for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help

Publisher: Universidade Estadual de Londrina   (Total: 5 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 5 of 5 Journals sorted alphabetically
BBR : Biochemistry and Biotechnology Reports     Open Access   (Followers: 6)
Economia & Região     Open Access  
Estudos Interdisciplinares em Psicologia     Open Access  
História & Ensino     Open Access  
Informação & Informação     Open Access   (Followers: 2)
Similar Journals
Journal Cover
História & Ensino
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1414-3488
Published by Universidade Estadual de Londrina Homepage  [5 journals]
  • Apresentação

    • Authors: Ronaldo Cardoso Alves
      Pages: 5 - 9
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p5
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • A aula-oficina como campo metodológico para a formação de professores
           em História: um estudo sobre o PIBID/História/UEL

    • Authors: Marlene Rosa Cainelli, Elizabete Cristina de Souza Tomazini
      Pages: 11 - 33
      Abstract: Nossa investigação foi realizada a partir de relatórios e entrevistas com pibidianos que atuaram nos anos de 2011 e 2012 no curso de História da Universidade Estadual de Londrina. Os pibidianos revelaram como acreditavam na possibilidade de exercer a docência a partir dos pressupostos da Educação Histórica, em especial, o modelo de aula-oficina. Neste artigo apresentamos as discussões sobre a utilização da aula oficina nas experiências do PIBID e posteriormente em sala de aula a partir das entrevistas realizadas com os pibidianos que agora são professores da educação básica. Pesquisadores deste campo teórico, como Barca (2001a;2011), defendem que devemos ter um olhar atento sobre a formação inicial ofertada aos graduandos. Este artigo procura trazer contribuições para as reflexões sobre a formação inicial de professores de História, no sentido de entender que é necessário integrar os conhecimentos teóricos e práticos nos currículos dos cursos de licenciatura.Palavras chaves:  educação histórica, aula-oficina, formação de professores, PIBID.
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p11
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • O “Madre Benícia” nas memórias de uma professora: o álbum de
           recordações de Cléris Becker

    • Authors: José Edimar Souza
      Pages: 133 - 154
      Abstract: A pesquisa aborda aspectos da história do atual Instituto Estadual Madre Benícia, situada no bairro rural Lomba Grande, município gaúcho de Novo Hamburgo. A região é conhecida por ter acolhido, desde o início do século XIX os primeiros imigrantes alemães que chegaram ao Rio Grande do Sul.  Nesse sentido, o culto evangélico desses imigrantes contribuiu para instalação da Igreja/escola neste lugar. E este aspecto contribuiu para as práticas de escolarização desenvolvidas na localidade. Sob a ótica da história cultural e valendo-se de documentos e a metodologia da história oral, especialmente aquelas produzidas a partir da entrevista com a professora Cléris Allgayer Becker o objetivo deste trabalho foi conhecer e compreender elementos da constituição desta instituição, sobretudo evidenciando o processo de instalação do Grupo Escolar neste lugar. Destaca-se a temporalidade de 1940, ocasião em que é implantado o Grupo Escolar de Lomba Grande e 1969 por ocasião da inaugurado do prédio próprio. Os registros no álbum evidenciam o modo como produzimos memórias diante da realidade na qual os sujeitos estão inseridos e envolvidos com suas trajetórias de vida e profissional. Além disso, a organização e mobilização dos professores e dos moradores do lugar demonstram que a escolarização fora um dos aspectos que sempre esteve entre as prioridades dessa comunidade.  
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p133
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • A Independência do Brasil nos livros didáticos para crianças: uma
           análise da produção didática entre as décadas de 1970 e 2000

    • Authors: Luciana Fernandes de Aquino, Sandra Regina Ferreira de Oliveira Oliveira
      Pages: 155 - 180
      Abstract: O livro didático tem se configurado nos últimos tempos como um instrumento central na cultura escolar brasileira. Nesse sentido, nossa investigação dedicou-se a compreender esse material e, mais especificamente, como um conteúdo de História dos anos iniciais do Ensino Fundamental de grande repercussão nacional é apresentado nesses manuais ao longo do tempo. Desse modo, realizamos um levantamento de materiais na biblioteca do livro didático da Universidade de São Paulo no qual abordava-se o tema da Independência do Brasil para o ensino de História de crianças. Esse levantamento resultou em uma análise de cinquenta obras correspondentes a primeira e quarta série do primeiro grau que equivalem hoje ao Ensino Fundamental de primeiro ao quinto ano, entre as décadas de 1970 e 1980.  A análise qualitativa desses materiais resultou na seleção de oito obras para a construção de uma interpretação sistematizada referente aos sujeitos históricos, imagens e propostas de atividades. Assim, com esse estudo percebemos permanências e mudanças relativas ao conteúdo em geral. Algumas das permanências são referentes aos métodos mnemônicos e textos curtos com questionários que pretendem obter respostas explícitas e de uma História predominantemente cronológica que não busca problematizar os fatos históricos. Entretanto, as mudanças nos costumes da sociedade e das legislações incidem diretamente na produção desses materiais, como também ao tratamento gráfico do conteúdo e das finalidades educativas para o ensino de História ao longo do período selecionado para o estudo. 
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p155
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • Temporalidade (s) na Historiografia Didática: notas sobre o Ensino de
           História e cultura indígena no município de Maringá (2014-2016)

    • Authors: Daniella Castellini Nunes, João Paulo Pereira Coelho, Maria Aparecida Leopoldino
      Pages: 181 - 205
      Abstract: RESUMO: O artigo apresenta resultados de análise do livro didático de história regional intitulado Pequenos Exploradores, adotado pelos professores da rede municipal de ensino da cidade de Maringá-Paraná.  O objetivo norteador das reflexões empreendidas no trabalho foi   problematizar  as  representações sobre o tempo - moderno, industrial e urbano - presentes no referido livro e as suas implicações sobre  as particularidades das  vivências do tempo na cultura indígena. Para tanto, utilizou-se de pesquisa bibliográfica para subsidiar o estudo da fonte, tendo  como  referencial e base conceitual de análise  a ideia de representação e de leituras do passado do historiador francês Roger Chartier, teórico da  história cultural. Conclui-se que  as concepções de  tempo devam comportar múltiplas representações sociais e culturais, compreendo as vivências do indígena  no tempo em suas singularidades, afastando-se de concepções homogeneizadoras e hierarquizadas que se desenvolveram na sociedade moderna industrial.  Palavras-chave: Ensino de história escolar. Temporalidades. Cultura indígena. 
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p181
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • Estágio supervisionado em História: as vivências, desafios e
           possibilidades do graduando na prática docente

    • Authors: Ruhama Sabião
      Pages: 207 - 229
      Abstract: O presente artigo buscou analisar o Estágio Supervisionado em História realizado nos anos de 2015 e 2016, pela Universidade Estadual do Norte do Paraná. Os colégios atendidos foram a Escola Estadual Santa Terezinha – Ensino Fundamental, em 2015, o Colégio Estadual Tiradentes – Ensino Fundamental e Médio e o Colégio Tia Ana Maria – Ensino Fundamental e Médio (rede privada), em 2016. A experiência em se trabalhar em colégios da rede pública, com estruturas diferenciadas e em colégio da rede privada, proporcionou uma análise enriquecedora durante as observações, participações e elaborações das regências. O trabalho resultou na descrição de convergências e dissonâncias entre escolas, alunos e professores, destacando-se a dificuldade na apreensão dos conceitos em História e de segunda ordem. Os temas das regências foram “A vinda da família real para o Brasil”, “Independência do Brasil'”, “África: da história esquecida aos impactos na atualidade”, “História e Memória”, e “História do Paraná: territórios, poder e dominação”.Palavras-chave:Estágio Supervisionado; Ensino de História; Formação de professores
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • A responsabilidade social do ensino de História

    • Authors: Maria Andréa Angelotti Carmo
      Pages: 231 - 237
      Abstract: Resenha da obra: MAIA, Tatyana de Amaral; ALVES, Luís Alberto Marques; HERMETO, Miriam; RIBEIRO, Cláudia Sofia Pinto (ORG). (Re)Construindo o passado: o papel insubstituível do ensino da História. Porto Alegre: EdiPUCRS; Porto: CITCEM, 2016, 286p.
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p231
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • Resenha

    • Authors: Ana Maria Nogueira Oliveira
      Pages: 239 - 241
      Abstract: RESENHA DO LIVRO: PATRIMÔNIO CULTURAL E ENSINO DE HISTÓRIA.
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p239
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • Terra, Educação e Imigração: uma escola na colônia de alemães no
           interior do Estado de São Paulo

    • Authors: Thiago Henrique Sampaio
      Pages: 243 - 247
      Abstract: Resenha: VAROLO, Flávia Renata da Silva; RIBEIRO, Arilda Ines Miranda; FELIX, José Luís. Trajetória educacional dos imigrantes alemães no interior do Estado de São Paulo. Uma escola alemã na colônia Riograndense: 1922-1938 (Maracaí/Cruzália-SP). Jundiaí: Paco Editorial, 2015.
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p243
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • Expediente

    • Authors: Ronaldo Cardoso Alves
      Pages: 249 - 250
      PubDate: 2018-01-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p249
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2018)
       
  • Ensino de história e cidadania: uma proposta de análise das
           instituições escolares na perspectiva do interacionismo simbólico

    • Authors: Rivail Carvalho Rolim
      Pages: 35 - 58
      Abstract: Durante a década de 1990 houve uma forte mobilização para mudar o sistema educacional do país, objetivando formar cidadãos detentores de uma postura ética, compromisso social e político, para construir uma sociedade mais justa e solidária. Para isso, foram formuladas propostas educacionais, como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e os Parâmetros Curriculares Nacionais, pois o entendimento era de que a educação tinha um papel crucial no desenvolvimento das pessoas e das sociedades.Diante do exposto, temos como objetivo apresentar uma proposta de análise do tema da cidadania, no ensino de História, nas instituições escolares, na perspectiva do interacionismo simbólico. Com isso, pretendemos contribuir para a compreensão da implantação de políticas públicas no país; fornecer elementos que auxiliem no entendimento das instituições escolares, e daação do professor no chão da escola,quando uma nova proposta pedagógica é apresentada
      PubDate: 2017-12-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p35
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2017)
       
  • La prueba de acceso a la Universidad como reguladora del proceso de
           enseñanza/aprendizaje de Historia

    • Authors: María del Mar Bernabé Villodre
      Pages: 59 - 83
      Abstract: En España, el alumnado de segundo curso de Bachillerato se encuentra en un momento complicado por las presiones que suponen la Prueba de Acceso a la Universidad (PAU) y la nota de corte para acceder a la especialidad de su agrado. Esta situación lleva a que el profesorado de esta etapa educativa se plantee la necesidad de adecuarse a los parámetros del citado examen de acceso, con la intención de que los resultados del mismo mejoren y el alumnado pueda acceder a la especialidad deseada. Desde esta consideración, en un centro de la provincia de Alicante, se orientó la asignatura de Historia de España a la superación del examen de acceso a la universidad, y se pudo comprobar una mejora muy significativa de las notas respecto a las calificaciones obtenidas anteriormente, con un sistema más tradicionalista que no seguía el modelo de examen establecido para la PAU por la legislación vigente.  Esta metodología posibilitó la mejora de las notas individuales y globales del centro, además de que permitió demostrar que es imprescindible establecer los mismos mecanismos de evaluación en Bachillerato que en las Pruebas de Acceso a la Universidad, para dotar de coherencia esa preparación del acceso a la universidad.
      PubDate: 2017-12-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p59
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2017)
       
  • História indígena no período republicano e os livros didáticos de
           História: uma reflexão necessária

    • Authors: André Luis Bertelli Duarte, Felipe Cesar Peres Tedeschi
      Pages: 85 - 108
      Abstract: O ensino da história e cultura dos povos indígenas no Brasil vivenciou avanços significativos nos últimos anos impulsionados, sobretudo, pela sua obrigatoriedade definida pela lei 11.645/08. É inegável que esforços têm sido direcionados por professores e demais envolvidos na educação básica no sentido de oferecer um ensino de qualidade que seja capaz de responder ao desafio da educação para o exercício da diversidade em sua relação com os povos indígenas. Alguns desafios, entretanto, ainda se projetam no horizonte destes profissionais. Neste artigo discutimos especificamente a importância da superação de uma “lacuna” existente nos materiais didáticos de história destinados, atualmente, ao público do ensino fundamental, a saber, a pouca ênfase dada aos processos históricos engendrados no período republicano brasileiro que envolvem as diversas etnias indígenas. Sem o enfrentamento destas questões, o ensino da história e cultura destes povos em nossas escolas não conseguirá dimensionar e problematizar as suas diversas demandas históricas e contemporâneas.  Palavras-chave: Povos indígenas brasileiros. República. Livros didáticos. História.
      PubDate: 2017-12-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p85
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2017)
       
  • As concepções de professores do ensino fundamental II sobre a idade
           média: uma análise sob a ótica da educação histórica

    • Authors: Max Lanio Martins Pina, Janaína Bernardes Silva
      Pages: 109 - 131
      Abstract: As reflexões contidas neste artigo referem-se a uma investigação realizada com professores que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental com a disciplina de História, cujo objetivo é analisar e compreender suas concepções em relação ao conceito de Idade Média que é ministrado nessa fase da educação básica. Além das percepções, busca-se o entendimento da relevância desse conteúdo, assim como a forma que ele é abordado, quais recursos ou linguagens são utilizados didaticamente para realizar o seu ensino em sala de aula. Por fim, buscou-se investigar se os docentes acreditam na capacidade de compreensão dos estudantes em relação à temática medieval. Para realização da pesquisa contou-se com o auxílio dos conceitos e do método utilizado na Educação Histórica, que consiste na aplicação de um instrumental de cognição situado em história, com a finalidade de se obter as narrativas dos professores para em seguida classificá-las em categorias visando sua compreensão. Neste sentido, foi aplicado um questionário contendo 5 questões, as quais foram respondidas por 13 professores vinculados a rede pública municipal de Porangatu, Goiás. A investigação se respaldou nos seguintes pesquisadores: Barca (2000 a 2012), Germinari (2011), Castex (2008), Cainelli (2008 e 2012), Saddi (2011), Rüsen (2001 e 2007) e Silva (2011 e 2012), os quais são expoentes da linha de investigação da Educação Histórica na Europa e no Brasil. Palavras-chave: Concepções de Professores. Idade Média. Ideias Históricas. Educação Histórica.
      PubDate: 2017-12-30
      DOI: 10.5433/2238-3018.2017v23n2p109
      Issue No: Vol. 23, No. 2 (2017)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 18.232.171.18
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-