Followers: 26)
Danube : The Journal of European Association Comenius - EACO     Open Access   (Followers: 2)
De Jure     Open Access   (Followers: 1)
De Rebus     Full-text available via subscription  
Deakin Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
Defense Counsel Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Democrazia e diritto     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Denning Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
DePaul Journal of Women, Gender and the Law     Open Access   (Followers: 2)
DePaul Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Der Staat     Full-text available via subscription   (Followers: 13)
Derecho PUCP     Open Access   (Followers: 3)
Derecho y Ciencias Sociales     Open Access   (Followers: 1)
Die Verwaltung     Full-text available via subscription   (Followers: 10)
Dikaion     Open Access   (Followers: 1)
Dike     Open Access  
Direito e Desenvolvimento     Open Access   (Followers: 1)
Direito e Liberdade     Open Access  
Diritto penale contemporaneo     Free   (Followers: 2)
Diritto, immigrazione e cittadinanza     Open Access   (Followers: 4)
Dixi     Open Access  
Droit et Cultures     Open Access   (Followers: 6)
Droit et Médecine Bucco-Dentaire     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Droit, Déontologie & Soin     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Drug Science, Policy and Law     Full-text available via subscription  
Duke Environmental Law & Policy Forum     Open Access   (Followers: 6)
Duke Forum for Law & Social Change     Open Access   (Followers: 8)
Duke Journal of Gender Law & Policy     Open Access   (Followers: 15)
Duke Law & Technology Review     Open Access   (Followers: 10)
Duke Law Journal     Open Access   (Followers: 26)
DULR Online     Open Access   (Followers: 1)
East Asia Law Review     Open Access   (Followers: 1)
ECI Interdisciplinary Journal for Legal and Social Policy     Open Access   (Followers: 2)
Ecology Law Quarterly     Free   (Followers: 3)
Edinburgh Law Review     Hybrid Journal   (Followers: 21)
Education and the Law     Hybrid Journal   (Followers: 11)
El Cotidiano     Open Access   (Followers: 1)
Election Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Energy Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Environmental Justice     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Environmental Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 23)
Environmental Policy and Law     Hybrid Journal   (Followers: 16)
ERA-Forum     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Espaço Jurídico : Journal of Law     Open Access   (Followers: 1)
ESR Review : Economic and Social Rights in South Africa     Open Access   (Followers: 4)
Ethnopolitics     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Ethos: Official Publication of the Law Society of the Australian Capital Territory     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
EU agrarian Law     Open Access   (Followers: 3)
Europaisches Journal fur Minderheitenfragen     Hybrid Journal   (Followers: 2)
European Energy and Environmental Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 16)
European Journal for Education Law and Policy     Hybrid Journal   (Followers: 8)
European Journal of Comparative Law and Governance     Hybrid Journal   (Followers: 4)
European Journal of Law and Technology     Open Access   (Followers: 15)
European Journal of Psychology Applied to Legal Context     Open Access   (Followers: 5)
European Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 135)
European Public Law     Full-text available via subscription   (Followers: 33)
European Review of Contract Law     Hybrid Journal   (Followers: 21)
European Review of Private Law     Full-text available via subscription   (Followers: 29)
European Yearbook of Minority Issues Online     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Evaluation Review     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Evidence & Policy : A Journal of Research, Debate and Practice     Full-text available via subscription   (Followers: 9)
Faulkner Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Federal Communication Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Federal Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 22)
Federal Probation     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Feminist Legal Studies     Hybrid Journal   (Followers: 16)
feminists@law     Open Access   (Followers: 4)
Fiat Justisia     Open Access  
First Amendment Studies     Hybrid Journal  
Florida Bar News     Free  
Florida Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Florida State University Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Fordham Environmental Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Fordham Intellectual Property, Media and Entertainment Law Journal     Open Access   (Followers: 18)
Fordham Law Review     Open Access   (Followers: 13)
FORO. Revista de Ciencias Jurídicas y Sociales, Nueva Época     Open Access   (Followers: 2)
Fundamina : A Journal of Legal History     Open Access   (Followers: 7)
Geoforum     Hybrid Journal   (Followers: 23)
George Washington Law Review     Free   (Followers: 8)
Georgia Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Georgia State University Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Global Journal of Comparative Law     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Global Labour Journal     Open Access   (Followers: 7)
Golden Gate University Environmental Law Journal     Open Access   (Followers: 3)

        1 2 3 4 | Last

Journal Cover Espaço Jurídico : Journal of Law
  [1 followers]  Follow
    
  This is an Open Access Journal Open Access journal
   ISSN (Print) 2179-7943
   Published by Editora Unoesc Homepage  [7 journals]
  • Folha de rosto

    • Authors: admin Débora Diersmann
      Abstract: Folha de rosto
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.13393
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Direitos humanos na atualidade: um mundo em crise

    • Authors: Eduardo Gomes Biacchi
      Pages: 9 - 12
      Abstract: Preocupante é a ascensão do populismo dentro dos Estados Democráticos de Direito, em uma clara afronta e violação aos direitos humanos. Direitos esses que foram arduamente construídos e conquistados pela humanidade ao longo de períodos históricos e tiveram como ápice o fim da Segunda Guerra Mundial e a construção do Sistema Global de Proteção por meio da Organização das Nações Unidas, no século XX.No século XXI, diferentemente do que imaginávamos, caminhamos para um cenário confuso e melancólico, ante as claras e manifestas violações aos direitos humanos por parte dos Estados.Não obstante a comunidade internacional questione a efetividade na tutela dos direitos humanos dentro da ONU, em virtude da inexistência de mecanismos institucionalizados para buscarem a responsabilização internacional do Estado contra graves violações aos direitos humanos, a exemplo do que ocorre dentro do Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos, verificamos que, guardadas as devidas proporções e dentro dos limites de atuação que o próprio direito internacional impõe, a ONU procura atuar eficazmente.[continua]
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.13392
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Nota editorial

    • Authors: Carlos Luiz Strapazzon
      Pages: 13 - 14
      Abstract: Nota editorial
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.13394
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Aporias da fundamentação convencional dos direitos humanos e os caminhos
           da interculturalidade

    • Authors: Vicente de Paulo Barretto, Fernanda Frizzo Bragato
      Pages: 15 - 30
      Abstract: Resumo: A fundamentação dos direitos humanos é uma tarefa própria do campo de investigação filosófica que pretende, de um lado, refletir sobre a razão da existência desses direitos e, de outro, estabelecer os argumentos que lhe conferem validade e legitimidade.  Neste trabalho não se pretende responder diretamente às questões de existência e legitimidade dos direitos humanos. Os objetivos são, de um lado, demonstrar que a fundamentação é condição para a efetividade dos direitos humanos e, de outro, que existe um discurso convencional de fundamentação, filiado a pressupostos teóricos de matriz racional-individualista, que é, ao mesmo tempo, dominante e incongruente porque restringe as possibilidades de proteção universal desses direitos. Dominante porque a ele se filia grande parte dos jusfilósofos do Ocidente, entre eles o próprio Norberto Bobbio, os quais produzem a mais vasta e influente literatura sobre o tema. Incongruente porque o conceito de humanidade proposto pelo marco racional-individualista falha ao justificar a pretensa universalidade dos direitos humanos. A apropriação da noção de interculturalidade, por outro lado, pode constituir o ponto de partida para a construção de discursos de fundamentação que estejam atentos a realidades culturalmente plurais. O presente artigo é resultado parcial das investigações do Projeto de Pesquisa CNPq-Universal n. 476114/2013-6 Os Direitos Humanos no contexto Latino-americano: do caráter universal à interculturalidade integrado pelos autores.Palavras-chave: Fundamentação. Direitos humanos. Racionalidade. Individualismo. Interculturalidade.
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.8610
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Court decisions in wrongful birth cases as possible discrimination against
           the child

    • Authors: Petr Sustek, Martin Šolc
      Pages: 31 - 48
      Abstract: Abstract: The term wrongful birth denotes a claim brought by the parents of an unwanted child who was conceived or born due to medical negligence. The claims are often dismissed as contradictory to good morals or public order. However, there remains a neglected question whether the court decision to award or dismiss damages could constitute discrimination against the child concerned. While the child is not a party to the litigation, it is nevertheless unacceptable for the court not to take into account the effects of its decision on the child. In the case of award of damages, the court publicly affirms the legitimacy of the parentsꞌ need for compensation, that is the fact that the childꞌs birth represents recoverable harm to them. The court decision therefore means a different treatment in respect to other children whose benefits for the family are generally recognized and praised by the society. That might have serious psychological consequences for the child, depriving her or him of the full enjoyment of the right to dignity. This fact constitutes discrimination on the grounds of birth, which can be justified only by very weighty reasons. Such reasons may be arguably given in the case of a child incapable of understanding the meaning of wrongful birth litigation, whose special needs are extremely burdensome on the family. On the other hand, the dismissal of the claim cannot represent a negative discrimination against the child.Keywords: Discrimination. Wrongful birth. International human rights law. Human rights of the child. Convention on the Rights of the Child.
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.12378
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • El derecho a la intimidad de los trabajadores y acceso del patrón a los
           correos electrónicos empresariales y privados

    • Authors: Amalia Patricia Cobos Campos
      Pages: 49 - 64
      Abstract: Resumen: El uso imparable de tecnologías y su inadecuada regulación legal, constituyen sin duda un problema pendiente de resolver por el derecho, la constante colisión de derechos y la vulneración de los mismos de tan cotidiano se vuelve preocupante. En este contexto entre los derechos humanos más vulnerables se encuentran indudablemente los derechos a la privacidad e intimidad, que las nuevas tecnologías parecen avasallar, y cuya tutela resulta aún muy deficientes en los ordenamientos jurídicos, tal vulnerabilidad se ve agravada cuando se enfrentan intereses privados con los derechos en mención, esos intereses en el ámbito laboral están representados por la figura del patrón, y sus facultades de supervisión con frecuencia violentan la intimidad y privacidad de sus trabajadores. Por ello cuando el patrón proporciona equipos de cómputo para uso en el trabajo e incluso correos empresariales, resulta necesario marcar los límites de las aludidas facultades de supervisión. El presente trabajo, de corte teórico-dogmático, busca analizar el status quo en la materia, partiendo de clarificar conceptualmente a ambos derechos y de ahí pasamos a analizar la construcción jurídica y jurisprudencial de tales derechos en México, para concluir con una propuesta concreta y viable de reforma legislativa que abonaría a resolver el conflicto de derechos materia de nuestro estudio; sustentándose además aportes doctrinarios.Palabras clave: Intimidad. Privacidad. Trabajadores. Acceso a correos electrónicos.
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.12806
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Privacidade, Pós-modernidade jurídica e Governança digital: o exemplo
           do Marco Civil da Internet na direção de um novo direito

    • Authors: José Isaac Pilati, Mikhail Vieira Cancelier de Olivo
      Pages: 65 - 82
      Abstract: Resumo: 2014 foi um ano importante para o Brasil quando se analisa a produção normativa relacionada à governança da internet. Isso porque, além da sanção da Lei n. 12.965 (o Marco Civil da Internet), realizou-se o Encontro Multissetorial Global Sobre o Futuro da Governança da Internet (NETmundial), evento que reuniu em São Paulo representantes de todas as esferas de usuários da rede, além de enviados de diversos países e organizações internacionais. Tanto no decorrer da elaboração do projeto de lei que gerou o atual Marco Civil da Internet quanto no desenvolvimento do referido evento, procedimentos participativos demonstraram-se fundamentais ao processo de construção do Direito referente ao tema, e um assunto ganhou enorme relevância, o direito fundamental à privacidade. Fazendo uso dos exemplos citados como base ilustrativa, neste artigo buscou-se relacioná-los à teoria da pós-modernidade jurídica, chamando a atenção para uma nova perspectiva do direito à privacidade: a coletiva.Palavras-chave: Direito à privacidade. Pós-modernidade jurídica. Internet. Processo participativo. 
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.7252
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Entre Chronos e Têmis: passado e presente na luta pela democracia na
           OAB

    • Authors: Maria Cristina Cardoso Pereira
      Pages: 83 - 98
      Abstract: Resumo: Neste artigo relacionamos as lutas empreendidas pela OAB pela democracia e liberdades políticas com as iniciativas de ruptura ao Regime Militar. Para esse processo, não apenas a resistência levada a cabo pelos advogados e os jurisdicionados foi fundamental, mas a reflexão ativa realizada por Raymundo Faoro sobre as prioridades a serem assumidas pela Ordem representou um divisor de águas na luta pela implantação de um verdadeiro Estado democrático de direito.Palavras-chave: Ordem dos Advogados do Brasil. Ditadura Civil-Militar. Raymundo Faoro. Democratização.
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.6301
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Direitos humanos como limites da força aérea brasileira: a lei do abate
           no combate ao tráfico de drogas

    • Authors: Rui Carlo Dissenha, Monick de Souza Quintas
      Pages: 99 - 122
      Abstract: Resumo: Embora bastante criticado pela doutrina nacional, o Decreto n. 5.144, de 16 de julho de 2004, permitiu o abate, pela Força Aérea, de aeronaves suspeitas de participação no tráfico de drogas em nome da defesa da soberania nacional. Neste artigo, discute-se a questão à luz da imperatividade determinada pela construção de uma importante rede normativa garantidora de direitos humanos que implica consequências ao próprio conceito de soberania. De fato, o aprofundamento político e normativo dessa soberania humanizada implica a construção de novos limites ao uso da força pelo Estado, materializados em diversos instrumentos normativos que irradiam efeitos sobre o sistema jurídico nacional. Especialmente diante das determinações do Plano Nacional de Direitos Humanos e das instruções dele decorrentes regulando o uso da força por agentes públicos federais, o Decreto n. 5.144/2004 padece de aparente inconstitucionalidade. Essa conclusão decorre da análise dos instrumentos normativos que regulam a questão e que impedem o uso de medidas militares, criadas para a proteção das fronteiras nacionais de ataques inimigos externos, contra simples acusados da prática de crimes. Ademais, a opção pelo uso do tiro de destruição como determinado no Decreto n. 5.144/2004 representa uma confusão perigosa entre as esferas da segurança pública e da segurança nacional que põe em risco o Estado Democrático de Direito e a garantia dos direitos fundamentais.Palavras-chave: Lei do Abate. Tráfico de drogas. Plano Nacional de Direitos Humanos.
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.11808
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Audiências judiciais na justiça penal brasileira e seus procedimentos de
           verdade: uma intervenção cinematográfica

    • Authors: Laila Maria Domith Vicente
      Pages: 123 - 142
      Abstract: Resumo: As Audiências Judiciais, denominadas Instrução e Julgamento, são a maneira utilizada pela Justiça Penal para atualizar – trazer para o presente – o fato ocorrido que supostamente tenha infringido uma lei. A narrativa é a peça-chave dessa dinâmica, uma vez que as partes envolvidas vão narrar o ocorrido para o juiz, o qual as substituirá e como representante do Estado determinará a forma de resolver a demanda judicial e as consequências da sentença para o réu em questão. A proposta no presente artigo é a de pensar a concepção de verdade presente em tais audiências, momento em que nos apoiaremos nos estudos de Michel Foucault (2001), assim como a intrasmissibilidade da experiência por meio da narrativa no contemporâneo, utilizando os pensamentos de Walter Benjamin (1996). Por outro lado, utilizaremos o cinema como instrumento para nos fazer ver, por meio das cenas dos filmes Justiça e Juízo, a construção teórica aqui ensaiada.Palavras-chave: Audiências judiciais. Direitos fundamentais. Narrativas. Verdade. Intervenção cinematográfica.
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.6482
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • O Relatório da Comissão Nacional da Verdade: o capítulo sobre a
           atuação do Poder Judiciário durante a Ditadura civil-militar brasileira
           

    • Authors: Vanessa Dorneles Schinke, Ricardo Silveira Castro
      Pages: 143 - 164
      Abstract: Resumo: Após dois anos da publicação do Relatório Final da Comissão Nacional da Verdade, neste trabalho demonstrou-se que a parte a respeito da atuação do Poder Judiciário durante a Ditadura civil-militar brasileira apresenta natureza sistematizadora, sem representar um ponto final nas investigações sobre verdade e memória no âmbito da transição brasileira. Ao texto cotejou-se o Relatório da Comissão Nacional da Verdade (RCNV) com informações presentes em fontes primárias, colhidas dos arquivos judiciais do Estado do Rio Grande do Sul, a fim de indicar inconsistências e omissões dos espaços do Relatório dedicados ao Poder Judiciário. No trabalho partiu-se da premissa de que a efetividade de políticas de justiça de transição, voltadas à consolidação de práticas democráticas, está igualmente condicionada aos legados autoritários que as instituições do Estado comportam. A análise das relações estabelecidas entre o Judiciário e o poder autoritário constitui um espaço privilegiado de observação da relação entre Direito e Política. Diante das inconsistências apresentadas pelo Relatório, sobre as funções exercidas pelo Judiciário durante o período autoritário, no texto concluiu-se que sua natureza foi meramente sistematizadora, sendo indeclinável a necessidade de aprofundamento das pesquisas sobre as funções que o Judiciário brasileiro desempenhou no contexto do Regime autoritário de 1964-1985.Palavras-chave: Comissão Nacional da Verdade. Ditadura civil-militar. Poder Judiciário
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.7679
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Há um direito fundamental à boa governança?

    • Authors: Giovani da Silva Corralo
      Pages: 165 - 184
      Abstract: Resumo: Com o presente artigo teve-se por objetivo o estudo da governança, especialmente se há um direito fundamental à boa governança no Brasil, o que se mostra de extrema relevância, uma vez que a governança se encontra no centro de grandes reflexões no mundo político e jurídico. Longe de se perquirir uma pureza metodológica, inadequada nos dias atuais, prepondera o método dialético na elaboração e desenvolvimento deste trabalho científico. Para tanto, discorre-se sobre a governança, seu desenvolvimento histórico e conceituação, com base em diversos pesquisadores e agências oficiais que trabalham o assunto. Em sequência, perpassa-se a reflexões mínimas sobre direitos humanos e direitos fundamentais, especialmente sobre normas de direito fundamental. Por fim, aborda-se a boa governança, seus elementos nucleares e respectiva conceituação, e a possibilidade de enquadramento desta como um direito fundamental. Também se fez a devida correlação do direito à boa administração com a boa governança. Na conclusão apontou-se que é possível discorrer sobre um direito fundamental à boa governança no direito brasileiro.Palavras-chave: Boa governança. Direitos fundamentais. Governança.
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.4954
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Ameaça aos direitos fundamentais e à democracia: a lei
           antiterror do Brasil

    • Authors: Eduardo Augusto Salomão Cambi, Felipe Augusto Rodrigues Ambrosio
      Pages: 185 - 212
      Abstract: Resumo: Com o presente trabalho procurou-se demonstrar as ameaças trazidas pela Lei 13.260/16, de combate ao terrorismo, às manifestações populares e os riscos ao exercício da democracia. O mundo global se vê acometido pelo fenômeno do terrorismo, o qual tem sido apto a desencadear uma paranoia coletiva e uma fobia potencializada, em tempos em que a civilização alcançou um nível e padrão de segurança nunca antes vistos. As alternâncias do conceito de terrorismo se referem a fenômenos tão distintos quanto o exercício do poder, seja pelo medo difundido, pelo grau da violência praticada, seja pela mobilização política, podendo enfraquecer as formas legítimas de reivindicação popular. Buscou-se desvendar, no presente trabalho, como se chega à conclusão de quem é o terrorista, e a influência e marca da globalização nesse processo. Por fim, fez-se uma crítica a como o Estado tem desenvolvido uma política penal e de exceção que fere os direitos humanos e fundamentais. Para se examinar como o terrorismo de Estado deve ser uma preocupação no cenário brasileiro, partiu-se da revisão crítica dos temas centrais, adotaram-se os métodos histórico, tipológico e estruturalista e, enquanto técnica de pesquisa, a documentação indireta e legislativa.Palavras-chave: Globalização. Estado de exceção. Lei 13.260/16. Terrorismo. Manifestações sociais.
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.10915
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Concretização dos direitos fundamentais sociais pelo Supremo Tribunal
           Federal: uma crítica a partir do estado constitucional possibilista

    • Authors: Christine Oliveira Peter da Silva
      Pages: 213 - 242
      Abstract: Resumo: Com o presente artigo teve-se por objetivo analisar a concretização dos direitos fundamentais sociais pelo Supremo Tribunal Federal à luz do modelo de Estado Constitucional influenciado pelo pensamento possibilista. A concretização dos direitos fundamentais sociais continua sendo um dos desafios do constitucionalismo contemporâneo a justificar o esforço da comunidade acadêmica em busca das melhores condições de sua implementação. A hipótese central que conduz a reflexão a ser exposta é que as decisões constitucionais da Suprema Corte brasileira estão a invocar a reserva do possível sem justificativas empíricas e sem considerar os pressupostos do Estado Constitucional Possibilista. A influência teórica mais evidente no presente trabalho é a doutrina de Peter Häberle, especialmente a obra Pluralismo e Constituição. No aspecto metodológico, por meio das técnicas bibliográfica e documental, destaca-se a comparação paralela como o caminho escolhido para, no universo de decisões selecionadas, extrair a conformidade, ou não, da invocação da reserva do possível com os pressupostos do pensamento possibilista. Entre tais pressupostos destacam-se a teoria dinâmica da Constituição, a concretização dos direitos fundamentais influenciada pela hermenêutica da sociedade aberta de intérpretes da Constituição, bem como a atuação cooperativa e dialogal dos membros e órgãos das funções de poder. Da análise dos 13 precedentes selecionados, apenas um deles, o Recurso Extraordinário n. 592.581, indicou que há um discurso incipiente na Suprema Corte que prestigia a dinâmica constitucional, a concretização cooperativa dos direitos fundamentais, bem como o diálogo entre as funções de poder, em conformidade com o que preconiza o paradigma do Estado Constitucional Possibilista.Palavras-chave: Direito Constitucional. Estado Constitucional Possibilista. Direitos fundamentais sociais. Reserva do possível. 
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.10702
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • O caso Belo Monte: desenvolvimento humano de povos indígenas e
           tecnopolítica de geração de energia

    • Authors: Eduardo Faria Silva, Anderson Marcos Santos
      Pages: 243 - 276
      Abstract: Resumo: O presente estudo de caso está dividido em quatro momentos. O primeiro momento destina-se à apresentação do histórico político-institucional da Usina de Belo Monte, no Pará. O segundo momento expõe os detalhes da Ação Civil Pública, ajuizada pelo Ministério Público Federal, e que contesta os procedimentos formais e materiais que autorizaram os estudos ambientais e antropológico de oitiva das comunidades afetadas, nos termos do § 3º do art. 231 da Constituição Federal. A ação foi escolhida como objeto de estudo, pois foi a primeira medida judicial que teve uma decisão do Supremo Tribunal Federal autorizando os estudos sob o fundamento de possível lesão à ordem pública e à economia pública. O terceiro momento articula o conteúdo das decisões proferidas pelo Poder Judiciário no trâmite da Ação Civil Pública, com destaque à posição da Corte Constitucional. O quarto momento apresenta considerações técnico-jurídicas que foram extraídas da análise dos documentos que compunham o presente estudo.Palavras-chave: Direito. Tecnopolítica. Desenvolvimento Humano. Megaobras. Indígenas.
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.13105
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
  • Diretrizes para autores

    • Authors: admin Débora Diersmann
      Pages: 277 - 300
      Abstract: Diretrizes para autores
      PubDate: 2017-04-28
      DOI: 10.18593/ejjl.v18i1.13395
      Issue No: Vol. 18, No. 1 (2017)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.225.20.19
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-2016