for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help

Publisher: Universidade do Estado do Rio de Janeiro   (Total: 34 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 34 of 34 Journals sorted alphabetically
Abusões     Open Access  
Ballot     Open Access  
Caderno Seminal     Open Access  
Cadernos de Estudos Sociais e Políticos     Open Access   (Followers: 2)
Cadernos do Desenvolvimento Fluminense     Open Access  
Childhood & Philosophy     Open Access   (Followers: 7)
DEMETRA : Alimentação, Nutrição & Saúde     Open Access  
e-Mosaicos : Revista Multidisciplinar de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira     Open Access  
Ekstasis : Revista de Hermenêutica e Fenomenologia     Open Access   (Followers: 1)
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporânea     Open Access   (Followers: 1)
Epos : Genealogias, Subjetivaçãoes e Violências     Open Access  
Espaço e Cultura     Open Access  
Geo UERJ     Open Access  
História, Natureza e Espaço - Revista Eletrônica do Grupo de Pesquisa NIESBF     Open Access  
Intellèctus     Open Access   (Followers: 1)
Jornal Brasileiro de TeleSSaúde     Open Access  
Logos : Comunicação e Universidade     Open Access  
Matraga - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Pensares em Revista     Open Access  
Polêm!ca     Open Access  
Psicologia e Saber Social     Open Access   (Followers: 1)
Revista da Faculdade de Direito da UERJ     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ     Open Access  
Revista de Direito da Cidade     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Finanças Públicas, Tributação e Desenvolvimento     Open Access   (Followers: 1)
Revista Direito e Práxis     Open Access   (Followers: 1)
Revista Enfermagem UERJ     Open Access   (SJR: 0.248, CiteScore: 0)
Revista Internacional de Ciências     Open Access   (Followers: 1)
Revista Maracanan     Open Access   (Followers: 1)
Revista Neiba, Cadernos Argentina Brasil     Open Access  
Revista Tamoios     Open Access  
Soletras Revista     Open Access   (Followers: 1)
Sustinere : Revista de Saúde e Educação     Open Access  
Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares     Open Access  
Journal Cover
Ekstasis : Revista de Hermenêutica e Fenomenologia
Number of Followers: 1  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2316-4786
Published by Universidade do Estado do Rio de Janeiro Homepage  [34 journals]
  • Pareceristas Ad Hoc

    • Authors: Revista Ekstasis
      Abstract: Listagem de Pareceristas Ad Hoc - vol. 6 n.1 (2017)
      PubDate: 2017-10-25
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • Expediente

    • Authors: Revista Ekstasis
      Abstract: Expediente vol.6 n.1 (2017)
      PubDate: 2017-10-25
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • Editorial

    • Authors: Peter Franco
      Abstract: Editorial Vol. 6 n.1
      PubDate: 2017-09-18
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • O ser-com do ser-aí

    • Authors: Jean-Luc Nancy
      Abstract: Este texto foi publicado na lieu-dit Revue, n° 19, Lyon, outubro de 2003 (republicado nos Cahiersphilosophiques n°111, «Heidegger politique et philosophie»).Tradução de Carlos Cardozo Coelho, doutor em Filosofia pela PUC-Rio. E-mail: cardozocoelho@gmail.com.
      PubDate: 2017-09-18
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • Limites da crítica de Merleau-Ponty a Sartre em O Visível e o
           Invisível

    • Authors: Fernanda Alt
      Abstract: Neste artigo apresentamos pontos fundamentais da crítica de Merleau-Ponty à ontologia sartriana no capítulo “Interrogação e dialética” de O Visível e o Invisível. Neste texto, o autor realiza um trabalho minucioso de contraposição às noções de ser e nada na filosofia de Sartre, as quais ele equipara aos modos de ser para-si e em-si, propostos em O Ser e o Nada. A fim de realizar um trabalho sobre esta crítica, apresentando seus argumentos para em seguida contestar alguns de seus pontos, iremos, num primeiro momento, discorrer sobre a concepção de negatividade em Sartre segundo Merleau-Ponty e o consequente dualismo que ela permite instaurar. Num segundo e breve momento, mencionaremos de que modo este dualismo de base se estende ao problema da relação com o outro (autrui). Por fim, concluiremos evidenciando pontos que contestam tal crítica, de modo a apontar seus limites mas também sua importância.
      PubDate: 2017-09-17
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • Pré-Compreensão e círculo hermenêutico em Rudolf Bultmann:
           investigações sobre as influências em Hans-Georg Gadamer

    • Authors: José Edvaldo Pereira Sales
      Abstract: O artigo inicia com uma breve introdução ao pensamento de Rudolf Bultmann quanto ao Kerygma e à desmitologização (Entmythologisierung) com ênfase para as influências da analítica existencial de Martin Heidegger. São dados dois destaques à teologia existencialista de Bultmann: a pré-compreensão (Vorverständnis) e o círculo hermenêutico (Hermeneutischer Zirkel), a partir dos quais são feitas comparações entre Bultmann e Gadamer, influenciados por Heidegger, com o objetivo de identificar as influências sofridas por Gadamer.
      PubDate: 2017-09-17
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • Fenomenologia e religião: uma leitura do livro "Fenomenologia da vida
           religiosa" de Heidegger

    • Authors: Marcos Alexandre Alves, Alice Krebs Teles
      Abstract: O texto apresenta a preleção intitulada Introdução à fenomenologia da religião, proferida por Martin Heidegger, no semestre de inverno de 1920-21, em Freiburg. A proposta consistiu em elaborar uma fenomenologia da religião que serviria de base para uma ontologia formal. O livro está dividido em duas partes: 1ª parte trata da delimitação do método fenomenológico, explicita o objeto e forma de acesso adequado da religião enquanto experiência religiosa originária; 2ª parte aborda fenômenos religiosos concretos que estão em conexão com as epístolas paulinas e oferece uma exegese bíblica da experiência religiosa do cristianismo primitivo. A preleção concentrou-se em aplicar o método fenomenológico à experiência religiosa originária do cristianismo e não a religião enquanto tal, ou seja, realizar uma fenomenologia da vida fáctica a partir de documentos da história da religião.
      PubDate: 2017-08-31
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • Exaíphnēs (Platão) e Augenblick (Nietzsche) Em questão o acontecimento
           de uma mesma súbita transformação

    • Authors: Izabela Bocayuva
      Abstract: Platão tematiza o acontecimento do acesso à filosofia como um salto súbito (exaíphnēs). Isso se dá muito explicitamente no mito da caverna e na Carta Sétima. Nietzsche, no discurso de Zaratustra Da visão e do enigma, ao apresentar o pensamento fundamental do Eterno Retorno que vale também como acontecimento do acesso à filosofia, tematiza o mesmo salto, denominando-o Instante (Augenblick). A intenção desse artigo é mostrar uma imbricação desses dois pensadores a partir desse aspecto do acesso ao pensamento radical.
      PubDate: 2017-08-31
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • O Cotidiano e a Caverna: a Vida Comum entre Heidegger e Platão

    • Authors: Germano Nogueira Prado
      Abstract: A crítica heideggeriana à metafísica já se tornou lugar-comum nos meios acadêmicos. Também é moeda corrente o fato de que Heidegger caracteriza a metafísica como platonismo: o mais conhecido escrito de Heidegger sobre Platão – A doutrina de Platão sobre a verdade – assinala explicitamente que os traços essenciais da metafísica, que teriam determinado a história do Ocidente desde então, “aparecem” pela “primeira vez” no pensamento platônico. Assim, a imagem do Heidegger “crítico” de Platão se tornou igualmente bem conhecida. Menos célebre e, talvez, algo controversa, é a ideia de que entre a obra de Platão e o caminho de Heidegger haja não apenas distância, mas proximidades essenciais. O escopo do presente trabalho é ensaiar dois passos na direção dessa ideia: 1) uma indicação da relação entre Heidegger e Platão, culminando em e tendo como pano de fundo uma compreensão da relação entre Heidegger e a tradição (filosófica (ocidental)); 2) um esboço que procura o comum entre o modo como esses dois pensadores pensam o cotidiano, a vida comum.
      PubDate: 2017-08-31
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • Lugar e espacialidade: contribuições para uma hermenêutica
           topológica

    • Authors: Rebeca Furtado de Melo
      Abstract: O presente trabalho busca fornecer argumentos a favor da tese de que o pensamento hermenêutico quando se mantém atento à espacialidade própria do lugar no qual os acontecimento compreensivo e fenômenos hermenêuticos se dão, se torna mais esclarecedor para tratar de situações hermenêuticas limites. O texto investiga como o conceito de lugar pode lançar luz sobre os principais problemas da tradição hermenêutica e sobre os fenômenos que ela tem em vista, propondo uma hermenêutica topológica que busca compreender o lugar a que pertencemos e a partir do qual somos. Para tanto, a discussão recorre a alguns dos trabalhos sobre lugar e situação publicados por Jeff Malpas nos últimos anos, a fim de trazer novas perspectivas para essa questão.
      PubDate: 2017-08-31
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • Do homologein ao niilismo: a saga da hybris na consolidação da
           metafísica como métron do real

    • Authors: Fábio Candido dos Santos
      Abstract: O propósito deste artigo é analisar, a partir de Heidegger e Nietzsche, como um fenômeno grego específico - a hybris - possibilitou o desenvolvimento historial da metafísica enquanto discurso hegemônico do real. Destacando a transição do medievo para a modernidade sem, contudo, perder a dimensão de sua proveniência grega, a investigação parte da tese nietzschiana que afirma ser a hybris a essência do homem moderno e retroage com Heidegger até Heráclito para analisar o fenômeno em sua fonte. Tendo a origem (antiguidade) e o fim (modernidade) determinados, a discussão encaminha-se para a apropriação romano-cristã da hybris nas figuras medievais do imperium e do sacerdotium e aponta, por fim, como tais estruturas possibilitarão a morte de Deus a partir do nascimento da subjetividade e de sua degeneração em niilismo, aparições modernas da hybris e momentos capitais de desenvolvimento da metafísica enquanto métron do real.
      PubDate: 2017-08-31
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • A experiência hermenêutica a partir da noção de jogo

    • Authors: Vanessa Steigleder Neubauer, Geovanni Tognon da Silva
      Abstract: O conceito de experiência pautado na hermenêutica filosófica de Gadamer pode ser pensado a partir da noção de Jogo. Esclareceremos o conceito de experiência implicado na estrutura do jogo, tensionado pelo círculo hermenêutico, onde se estabelece um diálogo sério que traz o sentido de uma verdadeira experiência filosófica. A noção de experiência significativa é o movimento de instauração de sentido da existência individual e coletiva, que decorre de seu próprio modo de ser, assumindo uma compreensão ontológica, pois é na conversação de um aí dado e finito, considerado em sua dinamicidade, que temos uma unidade de sentido factual.
      PubDate: 2017-08-31
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
  • A Purificação Husserliana da Imagem no Curso “Fantasia e Consciência
           de Imagem”

    • Authors: Thiago Pignata Carezzato
      Abstract: O presente artigo busca verificar, nas páginas do curso “Fantasia e Consciência de Imagem”, a justeza de um diagnóstico bastante difundido acerca da imaginação em Husserl, segundo o qual ela não ocuparia senão um lugar inferior na hierarquia intencional. Defenderemos que é a adoção de um ponto de vista que não discrimina os tipos de imagem que dá respaldo ao suposto primado da percepção husserliano. Contudo, o modelo unitário de análise não é o único e se revela insuficiente para dar conta das caracterizações imaginativas. Isto é particularmente notável na representação de fantasia que, diferente da imaginação por representante físico, não está fundada na percepção. Pretendemos então mostrar, seguindo a via discriminativa, como a imagem da fantasia progressivamente é purificada de toda relação com a consciência figurativa e com o modelo perceptivo até ser anunciada por Husserl como uma “pura consciência de presentificação” tão última quanto a presentação perceptiva.
      PubDate: 2017-08-31
      Issue No: Vol. 6 (2017)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.198.77.35
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-