Publisher: SciELO   (Total: 892 journals)

 A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  First | 1 2 3 4 5 | Last   [Sort by number of followers]   [Restore default list]

Showing 601 - 800 of 892 Journals sorted alphabetically
Revista Clínica de Periodoncia, Implantología y Rehabilitación Oral     Open Access   (Followers: 2)
Revista Colombiana de Anestesiología     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.154, CiteScore: 0)
Revista Colombiana de Antropologia     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.232, CiteScore: 0)
Revista Colombiana de Biotecnología     Open Access   (Followers: 1)
Revista Colombiana de Cancerología     Open Access   (SJR: 0.106, CiteScore: 0)
Revista Colombiana de Cardiologia     Open Access   (SJR: 0.113, CiteScore: 0)
Revista Colombiana de Ciencias Químico-Farmacéuticas     Open Access   (Followers: 1)
Revista Colombiana de Educación     Open Access  
Revista Colombiana de Entomología     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.184, CiteScore: 0)
Revista Colombiana de Estadística     Open Access   (SJR: 0.361, CiteScore: 1)
Revista Colombiana de Matemáticas     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.136, CiteScore: 0)
Revista Colombiana de Psicología     Open Access   (SJR: 0.151, CiteScore: 0)
Revista Colombiana de Química     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.115, CiteScore: 0)
Revista Contabilidade & Finanças     Open Access   (SJR: 0.145, CiteScore: 0)
Revista Costarricense de Cardiología     Open Access  
Revista Costarricense de Psicología     Open Access  
Revista Cubana de Anestesiología y Reanimación     Open Access   (Followers: 1)
Revista Cubana de Angiología y Cirugía Vascular     Open Access  
Revista Cubana de Cirugía     Open Access  
Revista Cubana de Endocrinología     Open Access  
Revista Cubana de Enfermería     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.102, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Estomatologí­a     Open Access   (SJR: 0.128, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Hematología, Inmunología y Hemoterapia     Open Access   (SJR: 0.196, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Información en Ciencias de la Salud     Open Access   (SJR: 0.229, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Informática Médica     Open Access  
Revista Cubana de Investigaciones Biomédicas     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.13, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Medicina     Open Access   (Followers: 2)
Revista Cubana de Medicina General Integral     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.263, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Medicina Militar     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.202, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Medicina Tropical     Open Access   (SJR: 0.143, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Obstetricia y Ginecología     Open Access   (SJR: 0.191, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Oftalmología     Open Access   (Followers: 1)
Revista Cubana de Ortopedia y Traumatologí­a     Open Access   (SJR: 0.101, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Plantas Medicinales     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.127, CiteScore: 0)
Revista Cubana de Salud Pública     Open Access   (SJR: 0.262, CiteScore: 0)
Revista da Educação Física : UEM     Open Access   (Followers: 1)
Revista da Escola de Enfermagem da USP     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.279, CiteScore: 1)
Revista da Faculdade de Educação     Open Access  
Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia     Open Access  
Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical     Open Access   (SJR: 0.658, CiteScore: 1)
Revista de Administração - RAUSP     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Administração Contemporânea     Open Access  
Revista de Administração de Empresas     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.16, CiteScore: 0)
Revista de Administração Pública     Open Access   (SJR: 0.294, CiteScore: 0)
Revista de Análisis Económico     Open Access   (SJR: 0.112, CiteScore: 0)
Revista de Antropologia     Open Access   (Followers: 4, SJR: 0.102, CiteScore: 0)
Revista de Bioética y Derecho     Open Access  
Revista de Biología Marina y Oceanografía     Open Access   (SJR: 0.23, CiteScore: 0)
Revista de Biología Tropical     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.326, CiteScore: 1)
Revista de Ciencia Politica     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.368, CiteScore: 1)
Revista de Ciencia y Tecnología     Open Access  
Revista de Ciências Agrárias     Open Access  
Revista de Ciencias Médicas de Pinar del Río     Open Access  
Revista de Ciencias Sociales     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Cirugía     Open Access   (SJR: 0.121, CiteScore: 0)
Revista de Derecho     Open Access   (SJR: 0.364, CiteScore: 0)
Revista de Derecho (Concepción)     Open Access   (Followers: 2)
Revista de Derecho (Coquimbo)     Open Access  
Revista de Economía     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Economia Contemporânea     Open Access   (SJR: 0.121, CiteScore: 0)
Revista de Economía del Caribe     Open Access  
Revista de Economia e Sociologia Rural     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.265, CiteScore: 0)
Revista de Economía Institucional     Open Access   (SJR: 0.141, CiteScore: 0)
Revista de Economia Poli­tíca     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.282, CiteScore: 0)
Revista de Enfermagem Referência     Open Access   (Followers: 2)
Revista de Estudios Historico-Juridicos     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.123, CiteScore: 0)
Revista de Estudios Sociales     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.166, CiteScore: 0)
Revista de Filosofia     Open Access   (SJR: 0.102, CiteScore: 0)
Revista de Filosofía Open Insight     Open Access  
Revista de Geografía Norte Grande     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.296, CiteScore: 1)
Revista de Gestão Costeira Integrada     Open Access   (SJR: 0.251, CiteScore: 1)
Revista de Historia (Concepción)     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Historia Americana y Argentina     Open Access  
Revista de Historia del Derecho     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Ingeniería     Open Access  
Revista de Investigacion Psicologica     Open Access  
Revista de la Academia Colombiana de Ciencias Exactas, Físicas y Naturales     Open Access   (Followers: 1)
Revista de la Asociación Española de Neuropsiquiatría     Open Access  
Revista de la Ciencia del Suelo y Nutricion Vegetal     Open Access   (SJR: 0.224, CiteScore: 0)
Revista de la Construcción     Open Access   (SJR: 0.234, CiteScore: 1)
Revista de la Facultad de Agronomía     Open Access   (Followers: 1)
Revista de la Facultad de Ciencias Veterinarias, UCV     Open Access  
Revista de la Facultad de Derecho     Open Access  
Revista de la Facultad de Derecho y Ciencias Políticas     Open Access  
Revista de la Facultad de Medicina (México)     Open Access   (Followers: 1)
Revista de la Sociedad Boliviana de Pediatría     Open Access  
Revista de la Sociedad Española de Enfermería Nefrológica     Open Access  
Revista de la Sociedad Química del Perú     Open Access   (Followers: 1)
Revista de la Sociedad Venezolana de Microbiologia     Open Access  
Revista de la Universidad Industrial de Santander. Salud     Open Access  
Revista de Medicina Veterinaria     Open Access  
Revista de Microbiologia     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Nutrição     Open Access   (SJR: 0.282, CiteScore: 0)
Revista de Odontologia da UNESP     Open Access  
Revista de Odontologia da Universidade de São Paulo     Open Access  
Revista de Osteoporosis y Metabolismo Mineral     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.121, CiteScore: 0)
Revista de Otorrinolaringología y Cirugía de Cabeza y Cuello     Open Access  
Revista de Protección Vegetal     Open Access  
Revista de Psicología del Trabajo y de las Organizaciones     Open Access   (SJR: 0.418, CiteScore: 1)
Revista de Psiquiatria Clínica     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.271, CiteScore: 1)
Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Salud Animal     Open Access  
Revista de Salud Pública     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.171, CiteScore: 0)
Revista de Saúde Pública     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.807, CiteScore: 2)
Revista de Sociologia e Polí­tica     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.482, CiteScore: 0)
Revista del Instituto de Medicina Tropical     Open Access  
Revista del Nacional     Open Access   (Followers: 1)
Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial     Open Access   (Followers: 1)
Revista Diacrítica     Open Access  
Revista Direito GV     Open Access   (Followers: 1)
Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões     Open Access   (SJR: 0.221, CiteScore: 1)
Revista do Departamento de Psicologia. UFF     Open Access  
Revista do Hospital das Clinicas     Open Access  
Revista do Instituto de Estudos Brasileiros     Open Access   (Followers: 1)
Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo     Open Access   (SJR: 0.669, CiteScore: 1)
Revista Dor     Open Access  
Revista Ecuatoriana de Neurología     Open Access   (Followers: 1)
Revista EIA     Open Access   (Followers: 1)
Revista electrónica de investigación educativa     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.187, CiteScore: 0)
Revista Electronica Educare     Open Access   (Followers: 2)
Revista Española de Cirugía Oral y Maxilofacial     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.117, CiteScore: 0)
Revista Española de Enfermedades Digestivas     Open Access   (SJR: 0.417, CiteScore: 1)
Revista Española de Salud Pública     Open Access   (SJR: 0.249, CiteScore: 1)
Revista Española de Sanidad Penitenciaria     Open Access   (SJR: 0.135, CiteScore: 0)
Revista Estudos Feministas     Open Access   (SJR: 0.208, CiteScore: 0)
Revista Facultad de Ciencias Económicas: Investigación y Reflexión     Open Access  
Revista Facultad de Ingenieria - Universidad de Tarapaca     Open Access   (Followers: 1)
Revista Facultad de Ingeniería Universidad de Antioquia     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.172, CiteScore: 0)
Revista Facultad de Medicina de la Universidad Nacional de Colombia     Open Access   (SJR: 0.125, CiteScore: 0)
Revista Facultad Nacional de Agronomía, Medellín     Open Access   (SJR: 0.138, CiteScore: 0)
Revista Facultad Nacional de Salud Pública     Open Access  
Revista Gaúcha de Enfermagem     Open Access   (SJR: 0.225, CiteScore: 1)
Revista Geológica de América Central     Open Access  
Revista Geológica de Chile     Open Access   (Followers: 1)
Revista Gerencia y Políticas de Salud     Open Access   (SJR: 0.136, CiteScore: 0)
Revista Habanera de Ciencias Médicas     Open Access   (SJR: 0.211, CiteScore: 0)
Revista Historia y Sociedad     Open Access  
Revista IBRACON de Estruturas e Materiais     Open Access   (Followers: 1)
Revista Ingeniería Biomédica     Open Access   (Followers: 1)
Revista Ingenieria de Construcción     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.204, CiteScore: 0)
Revista Ingenierías Universidad de Medellín     Open Access  
Revista Integra Educativa     Open Access  
Revista Interamericana de Bibliotecología     Open Access   (Followers: 7)
Revista Internacional de Contaminación Ambiental     Open Access   (SJR: 0.152, CiteScore: 0)
Revista ION     Open Access  
Revista IUS     Open Access  
Revista Katálysis     Open Access  
Revista Lasallista de Investigación     Open Access   (SJR: 0.146, CiteScore: 0)
Revista Latino-Americana de Enfermagem     Open Access   (SJR: 0.339, CiteScore: 1)
Revista Latinoamericana de Bioética     Open Access  
Revista Latinoamericana de Derecho Social     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.101, CiteScore: 0)
Revista Latinoamericana de Desarrollo Económico     Open Access  
Revista Latinoamericana de Educación Inclusiva     Open Access   (Followers: 1)
Revista Latinoamericana de Filosofía     Open Access   (Followers: 1)
Revista Latinoamericana de Hipertension     Open Access   (SJR: 0.158, CiteScore: 0)
Revista Latinoamericana de Investigación en Matemática Educativa     Open Access   (SJR: 0.171, CiteScore: 0)
Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental     Open Access   (SJR: 0.201, CiteScore: 0)
Revista Medica de Chile     Open Access   (SJR: 0.259, CiteScore: 1)
Revista Médica del Hospital Nacional de Niños Dr. Carlos Sáenz Herrera     Open Access   (Followers: 1)
Revista Médica del Uruguay     Open Access  
Revista Médica Electrónica     Open Access  
Revista Médica La Paz     Open Access  
Revista Médico-Científica : Luz y Vida     Open Access  
Revista Mexicana de Análisis de la Conducta     Open Access   (SJR: 0.405, CiteScore: 1)
Revista Mexicana de Astronomía y Astrofísica     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.596, CiteScore: 1)
Revista Mexicana de Biodiversidad     Open Access   (SJR: 0.421, CiteScore: 1)
Revista Mexicana de Ciencias Agrícolas     Open Access   (Followers: 1)
Revista Mexicana de Ciencias Farmaceuticas     Open Access   (Followers: 1)
Revista Mexicana de Ciencias Geológicas     Open Access   (SJR: 0.308, CiteScore: 1)
Revista Mexicana de Ciencias Pecuarias     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.17, CiteScore: 0)
Revista Mexicana de Economía y Finanzas     Open Access  
Revista Mexicana de Física     Open Access   (SJR: 0.203, CiteScore: 0)
Revista mexicana de física E     Open Access  
Revista Mexicana de Fitopatología     Open Access  
Revista Mexicana de Ingeniería Biomédica     Open Access   (Followers: 1)
Revista Mexicana de Ingeniería Química     Open Access   (SJR: 0.328, CiteScore: 1)
Revista Mexicana de Investigación Educativa     Open Access   (Followers: 3, SJR: 0.291, CiteScore: 0)
Revista Mexicana de Micologí­a     Open Access  
Revista Mexicana de Sociologí­a     Open Access   (Followers: 9, SJR: 0.142, CiteScore: 0)
Revista Musical Chilena     Open Access   (SJR: 0.1, CiteScore: 0)
Revista MVZ Córdoba     Open Access   (SJR: 0.173, CiteScore: 0)
Revista Nutrícias     Open Access   (Followers: 1)
Revista Odonto Ciência     Open Access   (SJR: 0.101, CiteScore: 0)
Revista Opinión Jurídica     Open Access  
Revista Panamericana de Salud Pública     Open Access   (SJR: 0.452, CiteScore: 1)
Revista Paulista de Pediatria     Open Access   (SJR: 0.472, CiteScore: 1)
Revista Perspectivas     Open Access  
Revista Pilquen : Sección Ciencias Sociales     Open Access  
Revista Politécnica     Open Access   (Followers: 1)
Revista Portuguesa de Cirurgia     Open Access   (Followers: 1)
Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental     Open Access  
Revista Portuguesa de Imunoalergologia     Open Access   (Followers: 2, SJR: 0.141, CiteScore: 0)
Revista Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia     Open Access  
Revista Portuguesa de Saúde Pública     Open Access   (SJR: 0.155, CiteScore: 0)
Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão     Open Access  
Revista Republicana     Open Access   (Followers: 1)
Revista Signos     Open Access   (SJR: 0.174, CiteScore: 0)
Revista Universitaria de Geografía     Open Access  
Revista Uruguaya de Cardiologia     Open Access  
Revista Vectores de Investigación     Open Access   (Followers: 1)

  First | 1 2 3 4 5 | Last   [Sort by number of followers]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
Vibrant : Virtual Brazilian Anthropology
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 1809-4341
Published by SciELO Homepage  [892 journals]
  • Changing to continue

    •  
  • The spirit underneath: development, race and moral economy in Central
           Mozambique

    • Abstract: Abstract Since 2007, Tete, a province in central Mozambique, has been experiencing an economic boom. Multinational mining companies are exploring one of the world’s largest - and virtually untouched - coal deposits. Led by Brazilian-based multinational Vale, the controversial billionaire investment plans caught the attention of international NGOs and cooperation agencies that flooded Tete province with development and democracy-building projects. Meanwhile, the inhabitants of Tete are suspicious. People in Tete have encountered various exogenous populations since pre-colonial times and are extremely familiar with the methodology of development organizations. However, the current "developmental and democratic times" pose an intriguing question to them: can we develop' To clarify this existential question - that has deep spiritual and racial implications - the article discusses the nature of inter-ethnic political community in the Zambezi Valley, correlating it with the region’s pre-colonial and colonial history.Resumo Desde 2007, Tete, província central de Moçambique, passa por uma grande expansão econômica. Empresas multinacionais de mineração estão explorando um dos maiores - e praticamente intocados - depósitos de carvão do mundo. Liderados pela brasileira Vale, o bilionário e polêmico plano de investimento chamou a atenção de ONGs internacionais e agências de cooperação estrangeiras que inundaram a província de Tete com projetos democráticos e de desenvolvimento. Enquanto isso, os habitantes de Tete estão receosos. Habituados a lidar com diferentes populações exógenas desde os tempos pré-coloniais, os tetenses também estão extremamente familiarizados com a metodologia das organizações de desenvolvimento. No entanto, os atuais "tempos de desenvolvimento e democrático" colocam uma questão intrigante para eles: poderíamos nos desenvolver' Para esclarecer esta questão existencial local - que tem implicações espirituais e raciais mais profundas - o artigo pretende discutir a natureza da comunidade política inter-étnica do Vale do Zambeze, relacionando-a com a história pré-colonial e colonial da região.
       
  • “Mestizo cattle is like us people”: reflections on cattle,
           family and coloniality

    • Abstract: Abstract This article results from ethnographic fieldwork in farms that produce artisanal cheese, in the southwest of Minas Gerais, Brazil. The analysis focuses on the meanings of the practices developed there, especially concerning livestock, which conflict with recommendations of technicians working in the public sector. The latter have tried to manage both human and non-human lives, within a process of development supported by legislation and the insertion of technology, changing the traditional productive practices. This top-down managerial strategy has overshadowed the complex knowledge and the modes of existence empirically observed in these areas. I demonstrate how local practices of mutuality have provided answers that reinvent meanings for life.Resumo Este artigo é resultado de um trabalho etnográfico realizado em fazendas produtoras de queijos artesanais, no sudoeste de Minas Gerais, Brasil. O foco de análise são os sentidos das práticas ali desenvolvidas, especialmente a pecuária, que têm entrado em conflito com recomendações incididas por técnicos do poder público. Estes têm procurado gestar os modos de vida (humanos e não humanos) dentro de um processo de desenvolvimento que se apoia em legislações e na inserção de tecnologias, obscurecendo os complexos saberes e modos de existência empiricamente observáveis nessas unidades. Procuro demonstrar como práticas locais de mutualidade evidenciam respostas que emergem reinventando sentidos para a vida.
       
  • Machines among the crowd: on the political effects of algorithmic
           production of social currents

    • Abstract: Abstract In this paper, I discuss a few ways that mechanisms for collective action are reconfigured by the activity of digital communication technologies. In particular, I examine how algorithms mobilized on the Social Web co-participate in the regulation of interdependence between the elements that compose contemporary figurations through the following mechanisms: by the production and organization of sociality by curating content, recommendations, and instructions for users; by their impact on the social production of the categories of time, space and identity; by the expansion of a business model that interlaces algorithmic activity and human action; and by the reconfiguration of the social modes of production and dissemination of knowledge. I conclude with the examination of the political consequences of this algorithmic activity in the production of social currents.Resumo Neste artigo, discuto algumas maneiras pelas quais os mecanismos de ação coletiva são reconfigurados pela atividade de tecnologias digitais de comunicação. Em especial, examino o modo como os algoritmos mobilizados na Web Social coparticipam da regulação da interdependência entre os elementos que compõem as figurações contemporâneas através dos seguintes mecanismos: pela produção e organização de socialidades através da curadoria dos conteúdos e das recomendações e prescrições dirigidas aos usuários. Pelo seu impacto na produção social das categorias de tempo, espaço e identidade. Pela expansão de um modelo de negócios que entrelaça atividade algorítmica e ação humana. Pela reconfiguração dos modos sociais de produção e difusão de conhecimento. Concluo com o exame das consequências políticas dessa atividade algorítmica na produção de correntes sociais.
       
  • The 2018 Brazilian Elections and the Digital World: a case study about the
           digital game Bolsomito 2k18

    • Abstract: Abstract This article is the result of a collective study conducted by anthropology researchers who study electronic games from the Center for Studies of Modernity (NEMO), INCT / InEAC / UFF. It is an analysis of a game produced during the 2018 election campaign entitled “Bolsomito 2k18”. The fieldwork began shortly after the game's release, just before the first round of voting, and lasted until the forty-fifth day of the new Jair Bolsonaro government. The article is presented in three parts: in the first, we present a dense description of the game2; in the second part we raise considerations about the Spiritual Warfare and Seven Mountains doctrines preached by the pastor and now minister, Damares Alves.3 In the third part we discuss the ethnography and proposals of the plan for attaining power found in the Seven Mountain power plan, according to the theory of justification and cités, developed by Boltanski and Thévenot (1991).Resumo O presente artigo é resultado de um trabalho coletivo realizado pelo grupo de pesquisadores de Antropologia do NEMO (Núcleo de Estudos da Modernidade), INCT/InEAC/UFF que investiga jogos eletrônicos4. Trata-se de uma análise do jogo produzido durante a campanha eleitoral de 2018, intitulado, Bolsomito 2k18. O trabalho de campo foi iniciado logo após o lançamento do jogo, pouco antes do primeiro turno e durou até o quadragésimo quinto dia de governo do novo presidente eleito, Jair Bolsonaro. O artigo será desenvolvido em três partes: na primeira, apresentaremos uma descrição densa do jogo; na segunda parte, levantaremos algumas considerações que dizem respeito às doutrinas da Batalha Espiritual e dos Sete Montes da qual a atual Ministra Damares Alves é pastora; na terceira parte propomos uma discussão entre a etnografia e as propostas do plano de poder dos sete montes, a partir da teoria da justificação e das cités, desenvolvidas por Boltanski e Thévenot (1991).
       
  • Patrimonial Citizenship

    • Abstract: Abstract In this article, I present the concept of ‘patrimonial citizenship’- based on my trajectory as an anthropologist working in the field of cultural heritage, articulating a conceptual repertoire with the field experiences, accumulated in my academic research well as the production of technical reports required by authorities managing patrimonial policies. I revisit James Holston’s notion of insurgent citizenship and dialogue with anthropological approaches to cultural management. The notion of patrimonial citizenship is inspired by the concepts of insurgency and agency. In my analysis, the myth of the nation and its operability in affirming the hegemony of national culture are thought through the lens of cultural patrimony. I associate this with the idea of social action, or praxis, in which the adhesion or the resistance to and the negation of totalizing patrimonial policies frames the action of social and ethnic collectives modulated between the myth and anti-myth of the nation.Resumo Apresento nesse artigo o conceito de cidadania patrimonial tendo em vista a minha trajetória antropológica no campo do patrimônio cultural convergindo o repertório conceitual com o acúmulo de experiências de campo relacionadas às pesquisas acadêmicas, assim como na produção de relatórios técnicos demandados da gestão de políticas patrimoniais. Resgato a noção de cidadania insurgente de James Holston e dialogo com autores antropológicos e de gestão cultural. Com inspiração nos conceitos de insurgência e agência para construir a noção de cidadania patrimonial. Na análise, o mito da nação e sua operacionalidade na afirmação da hegemonia da cultura nacional são pensados por via do tema do patrimônio cultural, mas associado com ideia da ação/práxis social em que a adesão ou resistência/negação às políticas patrimoniais totalizadoras da nação configuram ações dos coletivos sociais e étnicos moduladas entre o mito ao anti-mito da nação.
       
  • Technique, power, transformation: views from Brazilian anthropology

    • Abstract: Abstract The article presents contemporary approaches to the anthropology of technique, its theoretical-methodological specificities and the form in which it is expressed in Brazil today, exemplified through the set of ethnographies making up this dossier. Exploring different types of transformations, these articles raise questions concerning the relationship between technique and power, involving environments and territories, plants and animals, objects and skills. In seeking to overcome the limitations of the nature/culture dichotomy and its derivatives, technique-based approaches have turned to ethnographically grounded solutions that move beyond discourse and avoid the collapse into other ethnocentrisms, expressed in a total symmetrisation or in the mere projection of human properties to non-humans.Resumo Este texto apresenta as perspectivas contemporâneas da antropologia da técnica, suas especificidades teórico-metodológicas e a forma como ela se expressa no Brasil atualmente, através do conjunto de etnografias que compõem este dossiê. Abordando diferentes tipos de transformações, estes artigos evocam questões sobre a relação entre técnica e poder, tratando sobre ambientes e territórios, plantas e animais, objetos e habilidades. Defende-se que, ao tratar de superar as limitações da dicotomia natureza e cultura e seus derivados, as abordagens da técnica buscam soluções etnograficamente fundamentadas, que vão além do discurso e que evitam recair em outros etnocentrismos, expressos numa simetrização total ou na mera projeção de propriedades humanas aos não humanos.
       
  • Fish news: perceptual skills, technique and distributed cognition in
           mullet fishing

    • Abstract: Abstract This paper presents an investigation about perception of the environment, technique and distributed cognition, with fishermen and schools of mullets, on beaches in southern Brazil. We discuss the relationship of audiovisual research techniques with the techniques of the body and operational sequences involved in the lookout for schools of mullets, paddling of non-motorized canoes and net casting, revealing knowledge embedded in these practices. The examination of the exchange of pictures and videos of fish among fishermen on their smartphones reveals a distributed cognition system that includes radio communication and other traditional ways of obtaining and confirming “fish news”. This is a collective form of monitoring the ways that fish appear on the coast. The objective of the study is to understand the use of “new technologies” without disassociating them from the technicity of collective practices and knowledge systems of artisanal fishing.Resumo Apresenta-se uma investigação sobre percepção, técnica, e cognição distribuída envolvendo coletivos de pescadores e peixes durante temporadas de pesca da tainha, no litoral de Santa Catarina, sul do Brasil. Discute-se o engajamento das técnicas de pesquisa, envolvendo a produção de imagens e sons, com as técnicas corporais e cadeias operatórias das práticas de vigia de cardumes, navegação de canoas não motorizadas e arrasto de rede no cerco dos peixes, para revelação dos conhecimentos implicados nesta modalidade de pesca. Aborda-se as trocas, entre os pescadores, de imagens feitas com smartphones da presença dos cardumes no mar, revelando um sistema de cognição distribuída envolvendo comunicação por rádio e outras formas tradicionais de obter e confirmar “notícias de peixe”, um monitoramento coletivo dos modos dos cardumes “se mostrarem” na paisagem costeira. Propõe-se entender o uso de “novas tecnologias” sem dissociá-las da tecnicidade de práticas coletivas e sistemas de conhecimento da pesca artesanal.
       
  • The tree that responds: taming the rubber tree

    • Abstract: Abstract The starting point of this article is the assertion, common among tappers (or seringueiros) in plantations in the interior of São Paulo, that it is necessary to tame rubber trees (Hevea brasiliensis) at the beginning of each harvest. They use this phrase to indicate the need to accustom the trees, from the first cuts, to establish an optimal flow of latex. The process of taming the tree is also discussed here based on historical ethnographic materials regarding relationships established with rubber trees in the last decades of the nineteenth and early twentieth centuries, both in the Amazon and in the nascent plantations in Southeast Asia. British naturalists from different colonies came to dispute who “discovered” the fact that the rubber tree possesses a mechanism that they called the “wound response”. Based on this diversity of references to the modes of relationship with the peculiar characteristics of the rubber tree, I seek to elucidate, by viewing the genesis articulated between technical and vital rhythms, what it means to affirm that a tree responds or is tamed.Resumo Este artigo tem como ponto de partida a afirmação, comum entre sangradores (ou seringueiros) em plantações no interior de São Paulo, de que é preciso amansar as seringueiras (Hevea brasiliensis) no início de cada safra. Com isso eles indicam a necessidade de acostuma-las, nos primeiros cortes, para que estabeleçam um fluxo ótimo de látex. O processo de amansar a árvore será aqui discutido também a partir de materiais etnográficos históricos a respeito de relações estabelecidas com as seringueiras nas últimas décadas do século XIX e início do XX, tanto na Amazônia quanto nas nascentes plantações no sudeste asiático. Naturalistas britânicos de diferentes colônias chegaram a disputar quem teria “descoberto” o fato de a seringueira possuir um mecanismo por eles chamado de “resposta à ferida”. A partir desta diversidade de referências aos modos de relação com características peculiares da seringueira, busca-se entender, com um olhar para a gênese articulada entre ritmos técnicos e vitais, o que significa dizer que uma árvore responde ou é amansada.
       
  • Manioc-stem transects: vital flows, technical processes and
           transformations

    • Abstract: Abstract This article studies human-plant relations as technical phenomena in the context of the pluriethnic communities of the border between Brazil and Guyana. It proposes that we consider a technogenesis of the social at the intersection of technical processes and vital flows of manioc stems - the overground part of the plant that produces manioc (Manihot esculenta). Its starting point is a Wapichana agriculturalist’s collection of stem segments. The onomastics of this set provides an idea of the diversity of these plants in the region. However, the article argues that, rather than being referents in a closed classificatory system, names are histories, indexes of ways of knowing and processes of individuation of people and varieties. By emphasising processes of stem manipulation, the article discusses some of the methodological challenges of the ethnography of technique and reflects on contemporary social transformations in dialogue with Indigenous analyses.Resumo O artigo aborda as relações humano-planta como fenômeno técnico no contexto de comunidades pluriétnicas que vivem na região entre o Brasil e a Guiana. Propõe considerar uma tecnogênese do social na interseção entre processos técnicos e fluxos vitais de manivas - a parte aérea da planta que produz a mandioca (Manihot esculenta). O ponto de partida é a coleção de hastes de uma agricultora wapichana. A onomástica desse conjunto oferece uma ideia acerca da diversidade destas plantas nessa região. Contudo, o argumento é que os nomes, menos que referentes de um sistema classificatório fechado, são histórias, índices de modos de conhecer e de processos de individuação de pessoas e variedades. Ao enfatizar os processos de manipulação de manivas discute alguns desafios metodológicos da etnografia da técnica e reflete sobre as transformações sociais contemporâneas em diálogo com análises indígenas.
       
  • On the way: Technique, movement and rhythm in the training of guide dogs

    • Abstract: Abstract In the article I present an ethnographic reflection on the process of guide dogs generation, an animal assistive technology developed to facilitate the mobility of the visually impaired person. Focusing especially on the training phase, I try to understand the trajectory of transformations, the unfolding of events and the changes of movement that make certain dogs able to "graduate" as guides. Following a Maussian perspective, the guiding technique is understood here as the result of a certain relationship between movements and things, encompassing tools, human and canine bodies and their displacements in different environments.Resumo No artigo apresento uma reflexão etnográfica sobre o processo de formação de cães-guia, uma tecnologia assistiva animal desenvolvida para facilitar a mobilidade da pessoa com deficiência visual. Focando especialmente na fase de treinamento, procuro compreender a trajetória das transformações, o desenrolar dos eventos e as mudanças de movimento que vão tornando certos cães aptos a se “graduarem” como guias. Seguindo uma perspectiva maussiana, a técnica de guiar é aqui entendida como resultado de uma certa relação entre movimentos e coisas, abarcando ferramentas, corpos humanos e caninos e seus deslocamentos em diferentes ambientes.
       
  • When the Animal is the Therapist: Interspecies Practices in Human Care

    • Abstract: Abstract The present article deals with the technical dimensions of zootherapy, focusing on the practices developed in this field in order to prepare the animal and the abilities already present in the animals themselves. Employing ethnographically-grounded data and focusing on the interactions between beings and the effects of these interactions, as observed and reported, we will discuss the works of Georges Haudricourt and Carole Ferret. We will then look at the potential and limits of the models presented by these two researchers, broadening the debate with the help of anthropology, by looking at the agency of the non-human beings involved in these practices (practices which seek to control many different processes). Finally, we will demonstrate that while zootherapy presents something of an enigma from the point of view of communications theory, it involves and highlights a series of actions that are socially learned by both humans and animals. In conclusion, we will consider some of the effects that this process has on humans.Resumo A partir da construção do processo terapêutico conduzido através da Zooterapia o artigo trata da dimensão técnica desta prática objetivando as ações que são desenvolvidas para preparar o animal assim como as habilidades presentes nos animais. Contando com um conjunto de dados etnograficamente fundamentados e centrados na prática a respeito da interação entre os seres e dos efeitos observados e relatados, serão trazidas à discussão duas proposições a respeito da técnica, o trabalho de André Georges Haudricourt e a abordagem de Carole Ferret. Em seguida, trata se dos potenciais e limites dos modelos expostos ampliando esse debate com a ajuda de proposições em antropologia que consideram a agência de não humanos nas práticas que tentam controlar os mais diversos processos. Por fim, apoiando se nas considerações anteriores, indica se que embora a zooterapia apresente algo enigmático do ponto de vista comunicacional, ela deixa aparecer uma série de ações socialmente aprendidas tanto pelo homem quanto pelos animais e algumas considerações a respeito dos efeitos que a técnica provoca no homem, são levantadas.
       
  • “It’s no longer the same job”: robotization among
           breeders and dairy cows

    • Abstract: Abstract In agriculture, mechanization and robotization are two terms that are generally associated with processes characteristic of a “Green Revolution”: industrialization, cost reduction and “rationalization”, increased output and modernization. In this article, I reflect on the relations implied in this evolutionary-style narrative through an ethnography of cattle breeders and dairy cows in Haute-Savoie, France. I will show that the technical transformation engendered by the implementation of a milking robot is, first and foremost, a reconfiguration of the relationships between humans and cows. I will analyse the effects of the milking robot for both humans and cows through the notion of ‘technical objects’ and their associated environment, which configure a transformation in the technical system linked to the process of domestication. I show that modifications in the rhythm, gestures and interactions with the animals also redefine how cows are made to produce milk, and that, furthermore, this does not necessarily constitute a virtualization, an objectification or distancing in relation to the animals. In brief, it lacks many of the defining features of ‘industrialization’.Resumo Na agricultura, mecanização e robotização são dois termos geralmente associados a processos usados para caracterizar a “revolução verde”; industrialização, redução dos custos e “racionalização”, aumento da produção e modernização. Neste artigo, proponho uma reflexão, a partir de uma etnografia realizada junto a criadores de vacas leiteiras na França (Haute-Savoie), sobre as relações apontadas nessa narrativa de cunho evolucionista. A partir da transformação técnica constituida pela implantação de um robô de ordenha, tentarei mostrar que se trata, antes de tudo, de uma reconfiguração relacional entre homem/ vacas. Analisarei as praticas que são implicadas pelo robô de ordenha, tanto para os homens quanto as vacas, a partir de noção de objetos técnicos e meio associado. Configurando assim uma transformação do sistema técnico ligado ao processo de domesticação. Meu objetivo é demonstrar que, a partir de modificações nos ritmos, nos gestos e na interação com os animais, existe uma redefinição da maneira de fazer as vacas produzirem leite, e que isso não configura necessariamente uma virtualização, uma objetificação ou um distanciamento em relação aos animais, ou seja, uma industrialização.
       
  • Fences in the borderland: technique, landscape and the architectures of
           domestication in the Brazilian-Uruguayan Pampa

    • Abstract: Abstract Recent perspectives on domestication have emphasized the importance of technical objects and other environmental elements as mediators of the relations between humans, animals and the many landscapes they inhabit. Using the concept of “architecture of domestication”, proposed by Anderson and others (2017), this article investigates the role of alambrados (wire and wooden fences) in the context of animal husbandry in the Brazilian-Uruguayan Pampa, the technical processes involved in their construction, as well as the new configurations and uses for these structures that have emerged along with the biological invasion of European wild boars (Sus scrofa) in the region. I will show that the alambrados are key elements in the difference between positive direct action and negative indirect action in relation to the animals of the herd within the Pampeano system of domestication.Resumo Recentes perspectivas sobre domesticação têm enfatizado a importância dos objetos técnicos e demais elementos ambientais como mediadores das relações entre humanos, animais e as diferentes paisagens que habitam. A partir do conceito de “arquitetura da domesticação”, proposto por Anderson e colegas (2017), examino neste artigo o papel exercido pelas cercas de arame e madeira (alambrados) no contexto pecuário do Pampa brasileiro-uruguaio, os processos técnicos envolvidos em sua construção, bem como as novas configurações e usos para estas estruturas que emergem em face ao processo de invasão biológica conduzido por javalis asselvajados europeus (Sus scrofa) nesta região. Viso demonstrar, por fim, que os alambrados são peças-chave na dialética entre modos diretos positivos e indiretos negativos de relação com os animais de rebanho no sistema domesticatório pampeano.
       
  • Ceramic Production Technology among the Asurini of Xingu: Technical
           choices, transformations and enchantment

    • Abstract: Abstract Several studies in the anthropology of techniques have emphasized that beyond their material and pragmatic aspects, technologies are social constructs that produce meanings. Moreover, technical processes mediate relations between persons (human and nonhuman) and things, as a mode of transformative and symbolic action for the (re)creation of the world. In this article my intention is to present an ethnographic description of the ceramic production technology of the Asurini do Xingu to show the intertwining of the technical choices with the principles and social, aesthetic and cosmological perceptions of this people about the objects, and materials, and their transformations.Resumo Vários trabalhos de antropologia das técnicas e da tecnologia têm enfatizado que para além dos seus aspectos materiais e pragmáticos, as tecnologias são constructos sociais que produzem significados, ou ainda, que os processos técnicos mediam relações entre pessoas (humanas e não-humanas), materiais e substâncias (tangíveis e intangíveis), como um modo de ação transformativa e simbólica para a (re)criação do mundo. Neste texto minha intenção é trazer uma descrição etnográfica da tecnologia de produção cerâmica dos Asurini do Xingu a fim de mostrar o entrelaçamento das escolhas técnicas com os princípios e percepções sociais, estéticas e cosmológicas, próprios deste povo, sobre os objetos e os materiais e suas transformações.
       
  • Digital Inclusion for Indigenous People: Techniques for using computers
           and smartphones among the Pataxó of Aldeia Velha (Bahia, Brazil)

    • Abstract: Abstract This article reflects on information and communication technology from the perspective of the Anthropology of Technique. It provides an ethnography of technical relationships and interactions that occur through the medium of computers, smartphones and software, among the Pataxó of Aldeia Velha, in the far south of the Brazilian state of Bahia. These relations both transform and are transformed by the social morphology of the group, generating new skills, mobilizing and organizing material flows and revealing new operational sequences.Resumo Através de investimentos etnográficos, este trabalho busca fazer uma reflexão sobre tecnologias da informação e comunicação sob uma ótica da Antropologia da Técnica. Os casos apresentados ilustram as relações e interações técnicas que ocorrem na Terra Indígena Pataxó Aldeia Velha, no extremo sul da Bahia - Brasil, com usos de computadores, smartphones e softwares. Tais relações e interações transformam e são transformadas pela morfologia social do grupo, gerando novas habilidades, mobilizando e organizando fluxos de materiais e promovendo cadeias operatórias inéditas.
       
  • The Sound of Technique: Gesture, rhythm and form in bobbin lacing in the
           Brazilian Northeast

    • Abstract: Abstract Knocking the bobbins is how lace-makers refer to “lacing”. It is an act that, at first sight, does not present any specific technical function, but which, on closer inspection, reveals itself as a fundamental elementary act for elaborating a good lace, since it ensures the firmness of the weave. Through an analysis of the different meanings of this category, the article discusses the relationship between, on the one hand, gesture and rhythm, and, on the other, effects and resulting forms. Each of the senses of knocking the bobbins analysed here are, in turn, tied to different levels of action, since all involve gestures, rhythms, effects and specific forms.Resumo O bater dos bilros, modo como as rendeiras se referem a “fazer renda”, envolve uma ação que à primeira vista não apresenta nenhuma função técnica específica, acaba por revelar-se um gesto elementar fundamental para a elaboração de uma boa renda, uma vez que é ele que garante a firmeza da trama. A partir da análise dos diferentes sentidos dessa categoria o artigo visa discutir a relação entre gesto e ritmo, por um lado, e efeitos e formas resultantes, por outro. Cada um dos sentidos do bater bilros analisados vincula-se, por sua vez, a diferentes níveis de ação, sendo que cada qual envolve gestos, ritmos, efeitos e formas específicas.
       
  • Unproductive Participation and Protection Against Germs:
           Technical-Ritualistic Practices in Heart Surgery

    • Abstract: Abstract There is a debate in the social sciences about the character of the effectiveness of techniques and performances in the surgical field. The literature is divided into different postures, which highlight the ritualistic aspects of techniques and procedures (Katz, 1981; Rawlings, 1989; Hirschauer, 1991) or emphasize their pragmatic efficacy and the purely antiseptic character of sterilization procedures (Collins, 1994). During ethnographic research conducted in the field of cardiac technology production, I observed that these spheres are, in fact, intertwined. Additionally, I believe that it is necessary to consider that the formation of the surgical field (a procedure that will be explored in the following article), as well as the employment of other hygienic procedures are not simply rituals to keep microorganisms away, but are also part of the conditioning of the “surgeon's body”. Surgeries are risky procedures that require the development of techniques in order to avoid contamination with both microscopic agents and unproductive involvement. The threat of unwanted involvement implies the development of skills that allow for “good participation”. In my ethnographic research, in contrast to the surgeries performed on humans in the operating rooms, the procedures performed on animals show that the process of “depersonalization” (that is, the subject's erasure through the construction of the surgical field) in experimental surgery has the effect of naturalizing non-human animals, instituting them as substitutes for humans. This requires a delicate game of approximation and distancing on the part of the surgeon and the medical team. In general, my aim here is to describe and analyze the technical-ritualistic aspects that are part of cardiac interventions and which underlie the establishment of the surgical field, seeking to dilute the dichotomy established in the social sciences between a technical-functional pole and a ritual-symbolic one.Resumo Há nas ciências sociais um debate sobre as técnicas e atuações no campo cirúrgico, a respeito do caráter de sua eficácia. A literatura é dividida em diferentes posturas que, em contraste, destacam o aspecto ritualístico das técnicas e procedimentos (Katz, 1981; Rawlings, 1989; Hirschauer, 1991) ou a ênfase na eficácia pragmática, no caráter puramente antisséptico dos procedimentos de esterilização (Collins, 1994). Na pesquisa etnográfica realizada no âmbito da produção de tecnologias cardíacas observei que essas esferas estão entrelaçadas. Além disso, é necessário considerar que a formação do campo, procedimento que será explorado aqui, bem como os demais procedimentos de higiene não são apenas rituais para manter afastados os micro-organismos, mas também fazem parte do condicionamento do “corpo do cirurgião”. Cirurgias são procedimentos arriscados, que demandam o desenvolvimento de técnicas para evitar a contaminação por agentes microscópicos, mas também de envolvimento improdutivo. A ameaça de envolvimento indesejado, demasiado, fora de medida, prenuncia o desenvolvimento de habilidades que permitem instituir uma “boa participação”. A etnografia também permitiu iluminar, que em contraste com as cirurgias performadas em humanos nos centros cirúrgicos, os procedimentos em animais realizados no âmbito dos testes in vivo evidenciam que o processo de “despersonalização”, ou seja, o apagamento do sujeito por meio do campo cirúrgico, na cirurgia experimental tem o efeito de naturalizar os animais não-humanos, instituindo-os como substitutos dos humanos, o que demanda um jogo de aproximação e manutenção da diferença. Em linhas gerais, o intuito é descrever e analisar os aspectos técnicos-ritualísticos que compõem as intervenções cardiológicas e fundamentam a instituição do campo cirúrgico, buscando diluir a dicotomia instituída nas ciências sociais entre um polo técnico-funcional e outro ritual-simbólico.
       
  • The Amazonian Cowboy's Ties

    • Abstract: Abstract There is a debate in the social sciences about the character of the effectiveness of techniques and performances in the surgical field. The literature is divided into different postures, which highlight the ritualistic aspects of techniques and procedures (Katz, 1981; Rawlings, 1989; Hirschauer, 1991) or emphasize their pragmatic efficacy and the purely antiseptic character of sterilization procedures (Collins, 1994). During ethnographic research conducted in the field of cardiac technology production, I observed that these spheres are, in fact, intertwined. Additionally, I believe that it is necessary to consider that the formation of the surgical field (a procedure that will be explored in the following article), as well as the employment of other hygienic procedures are not simply rituals to keep microorganisms away, but are also part of the conditioning of the “surgeon's body”. Surgeries are risky procedures that require the development of techniques in order to avoid contamination with both microscopic agents and unproductive involvement. The threat of unwanted involvement implies the development of skills that allow for “good participation”. In my ethnographic research, in contrast to the surgeries performed on humans in the operating rooms, the procedures performed on animals show that the process of “depersonalization” (that is, the subject's erasure through the construction of the surgical field) in experimental surgery has the effect of naturalizing non-human animals, instituting them as substitutes for humans. This requires a delicate game of approximation and distancing on the part of the surgeon and the medical team. In general, my aim here is to describe and analyze the technical-ritualistic aspects that are part of cardiac interventions and which underlie the establishment of the surgical field, seeking to dilute the dichotomy established in the social sciences between a technical-functional pole and a ritual-symbolic one.Resumo Há nas ciências sociais um debate sobre as técnicas e atuações no campo cirúrgico, a respeito do caráter de sua eficácia. A literatura é dividida em diferentes posturas que, em contraste, destacam o aspecto ritualístico das técnicas e procedimentos (Katz, 1981; Rawlings, 1989; Hirschauer, 1991) ou a ênfase na eficácia pragmática, no caráter puramente antisséptico dos procedimentos de esterilização (Collins, 1994). Na pesquisa etnográfica realizada no âmbito da produção de tecnologias cardíacas observei que essas esferas estão entrelaçadas. Além disso, é necessário considerar que a formação do campo, procedimento que será explorado aqui, bem como os demais procedimentos de higiene não são apenas rituais para manter afastados os micro-organismos, mas também fazem parte do condicionamento do “corpo do cirurgião”. Cirurgias são procedimentos arriscados, que demandam o desenvolvimento de técnicas para evitar a contaminação por agentes microscópicos, mas também de envolvimento improdutivo. A ameaça de envolvimento indesejado, demasiado, fora de medida, prenuncia o desenvolvimento de habilidades que permitem instituir uma “boa participação”. A etnografia também permitiu iluminar, que em contraste com as cirurgias performadas em humanos nos centros cirúrgicos, os procedimentos em animais realizados no âmbito dos testes in vivo evidenciam que o processo de “despersonalização”, ou seja, o apagamento do sujeito por meio do campo cirúrgico, na cirurgia experimental tem o efeito de naturalizar os animais não-humanos, instituindo-os como substitutos dos humanos, o que demanda um jogo de aproximação e manutenção da diferença. Em linhas gerais, o intuito é descrever e analisar os aspectos técnicos-ritualísticos que compõem as intervenções cardiológicas e fundamentam a instituição do campo cirúrgico, buscando diluir a dicotomia instituída nas ciências sociais entre um polo técnico-funcional e outro ritual-simbólico.
       
  • Presentation

    • Abstract: Abstract There is a debate in the social sciences about the character of the effectiveness of techniques and performances in the surgical field. The literature is divided into different postures, which highlight the ritualistic aspects of techniques and procedures (Katz, 1981; Rawlings, 1989; Hirschauer, 1991) or emphasize their pragmatic efficacy and the purely antiseptic character of sterilization procedures (Collins, 1994). During ethnographic research conducted in the field of cardiac technology production, I observed that these spheres are, in fact, intertwined. Additionally, I believe that it is necessary to consider that the formation of the surgical field (a procedure that will be explored in the following article), as well as the employment of other hygienic procedures are not simply rituals to keep microorganisms away, but are also part of the conditioning of the “surgeon's body”. Surgeries are risky procedures that require the development of techniques in order to avoid contamination with both microscopic agents and unproductive involvement. The threat of unwanted involvement implies the development of skills that allow for “good participation”. In my ethnographic research, in contrast to the surgeries performed on humans in the operating rooms, the procedures performed on animals show that the process of “depersonalization” (that is, the subject's erasure through the construction of the surgical field) in experimental surgery has the effect of naturalizing non-human animals, instituting them as substitutes for humans. This requires a delicate game of approximation and distancing on the part of the surgeon and the medical team. In general, my aim here is to describe and analyze the technical-ritualistic aspects that are part of cardiac interventions and which underlie the establishment of the surgical field, seeking to dilute the dichotomy established in the social sciences between a technical-functional pole and a ritual-symbolic one.Resumo Há nas ciências sociais um debate sobre as técnicas e atuações no campo cirúrgico, a respeito do caráter de sua eficácia. A literatura é dividida em diferentes posturas que, em contraste, destacam o aspecto ritualístico das técnicas e procedimentos (Katz, 1981; Rawlings, 1989; Hirschauer, 1991) ou a ênfase na eficácia pragmática, no caráter puramente antisséptico dos procedimentos de esterilização (Collins, 1994). Na pesquisa etnográfica realizada no âmbito da produção de tecnologias cardíacas observei que essas esferas estão entrelaçadas. Além disso, é necessário considerar que a formação do campo, procedimento que será explorado aqui, bem como os demais procedimentos de higiene não são apenas rituais para manter afastados os micro-organismos, mas também fazem parte do condicionamento do “corpo do cirurgião”. Cirurgias são procedimentos arriscados, que demandam o desenvolvimento de técnicas para evitar a contaminação por agentes microscópicos, mas também de envolvimento improdutivo. A ameaça de envolvimento indesejado, demasiado, fora de medida, prenuncia o desenvolvimento de habilidades que permitem instituir uma “boa participação”. A etnografia também permitiu iluminar, que em contraste com as cirurgias performadas em humanos nos centros cirúrgicos, os procedimentos em animais realizados no âmbito dos testes in vivo evidenciam que o processo de “despersonalização”, ou seja, o apagamento do sujeito por meio do campo cirúrgico, na cirurgia experimental tem o efeito de naturalizar os animais não-humanos, instituindo-os como substitutos dos humanos, o que demanda um jogo de aproximação e manutenção da diferença. Em linhas gerais, o intuito é descrever e analisar os aspectos técnicos-ritualísticos que compõem as intervenções cardiológicas e fundamentam a instituição do campo cirúrgico, buscando diluir a dicotomia instituída nas ciências sociais entre um polo técnico-funcional e outro ritual-simbólico.
       
  • How will anthropology cope with the challenges of a changing world'

    • Abstract: Abstract The world has gone through many changes since the beginning of Anthropology and during the current century we will see many other changes that are impossible to predict. This article discusses what sort of theories and methodologies Anthropology will have to develop in order to understand what is going on in the world today. One of the challenges of Anthropology will be both to remain committed to rights of the groups that represent cultural diversity and to the theoretical task of offering interpretations of the social phenomena with which the world is faced.Resumo O mundo passou por muitas mudanças desde o início da Antropologia e durante o século atual veremos várias outras mudanças impossíveis de serem previstas. Este artigo discute que tipo de teorias e metodologias a Antropologia precisa desenvolver para entender o que está acontecendo com o mundo atualmente. Um dos desafios da Antropologia será simultaneamente se manter comprometida com os direitos dos grupos que representam a diversidade cultural e com a tarefa intelectual de oferecer interpretações dos fenômenos sociais com o qual o mundo se depara.
       
  • Latin American anthropology in the face of the violence of incomprehension

    • Abstract: Resumen Cuando nuevos autoritarismos con claros rasgos fascistas ascienden, la antropología asume nuevos desafíos: reponer las heterogeneidades constitutivas, sus historias peculiares, sus puntos de vista y sus entramados relacionales. No se trata sólo de las alteridades radicales. También son las alteridades vividas e impensadas del día a día, donde la territorialidad, la etnicidad, la racialidad, el género y la clase operan de modos multidimensionales. Necesitamos una antropología desde y del sur con la potencialidad de comprender sociedades con perspectivas múltiples y que contribuya a deshacer suturas hegemónicas. Esos senderos indican la necesidad de la etnografía, del descentramiento y, en fin, de la propia antropología para una democracia radical.Resumo Quando crescem novos autoritarismos com claras características fascistas, a antropologia assume novos desafios: repor as heterogeneidades constitutivas, suas histórias peculiares, seus pontos de vista e suas tramas relacionais. Não se trata apenas de alteridades radicais. São também as alteridades vividas e impensadas da vida cotidiana, onde territorialidade, etnia, racialidade, gênero e classe operam de maneiras multidimensionais. Precisamos de uma antropologia a partir do sul e para o sul com o potencial de entender sociedades com múltiplas perspectivas e que contribuam para desfazer suturas hegemônicas. Esses caminhos indicam a necessidade da etnografia, do descentramento e, finalmente, da própria antropologia para uma democracia radical.Abstract When new authoritarianisms grow with clear fascist characteristics, anthropology assumes new challenges: restore the constitutive heterogeneities, their singular histories, their points of view and relational webs. It is not only a question of radical alterities, but also of the lived and unthought alterities of everyday life, in which territoriality, ethnicity, raciality, gender and class operate in multidimensional forms. We need an anthropology produced from the South and for the South with the potential to understand societies from multiple perspectives that help unravel hegemonic sutures. These paths indicate the need for ethnography, decentring and, finally, anthropology itself for a radical democracy.
       
  • Brazilian Anthropology in times of intolerance: The challenges of
           confronting neoconservatism

    • Abstract: Abstract The present article analyzes the challenges Brazilian anthropology faces in the current political context, marked by setbacks, intolerance, repression, and censorship relative to previously achieved democratic advances. Here, we reflect upon different dynamics in the field of anthropology in diverse political conjunctures in Brazil over the last five decades. The first section of the article analyzes the historical context in which Brazilian anthropology became institutionalized, during the military dictatorship. We then highlight the social engagement of anthropologists in the struggle for human rights during the re-democratization of Brazil in the 1980s and anthropologists’ participation (together with the groups they study) in the gradual implementation of “identity policies”. The second section evaluates the impact of these changes in the field of anthropology and the dilemmas experienced by anthropologists in the new context of political confrontation. The concluding section analyzes and interprets the neoconservative movement and the strategies and challenges anthropology faces in contemporary Brazil.Resumo Este artigo se propõe analisar os desafios da antropologia brasileira diante do contexto político atual, marcado pelo retrocesso, intolerância, repressão e censura diante de avanços democráticos anteriormente conquistados. Para isso reflete sobre diferentes dinâmicas no campo da antropologia, em diferentes conjunturas políticas no Brasil, nas últimas cinco décadas. Na primeira parte, empreende uma análise do contexto histórico em que a antropologia brasileira se institucionaliza em plena época da ditadura militar. Em seguida destaca o engajamento social de antropólogo(a)s na luta pelos Direitos Humanos, no momento de redemocratização do país, na década de 1980, e a implantação gradativa das “políticas de identidades” com a participação de antropólogo(a)s junto aos grupos que estudam. Na segunda parte, busca avaliar o impacto dessas mudanças no campo da antropologia e os dilemas vividos pelos antropólogo(a)s no novo contexto de enfrentamento político. A última parte analisa e interpreta a movimentação neoconservadora e as estratégias e desafios para antropologia no Brasil contemporâneo.
       
  • Hunting paths in the Amazon: technics and ontogenesis among the
           Panará

    • Abstract: Abstract This paper presents a description of hunting and an analysis of its technical relations among the Panará, an indigenous group which inhabits southern Amazonia. The paper is focused around two genetic processes of hunting: the individuation of the hunter and the constitution of a hunting territory. In this sense, it approaches the constitution of the hunter as person in relation with his weaponry, a technical object that is the mediator between the hunter’s action and the prey; afterwards, it approaches the forms of environment that emerges from the movement across the forest and through the production of hunting paths where the prey is encountered. The analysis of these aspects allows us to get insight of the hunting activity from the point of view of its actions, materials and interactions with the environment, from the analysis of technical elements which are socially relevant and construct important modes of relation between Panará and their territory.Resumo Este trabalho apresenta uma descrição da caça e uma análise das relações técnicas entre os Panará, grupo indígena que vive na Amazônia meridional. O texto tem como foco dois processos genéticos da caça: a individuação do caçador e a constituição de um território de caça. Nesse sentido, aborda a constituição da pessoa do caçador em relação à sua arma, um objeto técnico que é o mediador entre a ação do caçador e a presa; na sequência, aborda as formas do ambiente que emergem do movimento pela floresta e através da produção dos caminhos de caça onde a presa é encontrada. A análise desses aspectos nos permite adentrar a atividade da caça do ponto de vista das suas ações, materiais e interações com o ambiente, a partir da análise dos elementos técnicos que são socialmente relevantes e que constituem modos de relação importantes entre os Panará e seu território.
       
  • Fire normativities: environmental conservation and quilombola forms of
           life in the Brazilian savanna

    • Abstract: Abstract The article seeks to shift away from the centrality attributed to the idea of ‘control’ in the debate on participatory fire management. To do so, it addresses three modes of existence of the phenomenon in the Brazilian savannah - queimada (burned place), fogos gerais (fire that spreads or general fires) and fogo fora do tempo (fire out of time) - aiming to explore the perceptual disparities between wanted and unwanted fires with quilombolas and environmental managers in the Jalapão region (Tocantins, Brazil). This problem is discussed in light of the concept of normativity formulated by the epistemologist George Canguilhem in dialogue with the anthropology of techniques. The goal is to contribute to a research agenda in which the distinction between ‘good fire’ and ‘bad fire’ is thematized in specific ethnographic contexts rather than from pre-given normative criteria. I conclude by arguing that the current fire management policies concern not only the legal protocol of fire authorization, but also the modulation of technical and vital processes.Resumo O artigo busca deslocar a centralidade dispensada à ideia de “controle” no debate sobre manejos participativos do fogo. Para isso, aborda três modos de existência do fenômeno na savana brasileira - queimada, fogo que abre e fogo fora de tempo -, visando explorar as disparidades perceptivas entre os fogos desejados e indesejados junto a quilombolas e gestores ambientais na região do Jalapão (TO). Este problema é discutido à luz do conceito de normatividade, formulado pelo epistemólogo George Canguilhem e em diálogo com a antropologia das técnicas. O objetivo é contribuir para uma agenda de pesquisa na qual a distinção entre “fogo bom” e “fogo ruim” seja tematizada em contextos etnográficos específicos e não a partir de critérios normativos dados de antemão. Finalizo argumentando que as atuais políticas de manejo do fogo não incidem apenas no registro jurídico de autorização de queima, mas sobretudo na modulação de processos técnicos e processos vitais.
       
  • Household ecology, environments and technical processes among the
           Potiguara of Jaraguá village (Paraíba, Brazil)

    • Abstract: Abstract This article focuses on the technical activities carried out by members of Potiguara households within the diverse environments that constitute the territory inhabited by these indigenous people. Such activities are the result of choices and strategies organized to meet the needs of these households (family groups of at least three generations), properly conforming a household ecology. The technical processes that result from this ecology are centred on individual and collective experiences in mangroves, floodplains and the patchy remnants of the Atlantic Forest, as well as in urban contexts, enabling the development of diversified skills and the acquisition of knowledge about techniques and materials. In this way, the Potiguara at present engage in fishing, agricultural, grazing and extractive activities, building on a local traditional knowledge that allows them to effectively associate materials of diverse origins, both those found locally and those of industrial provenance.Resumo O presente artigo focaliza as atividades técnicas desenvolvidas por membros de grupos domésticos potiguara no interior de ambientes diversificados, sendo estes partes constitutivas do território habitado por estes indígenas. Tais atividades são o resultado de escolhas e estratégias organizadas para atender às necessidades desses grupos domésticos (grupos familiares de pelo menos três gerações), conformando propriamente uma ecologia doméstica. Os processos técnicos que resultam dessa ecologia estão centrados nas experiências individuais e coletivas em manguezais, várzeas e resquícios de Mata Atlântica, bem como em contextos urbanos, permitindo o desenvolvimento de habilidades e a aquisição de saberes sobre técnicas e materiais bastante diversificados. Desta forma, hoje os Potiguara desenvolvem atividades pesqueiras, agrícolas, de pastoreio e extrativistas, a partir do aprimoramento de um conhecimento tradicional local que lhes permite associar de modo eficaz materiais de origens diversas, isto é, os encontráveis localmente e aqueles de procedência industrial.
       
  • Thinking About (and with) Maps: A Reflection on Artistic-Activist
           Interventions in Contemporary Metropolises

    • Abstract: Abstract Hegemonic maps that are guided by political, cultural, and economic interests, name and create visibility schemes that establish representations of goods and natural resources while simultaneously fixing and making invisible the social and spatial dynamics that characterize mapped regions and populations as unique. Many associations and artistic-activist collectives are concerned about this situation and its effects and have started to use open source software in order make visible a set of political issues that are hidden by “official” maps, geared towards control. With regard to this symbolic confrontation, the present article's main objective is to systematically reflect upon political and associative arrangements related to the contemporary dissemination of technological resources aimed at cartographic practices.Resumo Orientados por interesses políticos, culturais e econômicos específicos, os mapas hegemônicos nomeiam e, com isso, produzem regimes de visibilidade que fixam representações sobre bens e recursos da terra, ao mesmo tempo em que congelam e invisibilizam as dinâmicas sociais e espaciais que caracterizam as regiões e populações cartografadas. Atentas a essa realidade e aos seus efeitos de poder, distintas associações e coletivos artístico-ativistas têm feito uso de tecnologias digitais e certificados de direitos intelectuais de código aberto com a finalidade de atribuírem visibilidade a uma série de processos políticos, os quais tendem a ser ocultados pelos mapeamentos "oficiais" e de controle. Tendo como referência esses enfrentamentos simbólicos, a proposta deste artigo será refletir, de forma detida e sistemática, a respeito dos desdobramentos políticos e associativos relacionados à disseminação contemporânea do acesso a uma diversidade de recursos técnicos voltados à prática do mapeamento.
       
  • Political agency of indigenous peoples: the Guarani-Kaiowa’s fight for
           survival and recognition

    • Abstract: Abstract The article examines the survival strategies and political reactions of indigenous groups in areas of agricultural frontiers that are strongly influenced by cultural symbols, family bonds and land-based responses. It is discussed the unique socio-spatial trajectory of indigenous peoples and, in addition, a typology of the indigenous space is proposed. The analysis is focused on the emblematic example of how frontier making was experienced by the Guarani-Kaiowa of South America. The wisdom and resistance of Guarani-Kaiowa groups derive from the simultaneous ethnicisation of space and spatialisation of culture. They have shown latent geographical agency shaped by religious practices, strong family ties and the ability to internally negotiate the return to their original areas. There are many lessons to be learned, in particular the talent to absorb the increasing and dissimulated brutality of frontier making and, at the same time, voice their political demands, form solid strategic alliances and coordinate land-recovery initiatives.Resumo O artigo examina as estratégias de sobrevivência e reações políticas de grupos indígenas em áreas de fronteiras agrícolas, que são fortemente influenciadas por símbolos culturais, vínculos familiares e respostas vinculadas ao apego pela terra. Discute-se a especificidade da trajetória sócio-espacial dos povos indígenas e, além disso, propõe-se uma tipologia do espaço indígena. A análise é dedicada especialmente ao exemplo emblemático da fronteira vivida pelos Guarani-Kaiowá da América do Sul. A sabedoria e a resistência dos grupos Guarani-Kaiowá derivam da simultânea etnização do espaço e da espacialização da cultura. Essa experiência demostra uma agência geográfica moldada por práticas religiosas, fortes laços familiares e a capacidade de negociar internamente o retorno às suas áreas originais (retomadas). Há muitas lições a serem aprendidas, em particular a capacidade de absorver a brutalidade crescente e dissimulada que caracteriza o avanço da fronteira e, ao mesmo tempo, de expressar demandas políticas, formar alianças estratégicas sólidas e coordenar iniciativas de recuperação das áreas perdidas para o desenvolvimento.
       
  • Historias detrás de objetos: organizadores y vendedores en un
           circuito de eventos

    • Abstract: Resumen Este artículo sigue una línea de estudios según la cual la creación de mundos sociales es constitutiva de los modos de consumo desarrollados por las comunidades de fans. Aquí se describe un circuito de eventos que reunía a fans de la cultura pop japonesa entre los años 2009 y 2013 en la ciudad de Córdoba, Argentina, y se propone un desplazamiento hacia el estudio de procesos de construcción de sí de quienes se desempeñaban como vendedores y organizadores en tales instancias de encuentro. El enfoque presentado considera como fundamentales las reflexiones que los interlocutores de la pesquisa realizaban acerca del pasaje entre hobby y trabajo implicado en la profesionalización de sus prácticas. En este sentido, el análisis de las narrativas muestra que la profesionalización constituye un proceso continuo en el cual ciertas actividades consideradas de ocio o de tiempo libre se tornan proyectos laborales, a partir de la transformación de los vínculos de atracción y apego que unen a los fans con los objetos que producen y comercializan.Resumo Este artigo continua uma linha de estudos que afirma que a criação de mundos sociais é constitutiva dos modos de consumo desenvolvidos pelas comunidades de fãs. Aqui se descreve um circuito de eventos que reunia fãs da cultura pop japonesa entre os anos 2009 e 2013 em Córdoba, Argentina, e se propõe um deslocamento para o estudo dos processos de construção de si das pessoas que desempenhavam atividades de vendedores e organizadores nessas instâncias de encontro. O foco apresentado considera fundamentais as reflexões que os interlocutores da pesquisa faziam acerca da passagem de um hobby para um trabalho envolvida na profissionalização das suas práticas. Nesse sentido, a análise das narrativas revela que a profissionalização constitui um processo contínuo no qual certas atividades consideradas de lazer ou de tempo livre se tornam projetos laborais a partir da transformação dos vínculos de atração e apego que unem os fãs com os objetos produzidos e vendidos por eles.
       
  • Sergio Figueiredo Ferretti - in memoriam (08/11/1937 -
           23/05/2018)

    •  
  • Indigenous health in Brazil: Reflections on forms of violence

    • Abstract: Abstract This article concerns public health policies for the Indigenous peoples of Brazil, focusing on relations of violence observed by the authors during their research. We draw attention to different types of violence through an analysis that articulates fieldwork on primary health care in Indigenous Areas with observations of political negotiations concerning health issues involving Indigenous leaders and government workers. There is, on the one hand, the habitual symbolic violence that can be observed in daily interactions between health workers and Indigenous patients, and, on the other, the contradictions of an official political rhetoric that assents to Indigenous authority and then systematically dismisses it when decisions that involve public health are put into practice. The research combines different methodological strategies (intensive fieldwork, research on public policy documents, participant observation of political meetings, interview with indigenes and managers, etc.) to establish correlations between interpersonal violence and structural violence along democratic processes of public policies building in Indigenous health. From this perspective, the paper addresses the violence in health sector beyond the individuals and their intentions; it proposes that violence in health must be interpreted against the backdrop of a broader discussion on the construction of Indigenous citizenship that articulates tutelage and political participation in the politics of health practices in Brazil.Resumo Este artigo trata das políticas de saúde pública para os povos indígenas do Brasil, enfocando as relações de violência observadas pelos autores durante sua pesquisa. Chamamos a atenção para os diferentes tipos de violência através de uma análise que articula o trabalho de campo sobre atenção primária à saúde em áreas indígenas com observações de negociações políticas sobre questões de saúde envolvendo líderes indígenas e funcionários públicos. Há, por um lado, a violência simbólica que pode ser observada nas interações cotidianas entre as/os trabalhadoras/es da saúde e as/os pacientes indígenas e, por outro, as contradições de uma retórica política oficial que afirma a autoridade indígena e, em seguida, a descarta sistematicamente quando as decisões que envolvem saúde pública são colocadas em prática. A pesquisa combina diferentes estratégias metodológicas (trabalho intensivo de campo, pesquisa sobre documentos de políticas públicas, observação participante de encontros políticos, entrevista com indígenas e gestores etc.) para estabelecer correlações entre violência interpessoal e violência estrutural ao longo dos processos democráticos de construção de políticas públicas na saúde indígena. Nessa perspectiva, o artigo aborda a violência no setor saúde além dos indivíduos e suas intenções; propõe que a violência em saúde seja interpretada no contexto de uma discussão mais ampla sobre a construção da cidadania indígena que articula a tutela e a participação política nas políticas de saúde no Brasil.
       
  • Devenir sujet: les expériences des jeunes sous Contrat jeune majeur
           en France

    • Abstract: Résumé Il s’agit des résultats d’une recherche ethnographique menée entre 2015 et 2017 à propos des modes par lesquels les « jeunes majeurs » d’une association éducative parisienne se construisent en tant que sujets. Dans un contexte de contractualisation des politiques de protection françaises, je me suis intéressée aux expériences des jeunes de cette association vis-à-vis du Contrat jeune majeur (CJM), qui est une technologie de gouvernement pour faire face aux effets de la réduction de la majorité depuis 1974, ainsi qu’aux lacunes qu’elle a créées en matière de protection et d’assistance aux jeunes entre 18 et 21 ans qui sont en difficultés d’intégration sociale. L’article fait état d’un chevauchement des questions économiques sur celles d’ordre éducatif de telle sorte que les jeunes qui ont ce contrat ne sont pas ceux qui se trouvent en difficultés d’intégration, mais ceux qui ont un « projet de vie consistant ».Resumo Trata-se de resultados de uma pesquisa etnográfica empreendida entre 2015 e 2017 sobre os modos pelos quais os “jeunes majeurs” (jovens de 18 a 21 anos) de uma associação educativa parisiense se constroem enquanto sujeitos. Em um contexto de contratualização das políticas de proteção francesas, eu me concentrei nas experiências dos jovens dessa associação em relação ao Contrat jeune majeur (contrato jovem adulto), que é uma tecnologia de governo implementada para enfrentar os efeitos da redução da maioridade implementada desde 1974, como também as lacunas que essa criou em termos da proteção e da assistência aos jovens entre 18 e 21 anos que enfrentam dificuldades de integração social. O artigo problematiza a sobreposição das questões econômicas sobre aquelas de ordem educativas, de tal modo que os jovens que têm a oportunidade de assinar o contrato não são exatamente aqueles que encontram dificuldades de integração, mas sim aqueles que possuem um “projeto de vida consistente”.
       
  • ERRATUM

    • Abstract: Abstract Reflexions on the key dispositif1 adopted by Unesco’s Convention on the Safeguarding of Intangible Cultural Heritage (Article 2.3). In these Comments, I initially situate the notion of ‘safeguarding’ in the context of transformations of other preservation instruments which it dialogues and to whose semantic field it belongs. Challenges to its implementation and possibilities opened by this treaty for the protection of what has been designated as ‘folklore and traditional (and popular) culture’2 are addressed. After offering an interpretation of its textual meaning in the Convention, I seek to explore how this device is articulated to others in this Convention, and to reflect on its possible practical reach.Resumo Reflexões sobre o dispositivo-chave da Convenção da UNESCO para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Intangível (Artigo 2.3). Discutem-se desafios à sua implementação e questões práticas abordadas pelas Diretrizes Operacionais. Nestes Comentários, situo inicialmente a noção de ‘salvaguarda’ no contexto de transformações de outros instrumentos de preservação com os quais ela dialoga, e a cujo campo semântico ela pertence. Focalizo desafios à sua implementação e possibilidades abertas para a proteção do que tem sido designado ‘folclore e cultura (popular) tradicional’. Após oferecer uma interpretação do seu significado no texto comentado, procuro explorar como este dispositivo se articula com outros previstos nesta Convenção, e refletir sobre seu possível alcance prático.
       
  • Remaking everything: the clash between Bigfoot, the termites and other
           strange miasmic emanations in an old industrial design school

    • Abstract: Abstract This essay in speculative fabulation deals with the "ESDI Aberta" movement (2016-2017), in which students, alumni, professors and employees of the Superior School of Industrial Design, State University of Rio de Janeiro (ESDI/UERJ), have invested in alternative ways to live in difference, in response to the administrative and financial crisis that affects not only ESDI and UERJ, but all institutions of public education in the country. Accompanying the Esdian experiments with Donna Haraway and Tim Ingold, this essay suggests that the crisis affecting universities can be re-envisioned as an opportunity for resurgence and the collective production of spaces for living together in difference. Mobilizing notions such as correspondence and interstitial differentiation (Ingold), response-ability and sympoiesis (Haraway), it evokes the termites that occupied the campus of the school, the ex-Governor Luiz Fernando de Souza (Pezão), and other strange miasmatic emanations that have become unfastened from the buried Lagoa do Boqueirão da Ajuda.Resumo Este ensaio de fabulação especulativa aborda o movimento "ESDI Aberta" (2016-2017), no qual alunos, ex-alunos, professores e funcionários da Escola Superior de Desenho Industrial da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (ESDI/UERJ), investiram em formas alternativas de viver em diferença, em resposta à crise administrativa e financeira que afeta não só a ESDI e a UERJ, mas todas as instituições de ensino público do país. Acompanhando os experimentos esdianos com Donna Haraway e Tim Ingold, este ensaio sugere que a crise que vem afetando as universidades pode ser percebida como oportunidade para a ressurgência e a produção coletiva de espaços para o convívio em diferença. Mobilizando noções como correspondência e diferenciação intersticial (Ingold), habilidade de resposta e simpoiesis (Haraway), evoca os cupins que ocupavam o campus da escola, o ex-governador Luiz Fernando de Souza (Pezão), e outras estranhas emanações miasmáticas que se desprendem da soterrada Lagoa do Boqueirão da Ajuda.
       
  • Landscapes of memory: the first visual images of the Bororo of Central
           Brazil

    • Abstract: Abstract The opportunity of exhibiting in a Bororo village in Central Brazil the film Matto Grosso, the Great Brazilian Wilderness (1931), and translating into Portuguese this typical travelogue and widely considered to be the first documentary with synchronized sound, led the authors to analyze visual images on the Bororo society made in the first decades of the XX century. The article focuses on how visual images - films and photographs - frequently show the intentions of the author and on the other hand may enhance memories and create a particular relationship with the past and history of a people.Resumo A oportunidade de exibir o filme Matto Grosso, the Great Brazilian Wilderness (1931) numa aldeia Bororo no Brasil Central e traduzir para o português esse travelogue, considerado o primeiro documentário com som sincronizado, levou os autores a analisar imagens visuais da sociedade Bororo realizadas nas primeiras décadas do século XX. O foco do artigo é entender como as imagens visuais - filmes e fotografias - frequentemente mostram as intenções de seus autores e, por outro lado, podem ativar a memória e criar uma relação particular com o passado e a história de um povo.
       
  • ‘Safeguarding’, a key dispositif of the ICH
           convention

    • Abstract: Abstract The expression ‘safeguarding intangible cultural heritage’ was formed within the context of transformations in the instruments and strategies for protecting cultural elements usually designated ‘folklore and traditional (and popular) culture’.1 The adoption of a ‘cultural heritage approach’ to this subject was a somewhat turbulent process that drew, since the mid-twentieth century, a winding path of dialogues with, and divergences from, common sense notions and mainstream preservationist culture. Throughout this process, political and conceptual possibilities for social engineering were envisaged, some were discarded, choices were legitimized and, no less importantly, networks were formed of agents and narrators of the political and legal negotiations that eventually lead to designing UNESCO ICH Convention as officially adopted. This path will be explored in the following comments on the formation of safeguarding as a cultural heritage policy dispositive2 and significant contrasts to other instruments, in relation to which it has acquired specificity, meaning and scope.Resumo A expressão ‘salvaguarda do patrimônio cultural imaterial’ constituiu-se em meio a transformações dos instrumentos e estratégias de proteção de elementos culturais que vinham sendo denominados ‘folclore e cultura tradicional (e popular)’. A adoção de uma ‘abordagem patrimonial’ para esses temas foi um processo razoavelmente turbulento, que desenhou, desde meados do século XX, um caminho tortuoso de diálogos e divergências em relação a noções do senso comum e à cultura preservacionista dominante. Ao longo desse processo, possibilidades conceituais e políticas de ‘engenharia social’ foram vislumbradas, algumas foram descartadas, legitimaram-se escolhas e, não menos importante, formaram-se redes de agentes e narradores das negociações políticas e jurídicas que conduziriam finalmente à concepção da Convenção da Unesco do Patrimônio Cultural Intangível adotada oficialmente. Essa trilha será examinada nos comentários que seguem sobre a ‘salvaguarda’ enquanto dispositivo de políticas patrimoniais e seus contrastes com outros instrumentos em relação aos quais ganha especificidade, significado e amplitude.
       
  • The governance of safeguarding. Comments on Article 2.3 of the
           ICH Convention

    • Abstract: Abstract Reflexions on the key dispositif1 adopted by Unesco’s Convention on the Safeguarding of Intangible Cultural Heritage (Article 2.3). In these Comments, I initially situate the notion of ‘safeguarding’ in the context of transformations of other preservation instruments which it dialogues and to whose semantic field it belongs. Challenges to its implementation and possibilities opened by this treaty for the protection of what has been designated as ‘folklore and traditional (and popular) culture’2 are addressed. After offering an interpretation of its textual meaning in the Convention, I seek to explore how this device is articulated to others in this Convention, and to reflect on its possible practical reach.Resumo Reflexões sobre o dispositivo-chave da Convenção da UNESCO para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Intangível (Artigo 2.3). Discutem-se desafios à sua implementação e questões práticas abordadas pelas Diretrizes Operacionais. Nestes Comentários, situo inicialmente a noção de ‘salvaguarda’ no contexto de transformações de outros instrumentos de preservação com os quais ela dialoga, e a cujo campo semântico ela pertence. Focalizo desafios à sua implementação e possibilidades abertas para a proteção do que tem sido designado ‘folclore e cultura (popular) tradicional’. Após oferecer uma interpretação do seu significado no texto comentado, procuro explorar como este dispositivo se articula com outros previstos nesta Convenção, e refletir sobre seu possível alcance prático.
       
  • ERRATA

    • Abstract: Abstract Reflexions on the key dispositif1 adopted by Unesco’s Convention on the Safeguarding of Intangible Cultural Heritage (Article 2.3). In these Comments, I initially situate the notion of ‘safeguarding’ in the context of transformations of other preservation instruments which it dialogues and to whose semantic field it belongs. Challenges to its implementation and possibilities opened by this treaty for the protection of what has been designated as ‘folklore and traditional (and popular) culture’2 are addressed. After offering an interpretation of its textual meaning in the Convention, I seek to explore how this device is articulated to others in this Convention, and to reflect on its possible practical reach.Resumo Reflexões sobre o dispositivo-chave da Convenção da UNESCO para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Intangível (Artigo 2.3). Discutem-se desafios à sua implementação e questões práticas abordadas pelas Diretrizes Operacionais. Nestes Comentários, situo inicialmente a noção de ‘salvaguarda’ no contexto de transformações de outros instrumentos de preservação com os quais ela dialoga, e a cujo campo semântico ela pertence. Focalizo desafios à sua implementação e possibilidades abertas para a proteção do que tem sido designado ‘folclore e cultura (popular) tradicional’. Após oferecer uma interpretação do seu significado no texto comentado, procuro explorar como este dispositivo se articula com outros previstos nesta Convenção, e refletir sobre seu possível alcance prático.
       
  • Planes of forgetting: suicide among the Ticuna and the administration of
           narratives about suicide

    • Abstract: Abstract This article examines suicide among the Ticuna based on the dimensions of experience that is little or not directly mentioned in the immediate narratives about the deaths. It thus focuses on how these suicides are lived in the daily practices instilled by state institutions, and on how certain discourses are incorporated in the undertaking of critical daily events. Based on readings, interpretations and local sensibilities, enhanced in dynamics about health, disease and cure, and on the parental demands and expectations related to educational trajectories, the article presents an analysis about the functioning and development of government discourses and programs in indigenous villages.Resumo Este artigo examina o suicídio entre os ticunas a partir das dimensões da experiência pouco e/ou não diretamente mencionadas nas narrativas imediatas sobre as mortes. Focaliza, nesse sentido, em como são vividas no cotidiano práticas oriundas de instituições estatais, como são incorporados certos discursos no desenrolar de eventos críticos cotidianos. Pretende-se, a partir das leituras, interpretações e sensibilidades locais, potencializadas em dinâmicas sobre saúde, doença e cura, bem como nas exigências e expectativas parentais relacionadas a trajetórias educacionais, expor uma análise sobre o funcionamento e desenvolvimento de discursos e programas governamentais em aldeias indígenas.
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 35.172.195.82
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-