for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
  Subjects -> LAW (Total: 1380 journals)
    - CIVIL LAW (36 journals)
    - CONSTITUTIONAL LAW (48 journals)
    - CORPORATE LAW (87 journals)
    - CRIMINAL LAW (23 journals)
    - CRIMINOLOGY AND LAW ENFORCEMENT (145 journals)
    - FAMILY AND MATRIMONIAL LAW (22 journals)
    - INTERNATIONAL LAW (184 journals)
    - JUDICIAL SYSTEMS (22 journals)
    - LAW (804 journals)
    - LAW: GENERAL (9 journals)

LAW (804 journals)                  1 2 3 4 5 | Last

Showing 1 - 200 of 354 Journals sorted alphabetically
ABA Journal Magazine     Full-text available via subscription   (Followers: 24)
Acta Juridica     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Acta Politica     Hybrid Journal   (Followers: 15)
Acta Universitatis Danubius. Juridica     Open Access   (Followers: 1)
Actualidad Jurídica Ambiental     Open Access   (Followers: 1)
Adam Mickiewicz University Law Review     Open Access  
Adelaide Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 23)
Administrative Law Review     Open Access   (Followers: 44)
Aegean Review of the Law of the Sea and Maritime Law     Hybrid Journal   (Followers: 6)
African Journal of Legal Studies     Hybrid Journal   (Followers: 8)
African Journal on Conflict Resolution     Open Access   (Followers: 19)
Afrilex     Open Access   (Followers: 5)
Ahkam : Jurnal Hukum Islam     Open Access  
Ahkam : Jurnal Ilmu Syariah     Open Access  
Air and Space Law     Full-text available via subscription   (Followers: 20)
Akron Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Al 'Adalah : Jurnal Hukum Islam     Open Access  
Al-Ahkam     Open Access   (Followers: 1)
Alaska Law Review     Open Access   (Followers: 8)
Albany Law Review     Free   (Followers: 5)
Alberta Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
Alternative Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Alternatives : Global, Local, Political     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Amazon's Research and Environmental Law     Open Access   (Followers: 4)
American Journal of Comparative Law     Full-text available via subscription   (Followers: 56)
American Journal of Jurisprudence     Hybrid Journal   (Followers: 18)
American Journal of Law & Medicine     Full-text available via subscription   (Followers: 11)
American Journal of Legal History     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
American Journal of Trial Advocacy     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
American University Law Review     Open Access   (Followers: 10)
American University National Security Law Brief     Open Access   (Followers: 8)
Amicus Curiae     Open Access   (Followers: 6)
Amsterdam Law Forum     Open Access   (Followers: 8)
Anales de la Cátedra Francisco Suárez     Open Access  
Annales Canonici     Open Access   (Followers: 1)
Annales de droit     Open Access  
Annals of the Faculty of Law in Belgrade - Belgrade Law Review     Open Access  
Anuario da Facultade de Dereito da Universidade da Coruña     Open Access  
Anuario de Psicología Jurídica     Open Access   (Followers: 1)
ANZSLA Commentator, The     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Appeal : Review of Current Law and Law Reform     Open Access   (Followers: 1)
Arbitration Law Monthly     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Arbitration Law Reports and Review     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Arctic Review on Law and Politics     Open Access   (Followers: 1)
Arena Hukum     Open Access  
Argumenta Journal Law     Open Access   (Followers: 1)
Arizona Law Review     Open Access   (Followers: 5)
Arizona State Law Journal     Free   (Followers: 3)
Arkansas Law Review     Free   (Followers: 6)
Ars Aequi Maandblad     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Art + Law     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
Article 40     Open Access   (Followers: 2)
Artificial Intelligence and Law     Hybrid Journal   (Followers: 11)
ASAS : Jurnal Hukum dan Ekonomi Islam     Open Access  
Asia-Pacific Journal of Ocean Law and Policy     Hybrid Journal  
Asian American Law Journal     Open Access   (Followers: 3)
Asian Journal of Law and Society     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Asian Journal of Legal Education     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Asian Pacific American Law Journal     Open Access   (Followers: 2)
AStA Wirtschafts- und Sozialstatistisches Archiv     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Asy-Syir'ah : Jurnal Ilmu Syari'ah dan Hukum     Open Access  
Australasian Law Management Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Australian and New Zealand Sports Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 9)
Australian Feminist Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Australian Indigenous Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 22)
Australian Journal of Legal History     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
Ave Maria Law Review     Free   (Followers: 3)
Badamai Law Journal     Open Access   (Followers: 2)
Ballot     Open Access  
Baltic Journal of Law & Politics     Open Access   (Followers: 6)
Bar News: The Journal of the NSW Bar Association     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Behavioral Sciences & the Law     Hybrid Journal   (Followers: 27)
Beijing Law Review     Open Access   (Followers: 5)
Berkeley Journal of Entertainment and Sports Law     Open Access   (Followers: 6)
Berkeley Technology Law Journal     Free   (Followers: 13)
Bioethics Research Notes     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
Boletín de la Asociación Internacional de Derecho Cooperativo     Open Access  
Bond Law Review     Open Access   (Followers: 18)
Boston College Environmental Affairs Law Review     Open Access   (Followers: 7)
Boston College Journal of Law & Social Justice     Open Access   (Followers: 11)
Boston College Law Review     Open Access   (Followers: 16)
Boston University Law Review     Free   (Followers: 11)
BRICS Law Journal     Open Access   (Followers: 1)
Brigham Young University Journal of Public Law     Open Access   (Followers: 8)
Brigham Young University Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
British Journal of American Legal Studies     Open Access   (Followers: 1)
Brooklyn Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Bulletin of Legal Medicine     Open Access  
Bulletin of Medieval Canon Law     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Business and Human Rights Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
C@hiers du CRHIDI     Open Access  
Cadernos de Dereito Actual     Open Access   (Followers: 1)
Cadernos de Informação Jurídica     Open Access  
Cadernos do Programa de Pós-Graduação em Direito - PPGDir./UFRGS     Open Access   (Followers: 1)
Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário     Open Access  
Cahiers Droit, Sciences & Technologies     Open Access  
California Law Review     Open Access   (Followers: 20)
California Lawyer     Free  
California Western Law Review     Open Access   (Followers: 3)
Cambridge Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 171)
Campbell Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Campus Legal Advisor     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Canadian Journal of Law & Jurisprudence     Full-text available via subscription   (Followers: 10)
Canadian Journal of Law and Society     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Case Western Reserve Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Časopis pro právní vědu a praxi     Open Access  
Catalyst : A Social Justice Forum     Open Access   (Followers: 9)
Catholic University Law Review     Open Access   (Followers: 3)
Chicago-Kent Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Chicana/o-Latina/o Law Review     Open Access   (Followers: 2)
China : An International Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 18)
China-EU Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Chinese Journal of Comparative Law     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Chinese Law & Government     Full-text available via subscription   (Followers: 9)
Cleveland State Law Review     Free   (Followers: 2)
College Athletics and The Law     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Colombia Forense     Open Access  
Columbia Journal of Environmental Law     Free   (Followers: 10)
Columbia Journal of Law and Social Problems     Full-text available via subscription   (Followers: 15)
Columbia Law Review (Sidebar)     Open Access   (Followers: 18)
Commercial Law Quarterly: The Journal of the Commercial Law Association of Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Comparative Law Review     Open Access   (Followers: 38)
Comparative Legal History     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Comparative Legilinguistics     Open Access  
Con-texto     Open Access  
Conflict Resolution Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 40)
Conflict Trends     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
Cornell Law Review     Open Access   (Followers: 12)
Criterio Jurídico     Open Access  
Critical Analysis of Law : An International & Interdisciplinary Law Review     Open Access   (Followers: 5)
Cuadernos de Historia del Derecho     Open Access   (Followers: 7)
Cuestiones Juridicas     Open Access   (Followers: 2)
Current Legal Problems     Hybrid Journal   (Followers: 29)
Danube     Open Access   (Followers: 2)
De Jure     Open Access   (Followers: 1)
De Rebus     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Deakin Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 15)
Debater a Europa     Open Access  
Defense Counsel Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Democrazia e diritto     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Denning Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
DePaul Journal of Women, Gender and the Law     Open Access   (Followers: 3)
DePaul Law Review     Open Access   (Followers: 3)
Der Staat     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
Derecho Animal. Forum of Animal Law Studies     Open Access  
Derecho PUCP     Open Access   (Followers: 4)
Derecho y Ciencias Sociales     Open Access   (Followers: 3)
Derechos en Acción     Open Access  
Dicle Üniversitesi Hukuk Fakültesi Dergisi     Open Access  
Die Verwaltung     Full-text available via subscription   (Followers: 10)
Dikaion     Open Access   (Followers: 1)
Dike     Open Access  
Diké : Revista Jurídica     Open Access  
Direito e Desenvolvimento     Open Access   (Followers: 1)
Direito e Liberdade     Open Access  
Diritto penale contemporaneo     Free   (Followers: 2)
Diritto, immigrazione e cittadinanza     Open Access   (Followers: 4)
Dixi     Open Access  
Doxa : Cuadernos de Filosofía del Derecho     Open Access  
Droit et Cultures     Open Access   (Followers: 7)
Droit et Médecine Bucco-Dentaire     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Droit, Déontologie & Soin     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Drug Science, Policy and Law     Full-text available via subscription  
Duke Environmental Law & Policy Forum     Open Access   (Followers: 5)
Duke Forum for Law & Social Change     Open Access   (Followers: 5)
Duke Journal of Gender Law & Policy     Open Access   (Followers: 15)
Duke Law & Technology Review     Open Access   (Followers: 10)
Duke Law Journal     Open Access   (Followers: 26)
DULR Online     Open Access   (Followers: 1)
East Asia Law Review     Open Access   (Followers: 2)
ECI Interdisciplinary Journal for Legal and Social Policy     Open Access   (Followers: 2)
Ecology Law Quarterly     Free   (Followers: 4)
Economics and Law     Open Access  
Edinburgh Law Review     Hybrid Journal   (Followers: 19)
Education and the Law     Hybrid Journal   (Followers: 13)
El Cotidiano     Open Access   (Followers: 1)
Election Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 24)
Energy Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Environmental Justice     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Environmental Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 22)
Environmental Policy and Law     Hybrid Journal   (Followers: 13)
ERA-Forum     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Erasmus Law Review     Open Access  
Erciyes Üniversitesi Hukuk Fakültesi Dergisi     Open Access  
Espaço Jurídico : Journal of Law     Open Access   (Followers: 1)
ESR Review : Economic and Social Rights in South Africa     Open Access   (Followers: 3)
Ethnopolitics     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Ethos: Official Publication of the Law Society of the Australian Capital Territory     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
EU Agrarian Law     Open Access   (Followers: 4)
Europaisches Journal fur Minderheitenfragen     Hybrid Journal   (Followers: 2)
European Energy and Environmental Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 13)
European Journal for Education Law and Policy     Hybrid Journal   (Followers: 9)
European Journal of Comparative Law and Governance     Hybrid Journal   (Followers: 9)
European Journal of Law and Technology     Open Access   (Followers: 18)
European Journal of Psychology Applied to Legal Context     Open Access   (Followers: 6)
European Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 167)
European Public Law     Full-text available via subscription   (Followers: 37)
European Review of Contract Law     Hybrid Journal   (Followers: 25)
European Review of Private Law     Full-text available via subscription   (Followers: 33)
European Yearbook of Minority Issues Online     Hybrid Journal   (Followers: 5)

        1 2 3 4 5 | Last

Journal Cover
Cadernos do Programa de Pós-Graduação em Direito - PPGDir./UFRGS
Number of Followers: 1  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1678-5029 - ISSN (Online) 2317-8558
Published by Universidade Federal do Rio Grande do Sul Homepage  [9 journals]
  • Prefácio

    • Authors: José Alcebíades de Oliveira Júnior, Claudia Lima Marques, Kenny Sontag
      Abstract: Prefácio ao Volume XII, Número 2, Ano 2017
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.80227
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • De “Ideología de Género” y Temores Emancipatorios: Algunos Aportes
           desde el Derecho de las Familias Argentino

    • Authors: Marisa Herrera
      Abstract: DE “IDEOLOGÍA DE GÉNERO” Y TEMORES EMANCIPATORIOS: ALGUNOS APORTES DESDE EL DERECHO DE LAS FAMILIAS ARGENTINO  OF “GENDER IDEOLOGY” AND FEAR OF EMANCIPATORY WINDS:SOME CONTRIBUTIONS FROM THE ARGENTINE FAMILY LAW  Marisa Herrera*  RESUMEN: En América Latina se estaría observando un retroceso en materia de Derechos Humanos, en especial, en lo relativo a la perspectiva de género que de manera peyorativa se la denomina: “ideología de género” a raíz de dos acontecimientos concretos muy alarmantes. En este contexto, el presente trabajo tiene por objeto reivindicar la obligada mirada de género en la agenda legislativa de la región y a estos fines, se analizan las reformas legislativas acontecidas en el derecho de familia argentino como ejemplo de cambios jurídicos auspiciados por una fuerte crítica hacia el patriarcalismo, en consonancia con los avances en materia de Derechos Humanos en la región. PALABRAS CLAVES: Género. Derecho. Reforma Legislativa. Derecho Comparado. ABSTRACT: In Latin America, there would be a regression in terms of Human Rights, especially in relation to the gender perspective that is pejoratively called "gender ideology" following two very alarming concrete events. In this context, the present work has the objective of vindicating the obligatory gender perspective in the legislative agenda of the region and for these purposes, the legislative reforms occurred in the Argentine family law are analyzed as an example of legal changes sponsored by a strong criticism towards Patriarchalism, in line with the advances in Human Rights in the region. KEYWORDS: Gender. Law. Legislative Reform. Comparative Law.  SUMÁRIO: 1 Por qué defender lo obvio: la perspectiva de género como bandera emancipatória. 2 Los avances desde la perspectiva convencional regional. 3 Algunas consideraciones generales sobre la revolución legal civil en el Derecho argentino. 4 La figura de la compensación económica: protegiendo al más débil… que suelen ser las mujeres. 5 El valor económico de las tareas del hogar. 6 La noción de “coparentalidad” y responsabilidades conjuntas. 7 Interpelando al género: la gestación por sustitución como figura que no pudo ingresar a la legislación civil contemporânea. 7.1 Palabras introductorias. 7.2 El principio de realidad socio- judicial. 7.3 Algunas consideraciones interesantes en torno a las voces jurisprudenciales. 7.4 Compartiendo las bases de un proyecto de ley de GS elaborado por un equipo de trabajo interdisciplinario que protege a las gestantes. 8 Brevísimas palabras de cierre. Referencias.___________________* Doctora en Derecho pela Universidad de Buenos Aires, Argentina. Profesora de Derecho de Familia y Sucesiones de la Facultad de Derecho de la Universidad de Buenos Aires, Argentina. Profesora Titular de la Facultad de Ciencias Económicas y Jurídicas de la Universidad Nacional, Argentina. Investigadora del CONICET. Integrante del equipo de redacción del Código Civil y Comercial de Argentina en vigencia desde el 01/08/2015.
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.80229
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • Decisões da Corte Europeia de Direitos Humanos como base para Revisão de
           Julgamentos de Tribunais Nacionais

    • Authors: Lydia A. Тerekhova
      Abstract: DECISÕES DA CORTE EUROPEIA DE DIREITOS HUMANOS COMO BASE PARA REVISÃO DE JULGAMENTOS DE TRIBUNAIS NACIONAIS *  EUROPEAN COURT OF HUMAN RIGHTS JUDGEMENT AS A BASIS FOR REVIEW OF THE NATIONAL COURTS' JUDGEMENT  Lydia A. Тerekhova**  RESUMO: A autora considera o procedimento de execução das decisões da Corte Europeia de Direitos Humanos através da possibilidade de rever a decisão do tribunal russo sob novas circunstâncias. Como nova circunstância, o reconhecimento pelo Tribunal Europeu de Direitos Humanos da violação das cláusulas da Convenção a respeito da Proteção dos Direitos Humanos e das Liberdades Fundamentais é considerado um caso particular pelo tribunal, em conexão com a decisão sobre a qual o requerente solicitou à TEDH. O Tribunal Constitucional da Federação Russa acredita que os tribunais da Federação Russa são obrigados a solicitar ao Tribunal Constitucional sempre que ao rever um caso sobre novas circunstâncias, eles chegam à conclusão de que a questão da possibilidade de aplicar a lei relevante só pode acontecer depois de confirmar a sua conformidade com a Constituição da Federação Russa. PALAVRAS-CHAVE: Revisão de Atos Judiciais. Corte Europeia de Direitos Humanos. Supremacia Constituição da Federação Russa. Interpretação Evolutiva. Prática de Cooperação. Princípio da Subsidiariedade. ABSTRACT***: The purpose of the article – a critical analysis of the position of the Constitutional Court of the Russian Federation, the justification, through the analysis of the ECtHR practice and scientific work on execution of the ECtHR judgments, about the coordination of positions of national courts and the supranational body. The methodological basis for the study: general scientific methods (analysis, synthesis, comparison); private and academic (interpretation, comparative legal, formal-legal). Problems and basic scientific results: The issue of implementation of the Human Rights Court decisions at the national level occurs when the compensation is not enough to eliminate the revealed violations. Russian legislator opted for the situation of Human Rights by the European Court finding a violation of the provisions of the Protection of Human Rights and Fundamental Freedoms in the consideration by the court of a particular case, in connection with the decision by which the applicant applied to the ECtHR mechanism for review of the decision on the new circumstances. Supreme Court puts forward three conditions for the implementation of the revision of the judicial act on a national level, which should be available at the same time: 1) the continuous nature of the adverse effects; 2) the existence of violations of the Convention or gross procedural violations; 3) a causal link between the breach and the consequences. The author point out that the regulation of possible conflicts between the Convention and national legislation is based on cooperation (not confrontation) States and the European Court of Human Rights. Such practice of cooperation based on the principles of subsidiarity (addition to national rights protection system); evolutionary interpretation of the Convention (which implies flexibility, and accounting for changes in public relations); Judges dialogue and to develop advisory opinions. Consequently, the task of the Constitutional Court can not be default search options, on the contrary, its task – to determine exactly how, taking into account the differences in the legislation, the decision will be enforced. Failure, as well as the improper execution of judgments of the ECtHR may involve the establishment of a new violation of the provisions of the Convention and sanctions against violators. KEYWORDS: Review of Effectual Judgments. European Court of Human Rights. Supremacy of RF Constitution. Evolutionary Interpretation. Cooperation Practices. Principle of Subsidiarity.
      * Artigo originalmente pulicado em língua russa, sob o título Постановление Европейского Суда по Правам Человека как Основание для Пересмотра Решения Национального Суда, no periódico Правоприменение (Direito Aplicado), v. 1, n. 1, 2017, p. 173-183. Agradecemos a editora da Universidade Estatal Dostoevsky de Omsk, Rússia, pela autorização e suporte na publicação desta edição em português. Tradução de Olga Alyokhina Alves e revisão de Fernando César Costa Xavier, professor adjunto do Instituto de Ciências Jurídias da Universidade Federal de Roraima (UFRR). ** Doutora em Direito. Docente e Chefe do Departamento de Direito Processual Civil e Arbitral da Universidade Estatal Dostoevsky de Omsk, Rússia.  
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.80231
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • Cultura de Paz e Diálogo no Âmbito da Cooperação entre as Religiões
           na Contenção do Extremismo que leva ao Terrorismo

    • Authors: Alex Sander Xavier Pires
      Abstract: CULTURA DE PAZ E DIÁLOGO NO ÂMBITO DA COOPERAÇÃO ENTRE AS RELIGIÕES NA CONTENÇÃO DO EXTREMISMO QUE LEVA AO TERRORISMO  CULTURE OF PEACE AND DIALOGUE IN THE CONTEXT OF COOPERATION BETWEEN RELIGIONS IN THE FIGHT AGAINST EXTREMISM LEADING TO TERRORISM   Alex Sander Xavier Pires*  RESUMO: As instabilidades sócio-políticas vêm se intensificando nos últimos anos com maior visibilidade dos conflitos armados e atos de violência, especialmente contra civis, motivados por discursos de ideologia religiosa conducentes a perseguições e extermínios injustificados de pessoas contrários às premissas de direitos humanos. Assim, as Nações Unidas intensificaram a campanha para consecução do princípio maior de garantia da paz em ambiente de segurança internacional para todos, centrado na difusão de uma cultura de paz inspirada na eliminação de todas as formas de intolerância e discriminação fundadas na religião acolhedora da indução de um Direito à Paz (A/RES/71/189), que favorece a análise da coerência do discurso atual pelo viés normativo inspirado no diálogo assentado nas Resoluções da Assembleia Geral, especialmente a A/RES/71/249. PALAVRAS-CHAVE: Cultura de paz. Diálogo. Cooperação. Religião. Terrorismo. ABSTRACT: In recent years, socio-political instability has intensified with increased visibility of armed conflicts and acts of violence, especially against civilians, motivated by discourses of religious ideology leading to unjustified persecutions and murders of people opposed to human rights premises. The United Nations has therefore stepped up its campaign to achieve the principle of guaranteeing peace in an international security environment for all, converging to spread a culture of peace inspired by the elimination of all forms of intolerance and discrimination based on the religion that induces A Right to Peace (A/RES/71/189), which favors the analysis of the coherence of the current discourse by the normative bias inspired by the dialogue based on the Resolutions of the General Assembly, especially A/RES/71/249. KEYWORDS: Culture of Peace. Dialogue. Cooperation. Religion. Terrorism.  SUMÃRIO: Introdução. 1 Carta das Nações Unidas: fundamentos, propósitos e princípios inspiradores da Declaração sobre o Direito à Paz que recepciona a cultura de paz e o diálogo no âmbito da compreensão e da cooperação entre religiões. 2 A/RES/53/243 nos domínios da A/RES/71/189: Cultura de Paz inserida no microssistema de Direito à Paz. 3 A/RES/36/55: eliminação de todas as formas de intolerância e discriminação fundadas na religião ou nas convicções. 4 A/71/407: ponderação sobre a cultura de paz e diálogo. 5 A/RES/71/249: promoção do diálogo, da compreensão e da cooperação entre religiões e culturas em prol da paz. 6 A/RES/70/109: um mundo contra a violência e o extremismo violento. 7 A/RES/70/291. Conclusão. Referências. ________________________* Pós-Doutor em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, Portugal. Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidad del Museo Social Argentino, Argentina. Doutor em Ciência Política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, vinculado à Universidade Cândido Mendes. Docente no Departamento de Direito da Universidade Autónoma de Lisboa (UAL), Portugal. Investigador convidado do Centro de I&D sobre Direito e Sociedade da Universidade Nova de Lisboa (CEDIS/FD/UNL). Investigador do Centro de I&D em Ciências Jurídicas da Universidade Autónoma de Lisboa – Ratio Legis – (RL/UAL). Advogado.
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.80233
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • O Terrorismo e o Uso da Força no Direito Internacional

    • Authors: Chiara Antonia Sofia Mafrica Biazi, David Fernando Santiago Villena del Carpio
      Abstract: O TERRORISMO E O USO DA FORÇA NO DIREITO INTERNACIONAL  TERRORISM AND USE OF FORCE IN INTERNATIONAL LAW   Chiara Antonia Sofia Mafrica Biazi*David Fernando Santiago Villena del Carpio**  RESUMO: O presente artigo aborda a questão do terrorismo sob a perspectiva do direito internacional. Traça um histórico do fenômeno do terrorismo, apontando suas raízes bastante antigas, e se debruça sobre as políticas dos Estados voltadas à segurança após 11/9. Considerado um marco tanto na política quanto no direito internacional, o fenômeno do terrorismo traz à tona diversas discussões, como as que dizem respeito à legalidade do uso da força para combatê-lo. Após analisar as exceções previstas no direito internacional à proibição do uso da força, o artigo aborda a possibilidade de se usar a força em legítima defesa contra entidades não estatais, nomeadamente grupos terroristas, trazendo os debates pertinentes da doutrina. PALAVRAS-CHAVE: Terrorismo. Direito Internacional. 11/9. Uso da Força. ABSTRACT: This article tackles the issue of terrorism from the perspective of International law. It sets forth a brief history of the phenomenon of terrorism, by pointing out its ancient roots, and dwells on the security-oriented States´ policies after 9/11. Regarded as a milestone both in politics and International law, the phenomenon of terrorism brings up various debates, such as those relating to the legality of the use of force in order to fight against it. After assessing the exceptions to the prohibition of the use of force which international law foresees, the article tackles the possibility of using force in self-defence against non-state actors, namely terrorist groups, putting forward the relevant theoretical discussions on the subject. KEYWORDS: Terrorism. International Law. 9/11. Use of Force.  SUMÁRIO: Introdução. 1 O Terrorismo na História. 2 A Era do Terror: Novas Políticas a Partir do 11/9. 3 Uso da Força no Direito Internacional e Carta da ONU. 3.1 As Exceções: Legítima Defesa Individual e Coletiva e Ações do Conselho de Segurança Conforme Capítulo VII da Carta. 3.2 Controvérsias: Legítima Defesa Preventiva, Preemptiva, Proteção de Nacionais no Exterior. 4 Uso da Força no Combate ao Terrorismo Internacional. Conclusão. Referências.
      _________________________* Doutoranda junto ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestre em Direito e Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Membro do Grupo de Pesquisa CNPq Ius Gentium. ** Doutorando junto ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestre em Direito e Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).  
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.72014
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • A Reconfiguração do Conceito Jurídico de Soberania no Contexto da
           Sociedade Internacional Globalizada

    • Authors: Paulo Klein Junior, Giovanni Olsson
      Abstract: A RECONFIGURAÇÃO DO CONCEITO JURÍDICO DE SOBERANIA NO CONTEXTO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL GLOBALIZADA  THE RECONFIGURATION OF THE LEGAL CONCEPT OF SOVEREIGNTY IN THE CONTEXT OF GLOBALIZED INTERNATIONAL SOCIETY   Paulo Klein Junior*Giovanni Olsson**  RESUMO: O estudo objetiva compreender a reconfiguração do conceito jurídico de soberania no contexto da sociedade internacional globalizada. Essa temática constitui uma questão contemporânea, uma vez que retrata situações em curso na sociedade internacional. O tratado assinado após a Guerra dos Trinta Anos, chamado de Paz de Vestfália, rompeu com o sistema medieval e constituiu porta de entrada para a Modernidade. A partir de então, o conceito de soberania foi se desenvolvendo progressivamente. Após as Guerras Mundiais, a globalização despontou, bem como surgiram novos atores internacionais, que reconfiguraram a sociedade internacional. Todos esses fatores colocaram em xeque a soberania estatal fixada no advento da Idade Moderna, proporcionando uma nova compreensão do que é soberania, bem como uma possível readequação de seu conceito. A metodologia utilizada na presente pesquisa consiste no método dedutivo, pela técnica de pesquisa bibliográfica. PALAVRAS-CHAVE: Soberania. Globalização. Sociedade Internacional. ABSTRACT: The study aims to understand the reconfiguration of the legal concept of sovereignty in the context of globalized international society. This subject constitutes a contemporary question, once it portraits ongoing situations in the international society. The treaty signed after the Thirty Years’ War, called Peace of Westphalia, broke up with the medieval system, leading to Modernity. From this moment on, the concept of sovereignty was being developed progressively. After the two World Wars, globalization has emerged, as well as new international actors that reconfigured international society. All these issues challenge State’s sovereignty emerged at the advent of Modern Age, making possible a new comprehension of what sovereignty is, and also possible reshaping of its concept. The methodology used in this work consists of the deductive method, through bibliographic research. KEYWORDS: Sovereignty. Globalization. International Society.  SUMÁRIO: Introdução. 1 O Tratado de Vestfália e a Construção do Conceito Moderno de Soberania. 2 A Sociedade Internacional Globalizada. 3 A Soberania Revisitada no Contexto Contemporâneo. Considerações Finais. Referências.
      _________________________* Mestrando em Direito pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Santa Catarina. Pesquisador bolsista CAPES. Membro do Grupo de Pesquisa CNPq Relações Internacionais, Direito e Poder.** Doutor em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor Permanente do Mestrado em Direito da Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Santa Catarina.
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.75454
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • Transferência de Tecnologia em Contratos Internacionais de Fornecimento
           – Desenvolvendo a Indústria Local

    • Authors: Caetano Dias Corrêa, Patrícia Loureiro Abreu Alves Barbora
      Abstract: TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA EM CONTRATOS INTERNACIONAIS DE FORNECIMENTO – DESENVOLVENDO A INDÚSTRIA LOCAL  TECHNOLOGY TRANSFER IN SUPPLY INTERNATIONAL AGREEMENTS – DEVELOPING THE LOCAL INDUSTRY   Caetano Dias Corrêa*Patrícia Loureiro Abreu Alves Barbora**  RESUMO: A transferência de tecnologia é necessária para a execução de contratos de fornecimento de equipamentos, por meio de patentes ou know-how, tendo em vista sua necessidade para a operação e manutenção regular do equipamento por parte do contratante, inclusive para além do prazo de garantia. Não obstante, os termos e condições da transferência de tecnologia não são adequadamente estabelecidos nos contratos celebrados pelos contratados. A fim de evitar futuras controvérsias sobre essa questão, é obrigatória a disposição pontual dos artigos relacionados à transferência de tecnologia no contrato celebrado pelas partes. A previsão dos termos apropriados de transferência de tecnologia em contratos internacionais é útil para melhorar a indústria local e o desenvolvimento do país. Nesse sentido, o presente trabalho visa a pontuar, a partir do método dedutivo, de que forma e são fixadas as condições referentes à transferência de tecnologia em contratos internacionais de fornecimento de equipamentos celebrados no Brasil, bem como as possibilidades de compreensão de tal dinâmica como instrumento de desenvolvimento, a partir da transmissão de conhecimento oriundo de países desenvolvidos aos países em desenvolvimento. Para tanto, em sua primeira seção, busca perceber a correta compreensão do atual panorama de conformação da sociedade – a sociedade da informação – em suas origens, características e dinâmicas, assim como do próprio conceito de desenvolvimento. Em seguida, na segunda parte, relaciona referidos temas em uma análise que compreende sua complexidade, apresentando as formas de transferência de tecnologia usualmente contratadas em especifico, por meio de contratos de fornecimento de equipamentos de engenharia. PALAVRAS-CHAVE: Transferência de Tecnologia. Desenvolvimento. Contratos Internacionais. ABSTRACT: Technology transfer is necessary for the accomplishment of equipment supply agreement, either using patents or know how process. This operation serves to the regular equipment operation and maintenance by contractor also to permit the regular execution of the equipment further the guarantee term. Notwithstanding, the terms and conditions of technology transfer are not properly settle in the agreements executed by contractors. In order to avoid future controversies about this question is mandatory the punctual disposition of the articles related to technology transfer in the agreement executed by the parties. The appropriated terms of transfer of technology in international contracts is helpful to improve the local industry and the development of the country. In this sense, the present work aims to present, from the deductive method, how the conditions related to the transfer of technology in international contracts of equipment supply in Brazil are set, as well as the possibilities of understanding such dynamics as instrument of development, from the transmission of knowledge from developed countries to developing countries. For this purpose, in its first section, it seeks to verify the correct understanding of the current panorama of the formation of society - the information society - in its origins, characteristics and dynamics, as well as the concept of development itself. Then, in the second part, it relates these themes in an analysis that understands its complexity, presenting the forms of transfer of technology usually contracted in specific, through contracts of supply of engineering equipment. KEYWORDS: Technology Transfer. Development. International Contracts.  SUMÁRIO: Introdução. 1 Tecnologia, Desenvolvimento e Sociedade da Informação. 1.1 Aspectos Conceituais da Sociedade da Informação. 1.2 A Tecnologia como Base e como Destino da Sociedade da Informação. 1.3 Transferência de tecnologia e desenvolvimento. 2 Contratos de Transferência de Tecnologia. 2.1 Aspectos Conceituais. 2.2 Formas de Transferência de Tecnologia. 2.3 Transferência de Tecnologia por meio de Contratos de Fornecimento de Equipamentos. Conclusão. Referências.
      _________________________* Doutor e Mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor do Curso de Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor do Curso de Graduação e Especialização em Direito do Centro Universitário Católico de Santa Catarina. ** Doutora e Mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora Visitante de Direito Administrativo no Curso de Graduação em Administração de Empresas no Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).  
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.72674
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • Constitucionalismo Contemporâneo e a Constituição Brasileira de 1988:
           Uma Análise dos Impasses à Constituição Dirigente

    • Authors: Luciano Scheer, Alfredo Copetti Neto
      Abstract: CONSTITUCIONALISMO CONTEMPORÂNEO E A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA DE 1988: UMA ANÁLISE DOS IMPASSES À CONSTITUIÇÃO DIRIGENTE  CONTEMPORARY CONSTITUTIONALISM AND THE BRAZILIAN CONSTITUTION OF 1988: AN ANALYSIS OF THE DIFFICULTIES TO THE CONSTITUTION AS A DRIVING FORCE   Luciano Scheer*Alfredo Copetti Neto**  RESUMO: Este artigo apresenta um estudo sobre impasses às normas compromissórias da Constituição brasileira de 1988. De modo específico, objetiva destacar as qualidades de uma Constituição comprometida com o desenvolvimento econômico e social, e compreender fatores que impedem a realização de tarefas estatais de transformação e desenvolvimento socioeconômico. A partir de pesquisa bibliográfica, o trabalho aborda características da Constituição brasileira de 1988, e retoma a teoria da Constituição Dirigente, enfatizando seus enfoques e as resistências quanto a sua efetividade. Por fim, o artigo demonstra que a Constituição brasileira, desde o início da década de 90, tem enfrentado impasses devido a fatores como: não cumprimento às normas compromissórias; desvinculação da Constituição econômica da Constituição financeira; criação da Lei de Responsabilidade Fiscal; emendas constitucionais de desnacionalização da economia e privatizações; e, mais recentemente, a Lei do “Teto dos Gastos” e a Lei que retira da Petrobrás o monopólio na exploração do pré-sal e gás natural. Sugere-se, a exemplo de importantes democracias, resgatar o papel da política e do Estado na economia, especialmente na fase atual do capitalismo financeirizado. PALAVRAS-CHAVE: Constituição Dirigente. Constitucionalismo. Normas Compromissórias. Democracia. Estado Social. ABSTRACT: This paper presents a theoretical discussion involving the impasses of commitment standards of the Brazilian Constitution of 1988. The objective is to observe the qualities of a constitution committed to economic and social development, and to understand factors that prevent the accomplishment of state tasks of transformation and socioeconomic development. From a bibliographical research, the paper exposes different approaches on the development of constitutionalism and of a liberal, social or constitutional state. It also discusses the characteristics of the Brazilian Constitution of 1988, and retakes Directing Constitution theory, emphasizing approaches, analyzes of obstacles and effectiveness. In conclusion, the paper demonstrates since the beginning of the 1990 the Brazilian Constitution has faced impasses like: noncompliance with the arbitration standards, decoupling of the economic constitution from the financial constitution; creation of the Fiscal Responsibility Law; constitutional amendments to the denationalization of the economy and privatization; and, more recently, the "Ceiling of Expenses" law and the standards that removes from Petrobrás the monopoly in the exploration of pre-salt and natural gas in Brazil. The work proposes, with the exemples of important democracies, to rescue the role of politics and the state in the economy, especially in the current phase of financial capitalism. KEYWORDS: Directive Constitution. Constitutionalism. Commitment Standards. Democracy. Walfare State.  SUMÁRIO: Introdução. 1 A Constituição de 1988 como Constituição Dirigente: Marcos de Origem e Teorização. 2 Obstáculos e Desdobramentos da (e na) Constituição (Dirigente) de 1988. Considerações Finais. Referências. 
      _________________________* Bacharel em Direito pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). Pesquisador Bolsista de iniciação científica.  ** Pós-Doutor em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), Rio Grande do Sul. Doutor em Teoria do Direito e da Democracia pela Università degli Studi Roma Tre, Itália. Professor Visitante da Università La Sapienza di Roma, Itália. Professor do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). Professor Adjunto de Teoria do Direito da Universidade Estadual do Paraná (UNIOESTE).     
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.72571
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • O Mínimo Existencial e o Poder Judiciário: Parâmetros no Controle
           Jurisdicional de Políticas Públicas

    • Authors: Luciana Turatti, Marciano Buffon, Ana Christina Konrad
      Abstract: O MÍNIMO EXISTENCIAL E O PODER JUDICIÁRIO: PARÂMETROS NO CONTROLE JURISDICIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS  THE EXISTENTIAL MINIMUM AND THE JUDICIARY: PARAMETERS IN THE JURISDICTIONAL CONTROL OF PUBLIC POLICIES  Luciana Turatti*Marciano Buffon**Ana Christina Konrad***  RESUMO: O presente artigo examina os pressupostos teóricos que contribuíram para formação do conceito de “mínimo existencial”, posto que, tal conceito se transformou em uma garantia na consecução dos objetivos constitucionais, e serve, em muitas oportunidades, de parâmetro para o controle jurisdicional de políticas públicas. Dentro de um contexto de insuficiência de recursos e da impossibilidade de realização e concretização plena de todos os direitos fundamentais, o mínimo existencial aparece como um elemento importante na perspectiva de sua realização, pois caracteriza uma esfera mínima que precisa ser implementada, um núcleo básico de direitos e da dignidade que precisam ser garantidos, que não pode ser negligenciado. Pretende-se ainda discorrer sobre os questionamentos presentes na definição do mínimo existencial, bem como acerca da possibilidade de sua quantificação na aplicação como parâmetro para o controle jurisdicional de políticas públicas. O método empregado foi o dedutivo. Conclui-se, ao final das discussões que a utilização do mínimo existencial como parâmetro de definição de políticas públicas e das condições materiais mínimas para uma vida digna pode sinalizar o melhor caminho a ser trilhado.  O que fica evidente, enfim, é que a conceituação do que compõe o mínimo existencial não pode deixar de observar os fundamentos maiores do Estado Brasileiro, em especial, o princípio da dignidade da pessoa humana. PALAVRAS-CHAVE: Mínimo Existencial. Poder Judiciário. Políticas Públicas. ABSTRACT: The purpose of this article is to examine the issue of so-called "existential minimum", since such a guarantee, and contribute to the fulfillment of constitutional objectives, can serve as a parameter for the jurisdictional control of public policies. Within a context of insufficient resources and the realization of the impossibility and full realization of all fundamental rights, the existential minimum appears as an important element in view of its accomplishment, as features a minimum sphere that needs to be implemented, a basic core rights and dignity must be guaranteed, which can not be neglected. Thus, it is intended in this article discuss the questions present in defining the existential minimum, and about the possibility of quantifying the application as a parameter to the judicial review of public policies. The method used in the construction of this article is deductive. Thus, it is concluded that the use of existential minimum as parameter setting public policy and minimum material conditions for a dignified life can signal the best way to go. What is clear, in short, it is that the concept of what makes up the existential minimum can not fail to observe the major foundations of the Brazilian State, in particular the principle of human dignity. KEYWORDS: Existential Minimum. Judicial Power. Public Policy.  SUMÁRIO: Introdução. 1 Mínimo Existencial: origens e perspectivas históricas. 1.1 Mínimo existencial: contornos conceituais. 1.2 Mínimo existencial: há parâmetros para sua quantificação' 1.3 O Supremo Tribunal Federal e o controle jurisdicional de políticas públicas. 1.3.1 Análise do Recurso Extraordinário n° 482.611\SC. 1.3.2 Análise do Recurso Extraordinário 410.715-5\SP. Considerações Finais. Referências.
      _________________________* Doutora e Mestre em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), Rio Grande do Sul. Professora Adjunta da Universidade do Vale do Taquari (Univates), Rio Grande do Sul. Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Sistemas Ambientais e Sustentáveis da Universidade do Vale do Taquari (Univates), Rio Grande do Sul.  Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento da Universidade do Vale do Taquari (Univates), Rio Grande do Sul.** Doutor em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), Rio Grande do Sul. Professor do Programa de Pós-Graduação em Direito e da Faculdade de Direito da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Rio Grande do Sul.*** Doutoranda em Direito pelo Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento da Universidade do Vale do Taquari (Univates), Rio Grande do Sul. Pesquisadora Bolsista PROSUP/CAPES. Membro do Grupo de Pesquisa CNPq Práticas Ambientais, Comunicação, Educação e Cidadania. 
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.71940
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • A Responsabilidade Fiscal como Código de Condutas para a Realização dos
           Gastos Públicos na Efetivação da Política de Educação Obrigatória

    • Authors: George Sarmento, Lean Araújo
      Abstract: A RESPONSABILIDADE FISCAL COMO CÓDIGO DE CONDUTAS PARA A REALIZAÇÃO DOS GASTOS PÚBLICOS NA EFETIVAÇÃO DA POLÍTICA PÚBLICA DE EDUCAÇÃO OBRIGATÓRIA  FISCAL RESPONSIBILITY AS A CODE OF CONDUCTS FOR PUBLIC SPENDING ON THE IMPLEMENTATION OF MANDATORY EDUCATION POLICY   George Sarmento*Lean Araújo**  RESUMO: O direito à educação no Brasil, positivado nas Cartas Constitucionais, foi submetido a avanços e retrocessos quando da produção das oito Constituições, no período de 1824 a 1988. O marco determinante da educação obrigatória e gratuita como direito subjetivo público se deu com a Carta Constitucional de 1988, porém, apesar da instituição de um direito que exige a ação positiva do Estado para o seu contínuo processo de concretude, os gestores têm tergiversado no seu adimplemento, esta tergiversão resulta do não comprometimento dos gestores públicos na adequada produção do orçamento público enquanto instrumento de conquistas das aspirações dos cidadãos, a partir de ações fundadas na responsabilidade fiscal, mediante a alocação de recursos para o adimplemento do direito à educação, razão pela qual o Poder Judiciário, mormente no período pós-1988, tem promovido intervenções para a efetivação do direito à educação, por vezes com forte consequência no processo de execução orçamentária. PALAVRAS-CHAVE: Orçamento Público. Educação. Direito Subjetivo Público. Responsabilidade Fiscal. Judicialização. ABSTRACT: The right to education in Brazil, guaranteed in the constitutional charters, went through advancements and setbacks during the formulation of the eight constitutions, in the period between 1824 and 1988. The decisive moment for obligatory and chargeless education as Subjective Public Right was the Constitutional Charter from 1988. But, despite of the institution of a right that demands a positive State action for its continuous process of implementation, the public administrators have tergiversated in its due performance. This tergiversation is a result of lack of commitment from public administrators in adequately producing Public Budget as an instrument of citizens' achievements and aspirations, from actions grounded in Fiscal Responsibility. This is the reason why the judiciary, specially, after 1988, has promoted interventions to effect the right to education, sometimes with substantial consequence in Budget implementation. KEYWORDS: Public Budget. Education. Subjective Public Right. Fiscal Responsibility. Judicializacion.  SUMÁRIO: Introdução. 1 Origem e Principais Eixos da Responsabilidade Fiscal. 2 O Limite de Gastos com Pessoal e a Concretude da Política Pública de Educação. 3 Orçamento Público e seu Processo de Evolução na Ordem Constitucional Brasileira. 4 A Intervenção do Judiciário na Execução Orçamentária. Conclusão. Referências.
      _________________________* Pós-Doutor em Direito pela Université D’Aix-Marseille, França. Doutor e Mestre em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Professor Associado da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Alagoas (UFAL).** Doutorando em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Professor da Fundação Educacional Jayme de Altavila e na Sociedade de Ensino Universitário do Nordeste.
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.73104
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • Direito, Democracia e Participação Direta: A Importância dos Advogados
           para Promoção “Efetiva” da Reforma Política Democrática e
           Eleições Limpas

    • Authors: José Arildo Valadão de Andrade
      Abstract: DIREITO, DEMOCRACIA E PARTICIPAÇÃO DIRETA: A IMPORTÂNCIA DOS ADVOGADOS PARA PROMOÇÃO “EFETIVA” DA REFORMA POLÍTICA DEMOCRÁTICA E ELEIÇÕES LIMPAS  LAW, DEMOCRACY AND DIRECT PARTICIPATION:  THE IMPORTANCE OF LAWYERS FOR "EFFECTIVE" PROMOTION OF DEMOCRATIC POLICY REFORM AND CLEAN ELECTIONS   José Arildo Valadão de Andrade*  RESUMO: O texto discute o papel dos advogados no processo de reforma política democrática e eleições limpa, buscando na experiência jurídica desde período patrimonialista da política brasileira perpassando pela crise do sistema representativo de democracia até culminar na importância dos advogados como atores da democracia participativa como fator a legitima-los para representar a sociedade no processo de reforma política democrática e eleições limpas, mostrando, por fim, a participação história dos advogados, congregados ou não, no processo de luta pela democracia e evolução política e aperfeiçoamento das eleições. PALAVRAS-CHAVE: Direito. Democracia. Participação Direta. Patrimonialismo. Reforma Política. Advogados. ABSTRACT: This paper discusses the role of lawyers in the democratic process of political reform and clean elections, seeking the legal experience since patrimonialist period of Brazilian politics permeating the crisis of the representative system of democracy to culminate in the importance of lawyers as actors of participatory democracy as a factor legitimizes them to represent the company in the democratic process of political reform and fair elections, showing, finally, participation history of lawyers, assembled or not, in the struggle for democracy and political evolution and improvement of the elections. KEYWORDS: Law. Democracy. Direct Participation. Patrimonialism. Political Reform. Lawyers.  SUMÁRIO: 1 Interlúdio: o patronato político brasileiro. 2 Crise do Sistema Representativo de Democracia. 3 A democracia participativa como fator de legitimidade da atuação dos advogados como presentantes da sociedade no processo de reforma política democrática e eleições limpas. 4 À guisa de conclusão: recentes intervenções dos advogados no processo de luta pela democracia e reforma política e eleições limpas. Referências.
      _________________________* Mestre em Direito pela Universidade Federal do Espírito Santo.
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.66084
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • A Participação da Sociedade Civil na Escolha dos Ministros do
           Supremo Tribunal Federal

    • Authors: Eduardo Silva Luz, José Eduardo Sabo Paes
      Abstract: A PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL NA ESCOLHA DOS MINISTROS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL  CIVIL SOCIETY PARTICIPATION IN THE SELECTION OF SUPREME COURT JUDGES   Eduardo Silva Luz*José Eduardo Sabo Paes**  RESUMO: O presente artigo possuí a precípua missão de analisar o atual procedimento de escolha dos integrantes do Supremo Tribunal Federal, realizando um estudo aprofundado quanto aos critérios estabelecidos no texto constitucional, que devem ser obedecidos pelo chefe do executivo, quando da indicação do Ministro da Corte Constitucional. Ademais, será analisado se é possível à participação direta da sociedade civil nesse processo de indicação do membro da Corte, com a finalidade de termos processo mais democrático e transparente. A metodologia utilizada para a consecução dos objetivos citados será revisão bibliográfica de textos brasileiros e latino-americanos, que realizam estudos quanto a cortes constitucionais e jurisdição constitucional, aliado a isto utilizaremos o método comparado para analisar o procedimento de escolha dos membros dos tribunais superiores em outros países da América Latina. Ao final do artigo pretende-se oferecer propostas para uma maior democratização do processo de escolha dos membros do STF de forma a propiciar a participação da sociedade civil neste processo. PALAVRAS-CHAVE: Escolha. Supremo Tribunal Federal. Sociedade Civil. Ministros. ABSTRACT: This article shall possess the primary mission of analysing the current procedure of choice for members of the Supreme Court, conducting an in-depth study of the criteria set out in the constitutional text, which must be obeyed by the Chief Executive, when choose the Ministry of Constitutional Court. In addition, it will be parsed if is possible the direct participation of civil society in the process of appointment of the Member of the Court, with the purpose of having more democratic and transparent process. The methodology used to achieve these objectives will be a bibliographical review of Brazilian and Latin American texts, which will carry out studies on constitutional courts and constitutional jurisdictions. In addition, we will use the comparative method to analyze the procedure for selecting the members of the higher courts in other Latin American countries. At the end of the article, we intend to offer proposals for a greater democratization of the process of choosing the members of the Supreme Court in order to provide civil society participation in this process. KEYWORDS: Selection. Supreme Court. Civil Society. Judges.  SUMÁRIO: Introdução. 1 O STF – Evolução Histórica e Critérios de Seleção. 1.1 Nomeação dos Ministros do Supremo Tribunal Federal nas Constituições. 1.2 Critérios Abertos. 2 Sociedade Civil no Brasil. 3 Análise Comparada. 3.1 Argentina. 3.2 Bolívia. 3.3 Chile. 4 A Possibilidade da Participação da Sociedade Civil na Composição do Supremo Tribunal Federal. Considerações Finais. Referências.

      _________________________* Mestrando em Direito pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Católica de Brasília (UCB), Distrito Federal. Pesquisador Bolsista CAPES. Editor-Assistente da Economic Analysis of Law Review. ** Doutor e Mestre em Direito pela Universidad Complutense de Madrid, Espanha. Professor Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Católica de Brasília (UCB), Distrito Federal.  
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.72974
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • Deliberação Interna e Legitimação das Cortes Supremas

    • Authors: Bruno Meneses Lorenzetto, Letticia de Pauli Schaitza
      Abstract: DELIBERAÇÃO INTERNA E LEGITIMAÇÃO DAS CORTES SUPREMAS  INTERNAL DELIBERATION AND SUPREME COURTS’ LEGITIMACY   Bruno Meneses Lorenzetto*Letticia de Pauli Schaitza**  RESUMO: O artigo parte da superação da concepção estática de separação de poderes e critica os argumentos normalmente utilizados para justificar a legitimidade das Cortes Supremas para rever atos do Poder Legislativo por ignorarem que os juízes não decidem em um vácuo institucional e que a interação com seus pares influencia na tomada da decisão. Dessa forma, através da exposição dos modelos legal, atitudinal e estratégico, explicativos da tomada de decisão judicial, apresenta as Cortes não apenas como interlocutoras externas, mas sobretudo como tribunais colegiados deliberativos, a fim de enfatizar a importância da deliberação colegiada para a legitimidade da jurisdição constitucional e a qualidade da sua performance. PALAVRAS-CHAVE: Legitimação Jurisdicional. Deliberação. Cortes Supremas. ABSTRACT: The article assumes the overcoming of the static conception of the separation of powers and criticizes the arguments normally used to justify the legitimacy of the Supreme Courts to review acts of the Legislative Power to the extand that they ignore that the judges do not decide in an institutional vacuum and that the interaction with their peers influences in the decision making process. Thus, through the exposition of legal, attitudinal and strategic judicial decision-making models, it presents the Courts not only as external interlocutors, but above all as collegiate deliberative tribunals, in order to emphasize the importance of collegial deliberation to constitutional jurisdiction legitimacy and the quality of its performance. KEYWORDS: Jurisdictional Legitimacy. Deliberation. Supreme Courts.  SUMÁRIO: Introdução. 1 A Nova Configuração do Princípio da Separação dos Poderes e a Legitimação da Corte Constitucional. 2 Cortes Supremas como “Deliberadores Internos”: a Deliberação em um Tribunal Colegiado. Considerações Finais. Referências. _________________________* Doutor em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professor de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Coordenador do Programa de Mestrado em Direito e Professor da Graduação do Centro Universitário Autônomo do Brasil (UniBrasil), Paraná. Visiting Scholar na Columbia Law University, Estados Unidos.** Mestranda em Direito das Relações Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Integrante do Núcleo de Pesquisa em Direito Processual Civil Comparado da Universidade Federal do Paraná (UFPR).    
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.72621
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • Erro Manifesto de Apreciação: Reflexões e
           Ponderações

    • Authors: Felipe Reis Pompeu de Moraes, Clarissa Maria Beatriz Brandão de Carvalho
      Abstract: ERRO MANIFESTO NA APRECIAÇÃO: REFLEXÕES E PONDERAÇÕES  MANIFEST ERROR OF APPRECIATION: REFLECTIONS AND BALANCING   Felipe Reis Pompeu de Moraes*Clarissa Maria Beatriz Brandão de Carvalho** RESUMO: O presente artigo abordará uma reflexão acerca do Erro Manifesto em suas principais concepções. Será evidenciado o conceito e o contexto histórico desta subjetividade administrativa originária da França do séc. XX. Posteriormente, serão aduzidos os pressupostos para que ocorra o Erro Manifesto, seus pré-requisitos e circunstâncias necessárias, além das consequências. Cabe destacar um estudo das questões paradigmáticas encontradas neste tema. A partir desta etapa se realizará um paralelo entre princípio da realidade e o Erro Manifesto, bem como seu vínculo entre razoabilidade e proporcionalidade. Compete ainda salientar a existência de alguns elementos existentes no Erro Manifesto, entre os quais a subjetividade e a fungibilidade. Será abordada, ainda, uma análise dos casos e exemplos práticos ocorridos no Direito Internacional. PALAVRAS-CHAVE: Erro Manifesto na Apreciação. Princípios. Subjetividade. Fungibilidade. Casos práticos. ABSTRACT: This article addresses a reflection on the Manifest Error with a focus on its main conceptions. It will be evidenced the concept and the historical context of the administrative subjectivity originating in France in the XX century. The assumptions for the occurrence of the Manifest Error, its prerequisites, necessary circumstances, and its consequences. It is worth highlighting a study of the paradigmatic issues found in this theme. From this stage, a parallel was made between the principle of reality and the Manifest Error, as well as its link between reasonableness and proportionality. It is also worth emphasizing an existence of some elements existing in the Manifest Error, among which are subjectivity and fungibility. This article also analyzed case studies and examples of events inside International Law. KEYWORDS: Manifest Error of Appreciation. Principles. Subjectivity. Fungibility. Practical Cases.  SUMÁRIO: Introdução. 1 Conceituação do Erro Manifesto na Apreciação. 2 A Evolução do Erro Manifesto na Apreciação. 3 Controle Mínimo, Normal e Máximo. 4 A Ocorrência do Erro Manifesto, seus Pressupostos, Circunstâncias e Consequências. 5 Questões Paradigmáticas no Estudo do Erro Manifesto. 5.1 O Princípio da Realidade no Erro Manifesto. 5.2 Relação Entre Erro Manifesto, Razoabilidade e Proporcionalidade. 5.3 A Repercussão do Erro Manifesto no Brasil. 5.4 Subjetividade e Fungibilidade do Erro Manifesto. 6 Estudo de Casos e Exemplos Práticos. 6.1 Os Casos Gamel e Arrêt Larrange: Exemplos de Controle Normal. 6.2 Outras Decisões do Conselho de Estado Francês sobre Erro Manifesto para Melhor Compreensão. 6.3 O Erro Manifesto no Tribunal da Corte Europeia. 6.3.1 O Caso WWF: A relação Entre a Recusa pela Transparência e o Erro Manifesto de Apreciação. 6.3.2 O Caso KLM – AIR FRANCE: A Falha do Órgão Regulador na Verificação da Concentração de Mercado da Aviação Civil Também Pode Instrumentalizar Erro Manifesto em Apreciação. 6.3.3 Erro Manifesto Instrumentalizando Discricionariedade, Conceito Jurídico Indeterminado, Liberdade de Conformação e Apreciatividade. 7 Críticas ao Erro Manifesto.  Conclusão.  Referencias. 
      _________________________* Mestrando em Direito pelo Programa de Pós-Graduação em Direito Constitucional da Universidade Federal Fluminense (UFF), Rio de Janeiro.  ** Doutora e Mestre em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Direito Constitucional da Universidade Federal Fluminense (UFF), Rio de Janeiro. Professora Adjunta vinculada ao Instituto de Ciências Humanas e Sociais de Volta Redonda da Universidade Federal Fluminense (UFF), Rio de Janeiro.  
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.72994
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • A Importância da Extensão Universitária na Formação do Bacharel em
           Direito: Análise do Curso Pré-Vestibular Paulo Freire

    • Authors: Rosendo Freitas de Amorim, Isabelly Cysne Augusto Maia, Júlia d’Alge Mont’Alverne Barreto
      Abstract: A IMPORTÂNCIA DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA FORMAÇÃO DO BACHAREL EM DIREITO: ANÁLISE DO CURSO PRÉ-VESTIBULAR PAULO FREIRE  THE IMPORTANCE OF EDUCATIONAL OUTREACH PROGRAMS TO THE TRAINING OF LLB STUDENTS: ANALYSIS OF THE UNIVERSITY ADMISSION TESTS’ PREP-COURSE PAULO FREIRE  Rosendo Freitas de Amorim* Isabelly Cysne Augusto Maia**Júlia d’Alge Mont’Alverne Barreto***  RESUMO: A extensão universitária, inobstante sua importância na formação profissional, não é devidamente valorizada no curso de Direito, que se preocupa eminentemente com a formação técnica dos graduandos. A extensão, entretanto, vem ganhando maior importância, como por meio do novo Plano Nacional de Educação, o qual estabeleceu que no mínimo 10% (dez por cento) do total de créditos curriculares da graduação seja integralizado mediante participação em projetos de extensão universitária. Diante dessa revalorização, o presente artigo analisou o Curso Pré-Vestibular Paulo Freire, programa de extensão da Universidade Federal do Ceará, e avaliou sua contribuição na formação de um profissional mais consciente, compassivo e atento às necessidades sociais. PALAVRAS-CHAVE: Extensão. Bacharel em Direito. Curso Pré-Vestibular Paulo Freire. ABSTRACT: Despite their evident importance to professional training, educational outreach programs are not properly appreciated in Law schools, which are ultimately focused on the undergraduates’ technical training. However, this type of program has received increasing attention, as proven by the new National Plan for Education, which establishes a minimum of 10% (ten percent) of the total number of credit hours of the course curriculum to be completed with the student’s participation in educational outreach programs. Prompted by such revaluation, this article has analyzed the university admission tests’ prep-course Paulo Freire, part of the Federal University of Ceará’s educational outreach program, and assessed its contribution to the training of a more conscious and compassionate professional that is also sensitive to social needs. KEYWORDS: Educational Outreach. LLB. University Admission Tests’ Prep-Course Paulo Freire. SUMÁRIO: Introdução. 1 A Importância da Extensão Universitária para a Adequada Formação do Bacharel em Direito. 2 Apresentação do Curso Pré-Vestibular Paulo Freire. 3 A Contribuição do Curso Pré-Vestibular Paulo Freire na Formação Pedagógica do Graduando em Direito. Conclusão. Referências.
      _________________________* Doutor e Mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Professor do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Ceará. Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Ceará. Professor Titular da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Ceará. Editor Chefe da Revista DOCEntes, Revista de Educação.** Mestranda em Direito pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC).*** Mestranda em Direito pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Ceará. 
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.72813
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
  • Poliamor: Conceito, Aplicação e Efeitos

    • Authors: Anna Isabella de Oliveira Santos, Cláudia Mara de Almeida Rabelo Viegas
      Abstract: POLIAMOR: CONCEITO, APLICAÇÃO E EFEITOS  POLYAMORY: CONCEPT, APPLICATION AND EFFECTS  Anna Isabella de Oliveira Santos*Cláudia Mara de Almeida Rabelo Viegas** RESUMO: O presente artigo tem por objetivo analisar o fenômeno do poliamor, filosofia de vida que admite a coexistência de vários amores, com conhecimento e consentimento de todos os envolvidos, de forma a possibilitar o seu reconhecimento como família no mundo jurídico. Esta nova forma de se relacionar, não obstante a reprovação moral de muitos, tem adquirido muitos adeptos, razão pela qual exige a atenção por parte do direito. Os entraves morais e religiosos são muitos, todavia, inobstante isso, por meio de técnica bibliográfica, quer se demonstrar que a monogamia não é um princípio jurídico capaz de impedir a formação de uma família poliafetiva, sobretudo, levando em conta a interpretação plural e humanitária do novo conceito de família. A Constituição da República de 1988 trouxe em seu bojo princípios, tais como o da dignidade humana, isonomia, pluralidade familiar e intervenção mínima do Estado na família, que concedem liberdade às pessoas para que busquem sua felicidade da forma que melhor lhe atendam. Demonstrar-se-á, portanto, que a conceituação restritiva de família não se compatibiliza com a promoção da dignidade humana, fundamento básico do Estado Democrático de Direito. PALAVRAS-CHAVE: Poliamor. Família Poliafetiva. Monogamia. União Civil. Dignidade Humana. ABSTRACT: The aim of this article is to analyze the phenomenon of polyamory, the philosophy of life that allows the coexistence of various loves, with the knowledge and consent of all those involved, in order to enable them to be recognized as a family in the legal world . This new way of relating, despite the moral reprobation of many, has acquired many adherents, which is why it demands attention from the law. There are many moral and religious obstacles, however, by means of a bibliographical technique, either to demonstrate that monogamy is not a legal principle capable of preventing the formation of a poly-family, especially taking into account the plural and humanitarian interpretation of the new Concept of family. The Constitution of the Republic of 1988 brought principles such as human dignity, isonomy, family plurality and minimal state intervention in the family, which grant people freedom to seek their happiness in the way that best meets their needs. It will be demonstrated, therefore, that the restrictive conceptualization of family is not compatible with the promotion of human dignity, basic foundation of the Democratic State of Right. KEYWORDS: Polyamore. Polyamorous Family. Monogamy. Civil Union. Human Dignity.  SUMÁRIO: Introdução. 1 A evolução histórica da família. 1.1 Conceito tradicional de família. 1.2 Aspectos históricos marcantes da família. 2 O modelo contemporâneo de família. 2.1 Espécies de família. 2.1.1 Casamento. 2.1.2 União Estável. 2.1.3 Família monoparental. 2.1.4 Família anaparental. 2.1.5 Família Mosaico ou pluriparental. 2.1.6 Família eudemenonista. 2.1.7 Família homoafetiva. 2.1.8 Famílias simultâneas ou paralelas. 3 Poliamor. 3.1 O poliamor na concepção dos adeptos. 3.2 A relação do poliamor com a monogamia. 3.3 Princípios que amparam o reconhecimento da família poliafetiva. 3.3.1 Princípio da dignidade da pessoa humana. 3.3.2 Princípio da Igualdade. 3.3.4 Princípio da pluralidade de entidade familiar. 3.3.5 Princípio da boa fé. 3.4 A união estável poliafetiva. Conclusão. Referências.
      _________________________* Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Advogada.** Doutora e Mestre em Direito Privado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Coordenadora do Curso de Direito das Faculdades Del Rey (UNIESP). Professora de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) e das Faculdades Del Rey (UNIESP). Tutora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Servidora Pública Federal do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG).
      PubDate: 2018-02-07
      DOI: 10.22456/2317-8558.72546
      Issue No: Vol. 12, No. 2 (2018)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.80.87.166
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-