Journal Cover
Biota Amazônia
Number of Followers: 4  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2179-5746
Published by Universidade Federal do Amapá Homepage  [10 journals]
  • ETNOBOTÂNICA DE PLANTAS MEDICINAIS EM MERCADOS PÚBLICOS DA REGIÃO
           METROPOLITANA DE BELÉM DO PARÁ, BRASIL

    • Authors: Jéssica Juliane Furtado Santos, Márlia Coelho-Ferreira, Pedro Glécio Costa Lima
      Pages: 1 - 9
      Abstract: Na região amazônica, os mercados tradicionais exercem importantes funções sociais e simbólicas ligadas ao uso dos vegetais medicinais. Esta pesquisa objetivou estudar a diversidade de plantas medicinais comercializadas em mercados públicos da Região Metropolitana de Belém, bem como compreender o processo de comercialização de tais produtos. Foram entrevistados 25 feirantes em 15 estabelecimentos, abrangendo quatro municípios da região. Os dados foram analisados qualitativa e quantitativamente por meio dos índices de Diversidade de Shannon-Wiener, Similaridade de Sørensen e Saliência Cultural. Foram registradas 167 etnoespécies, distribuídas em 147 gêneros e 69 famílias, sendo Fabaceae, Asteraceae e Lamiaceae as mais representativas. A maior diversidade de plantas medicinais ocorreu no município de Ananindeua, enquanto a maior similaridade botânica foi constatada entre os municípios de Ananindeua e Marituba, ambos apresentando grande riqueza de espécies. Os maiores índices de saliência cultural pertencem a Dalbergia monetaria L.f. (verônica), Stryphnodendron sp. (barbatimão) e Myracrodruon urundeuva Allemão (aroeira). Dentre os recursos comercializados, predominam folhas e cascas, sendo as árvores e ervas as formas de vida mais expressivas. Os mercados públicos da Região Metropolitana de Belém abrigam uma das farmacopéias mais ricas da Amazônia, desempenhando função sem igual na cadeia de comercialização de plantas medicinais nativas e exóticas, cuja base de abastecimento depende de ervanários de Belém, ilhas no entorno desta região, atravessadores locais e de outras regiões do Brasil.Palavras-chave: Amazônia, etnobotânica urbana, feiras e mercados tradicionais, medicina popular.
      PubDate: 2018-04-01
      Issue No: Vol. 8, No. 1 (2018)
       
  • A TRILHA DA POLUIÇÃO SONORA: UMA ATIVIDADE DIDÁTICO-PEDAGÓGICA
           COMPLEMENTAR AO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS

    • Authors: Graciele Braga da Silva, Silvia Regina Sampaio Freitas
      Pages: 10 - 13
      Abstract: A poluição sonora é reconhecida como um importante problema ambiental e de saúde pública. No âmbito escolar, a presença dos ruídos também é motivo de preocupação por parte dos educadores, gestores, e profissionais da saúde. Esta preocupação fundamenta-se nos relatos científicos que apontaram uma correlação positiva entre a ocorrência de poluição sonora e o comprometimento da concentração, alteração comportamental e no desenvolvimento cognitivo dos alunos. Portanto, torna-se essencial a ampla divulgação e conscientização dos efeitos negativos da poluição sonora para a saúde humana. Neste contexto, este estudo propôs elaborar e aplicar uma sequência didática, fundamentada no uso de jogo didático, para retratar os impactos nocivos da poluição sonora para a saúde e conscientizar os alunos quanto ao uso adequado de equipamentos sonoros. A população de estudo foi representada por 21 alunos do sétimo ano do Ensino Fundamental de uma escola pública do município de Tefé, Amazonas, Brasil. Para a execução do estudo empregou-se uma sequência didática organizada em três momentos pedagógicos distintos: (1) fundamentação teórica sobre o tema “poluição sonora”; (2) elaboração e construção de uma trilha - a partir de material de baixo custo; e (3) validação da sequência didática através de questionário. Com este procedimento foi possível verificar que mais de 90% dos alunos compreenderam os conceitos e o impacto da poluição sonora para a saúde. Portanto, ficou evidente que o jogo didático, como metodologia complementar e alternativa, enriqueceu a temática sobre o ensino da poluição sonora.Palavra-Chave: Jogo didático, Método de ensino, Ensino Fundamental, Amazonas.
      PubDate: 2018-03-31
      Issue No: Vol. 8, No. 1 (2018)
       
  • DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DE LARVAS DE PEIXES EM UM RESERVATÓRIO TROPICAL
           NA BACIA ARAGUAIA-TOCANTINS

    • Authors: Suzana Carla da Silva Bittencourt, Adilson Leão Silva, Diego Maia Zacardi, Thiago Monteiro, Luiza Nakayama
      Pages: 14 - 18
      Abstract: Grandes usinas hidrelétricas (UHE) têm sido implementadas na região amazônica, ocasionando alterações nas bacias hidrográficas, devido às construções de reservatórios que provocam mudanças nas comunidades biológicas, com consequências diretas aos recursos pesqueiros, que são fundamentais para essa região. No entanto, apesar de sua importância ecológica e econômica, a ictiofauna em reservatórios na região Norte carece de dados biológicos básicos, principalmente relacionados às fases inicias de seu ciclo de vida. Assim, este estudo fornece as primeiras informações sobre a ocorrência, a distribuição espacial e a abundância de larvas de peixes no reservatório de Tucuruí, no Pará, situado na bacia hidrográfica do Araguaia-Tocantins. As coletas foram realizadas em 10 estações ao longo da zona lacustre do reservatório, por meio de arrastos subsuperficiais na coluna d’água, utilizando uma rede de plâncton cilíndrica com malha de 300 μm. As larvas coletadas foram triadas, contadas e identificadas ao menor nível taxonômico possível. Foram capturadas 1411 larvas, cuja maioria estava em estágio de pré-flexão, distribuídas em 7 ordens, 7 famílias e 5 espécies. Houve ocorrência de larvas em todos os locais de coleta ao longo do reservatório, mas sem diferenças significativas nas densidades. O reservatório da UHE de Tucuruí apresenta, principalmente, espécies de peixes de pequeno porte e consideradas sedentárias. A distribuição das larvas de peixes é maior nos pontos situados a montante do reservatório. Algumas espécies apresentam ampla distribuição espacial, demonstrando uma estratégia de ocupação generalista. Contudo, é evidente a presença de espécies de peixes de elevada importância para a pesca na região.Palavras chave: ictioplâncton, Tucurui, Reservatório.
      PubDate: 2018-03-31
      Issue No: Vol. 8, No. 1 (2018)
       
  • FAUNA PARASITÁRIA DE Prochilodus nigricans (PROCHILODONTIDAE) DE LAGOS DE
           VÁRZEA DA AMAZÔNIA BRASILEIRA

    • Authors: Eloá Gomes Arévalo, Germán Augusto Murrieta Morey, José Celso de Oliveira Malta
      Pages: 19 - 21
      Abstract: O Prochilodus nigricans é uma espécie importante para a pesca e aquicultura na Amazônia. Apesar de sua importância, pouco se conhece sobre sua fauna parasitária. Assim, o objetivo deste trabalho foi identificar os metazoários parasitas que ocorrem em P. nigricans coletados em lagos de várzea da Amazônia ocidental (Brasil). Trinta e sete P. nigricans foram examinados, sendo identificados Tereancistrum curimba, Tereancistrum toksonum e Apenduculata discoidea (Monogenoidea), Neochinorhynchus curemai (Acanthocephala), Amplexibranchius bryconis, Brasergasilus sp.1, Brasergasilus sp.2, Ergasilus urupaensis, Miracetyma sp., Rhinergasilus piranhus (Copepoda), Argulus chicomendesi e A. multicolor (Branchiura). O comprimento padrão de P. nigricans não teve correlação com a abundância parasitária. Todas as espécies parasitas apresentaram padrão de distribuição agregada com baixo nível de agregação. As espécies identificadas exceto E. urupaensis são citadas pela primeira vez para P. nigricans.Palavras-chave: correlação, padrão de distribuição, índices parasitários, metazoários, parasitas.
      PubDate: 2018-03-31
      Issue No: Vol. 8, No. 1 (2018)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.164.198.240
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-