for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help

Publisher: Universidade Federal do Ceará   (Total: 20 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 20 of 20 Journals sorted alphabetically
Ameríndia - História, cultura e outros combates     Open Access  
Argumentos - Revista de Filosofia     Open Access  
Arquivos de Ciências do Mar     Open Access  
Entrelaces     Open Access  
Entrepalavras     Open Access   (Followers: 2)
Extensão em Ação     Open Access  
Fisioterapia & Saúde Funcional     Open Access   (Followers: 2)
Geologia     Open Access  
Informação em Pauta     Open Access  
Nomos     Open Access  
Passagens     Open Access  
Psicologia     Open Access   (Followers: 1)
Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Ciências Sociais     Open Access  
Revista de Letras     Open Access  
Revista de Medicina da UFC     Open Access  
Revista de Psicologia     Open Access  
Revista de Saúde Digital e Tecnologias Educacionais     Open Access  
Revista Dialectus     Open Access  
Transversal     Open Access  
Journal Cover
Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal
Number of Followers: 1  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1981-2965 - ISSN (Online) 1981-2965
Published by Universidade Federal do Ceará Homepage  [20 journals]
  • Qualidade físico-química de mel de abelha Apis mellifera de
           diferentes floradas

    • Authors: Lorena Natalino Haber Garcia, Bruna Godoi de Castro, Marise Santiago Velame, Fernanda Raghiante, José Paes de Almeida Nogueira Pinto, Fábio Sossai Possebon, Otávio Augusto Martins
      Abstract: O mel é o principal produto das abelhas Apis mellifera e possui benefícios nutricionais para o ser humano. O objetivo da presente pesquisa foi analisar a qualidade físico-química de mel de diferentes floradas (silvestre, eucalipto, laranjeira e silvestre de sistema orgânico) durante os anos de 2016 e 2017. Foram realizados os seguintes ensaios físico-químicos: acidez livre, umidade, hidroximetilfurfural, prova de Lund, pesquisa de diastase e reação de Fiehe. Os principais resultados mostraram que 25% de méis silvestres orgânicos e 27,3% de méis de eucaliptos estavam alterados para a reação de Fiehe e umidade, respectivamente. 6,67% para a prova de Lund e 6,67% para pesquisa de fermentos diastásicos estavam alterados para os méis de laranjeiras. A principal conclusão consiste que o transporte e o armazenamento prejudicaram a qualidade físico-química dos méis de floradas silvestre orgânico, eucalipto e laranjeira.
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Eficiência das operações de insensibilização e sangria no abate
           humanitário de suínos

    • Authors: Lucia Novis Edington, Jair de Araújo Marques, Anete Lira Cruz, Rosy Moraes Bentes, Maria Teresa Vargas Leal Mascarenhas, Juliana Targino Silva Almeida e Macêdo, Karla Alvarenga Nascimento, Pedro Miguel Ocampos Pedroso
      Abstract: Este experimento foi conduzido com o objetivo de analisar a eficácia da insensibilização e sangria no abate de suínos e sua correlação com os sinais clínicos apresentados. O trabalho foi desenvolvido em um matadouro frigorífico sob inspeção estadual na Bahia, sendo utilizados 499 animais provenientes de região próxima à Alagoinhas. Foram verificados durante a insensibilização o peso do animal, parâmetros de voltagem, amperagem, tempo de choque, intervalo entre a aplicação do choque e o início da sangria e, durante a sangria, o tempo total de sangria, sendo observados, para identificar a correta insensibilização, a ocorrência de sinais clínicos que evidenciassem sofrimento nestas duas fases. Com base nos dados obtidos, constatou-se que 298 suínos (59,7%) ficaram insensibilizados apenas na insensibilização, 15 suínos (3,0%) permaneceram insensibilizados apenas na sangria, 137 suínos (27,5%) não ficaram insensibilizados em nenhuma das etapas e 49 suínos (9,8%) ficaram insensibilizados nas duas etapas. Na análise estatística não se observou diferenças significativas nas voltagens, amperagens e tempo de choque aplicados. Diante dos resultados encontrados, pode-se concluir que o método de insensibilização utilizado não foi eficiente para promover o abate indolor aos animais, traduzido pela elevada ocorrência de sinais clínicos, concluindo-se que há a necessidade de revisão dos procedimentos operacionais durante essas etapas de abate.
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Diagnósticos envolvendo ectoparasitos em caninos e felinos em um
           laboratório veterinário de análises clínicas na cidade de Manaus, AM

    • Authors: Antônia Eliene da Silva Simões, Fábio Silva de Souza, Raquel Silva Lisbôa
      Abstract: As dermatopatias de origem ectoparasitária ganham grande importância na clínica veterinária de pequenos animais, pois, além do prejuízo causado à saúde do animal, muitas delas têm potencial zoonótico. Os objetivos do estudo foram analisar as ocorrências envolvendo ectoparasitos em animais segundo espécies, sexo, idade e raças atingidas, diagnosticadas em um laboratório veterinário de análises clínicas. Os dados foram obtidos a partir de laudos dos exames realizados de amostras coletadas de animais atendidos em uma clínica veterinária ou de atendimento a terceiros em sete anos de trabalho. Foram registrados dados referentes às características dos animais acometidos como: espécie, raça, sexo, idade e também os parasitos encontrados. De 1.668 exames realizados, 233 foram para diagnóstico de ectoparasitos, sendo que destes 96 foram positivos. Foram diagnosticadas oito diferentes ectoparasitos tais como Malassezia pachydermatis com 39,58% (38/96) de ocorrência, Demodex canis com 31,25% (30/96), fungos dermatófitos 8,33% (8/96), Otodectes cynotis 7,29% (7/96), Sarcoptes scabiei 6,25% (6/96), Lynxacarus radovskyi 3,12% (3/96), Notoedres cati 3,12% (3/96) e Cheyletiella sp. 1,04% (1/96). Houve maior ocorrência em solicitações para amostras oriundas de caninos, com idade entre um e cinco anos, fêmeas e sem raça definida. Já as raças mais acometidas foram Poodle, Dachshund, Pinscher e Yorkshire.  
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Avaliação microbiológica da água em propriedades rurais produtoras de
           leite localizadas no Rio Grande do Sul, Brasil

    • Authors: Jaqueline de Bortoli, Mônica Jachetti Maciel, Eduardo Rodrigo Ramos de Santana, Claudete Rempel
      Abstract: O Brasil é privilegiado em relação à disponibilidade hídrica, e mesmo assim, o país enfrenta desafios quanto à conservação, tratamento e distribuição da água. No meio rural é frequente as propriedades não possuírem acesso a redes de abastecimento, interceptando água diretamente de nascentes, poços, comumente sem tratamento e em condições inadequadas ao consumo. O estudo objetivou avaliar a qualidade microbiológica da principal fonte de água utilizada para o abastecimento humano e dessedentação animal em 104 propriedades rurais produtoras de leite na região do Vale do Taquari, Rio Grande do Sul. Amostras de água foram coletadas da principal fonte de ambos os abastecimentos nas propriedades rurais. Para as análises microbiológicas, detecção de coliformes totais e termotolerantes (Escherichia coli), utilizou-se o Kit Básico de Potabilidade Alfakit®. Os resultados obtidos nas análises foram comparados aos valores permitidos e estabelecidos pelas Resoluções (RDC) do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) n° 357/2005 (Classe III) e n° 396/2008 (Classe I e III) e Portaria do Ministério da Saúde (MS) n° 2914/2011. As análises revelaram que 62,5% (65) das águas destinadas ao consumo humano e 96,15% (96) das águas de dessedentação animal apresentaram coliformes totais e termotolerantes, 31,7% (33) e 45,2% (47), das águas de consumo humano e animal, respectivamente, apresentaram coliformes termotolerantes (E. coli). Esses resultados mostraram que existe uma porcentagem das fontes de água analisadas nestas propriedades, tanto de dessedentação animal quanto as de consumo humano, que se encontram em condições microbiológicas inadequadas para consumo, quando comparadas às legislações vigentes.
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Iogurte com geleia de cajá (spondias mombin l.) adicionado de
           probióticos: avaliação microbiológica e aceitação sensorial

    • Authors: Nigleize Muniz Gonçalves, Igor Macedo Ferreira, Ana Mara Oliveira e Silva, Michelle Garcêz de Carvalho
      Abstract: O iogurte é um leite fermentado muito consumido no mundo, sendo considerado um alimento ideal do ponto de vista nutricional, pois carrega uma diversidade de benefícios à saúde, sendo que alguns iogurtes ainda apresentam propriedades terapêuticas contribuindo por exemplo com a diminuição do colesterol. Diante disso, objetivou-se elaborar e avaliar microbiologicamente e sensorialmente, formulações de iogurte com geleia de cajá adicionado de probióticos. Contudo, foram elaboradas três formulações de iogurte que se diferenciaram pela substituição parcial do leite UHT e leite em pó por geleia de cajá. As amostras foram submetidas as análises microbiológicas (coliformes totais, coliformes termotolerantes, E. Coli e salmonela sp e fungos) e sensorial (aceitação e intenção de compra). As formulações de iogurte apresentaram ausência de contaminação microbiológica, sendo seguras do ponto de vista higiênico-sanitário. As formulações 1 e 2, obtiveram aceitabilidade semelhante, demonstrando que concentrações diferentes de geleia de cajá e leite não exerceram influência na aceitação sensorial do iogurte. Quanto ao gostar e desgostar observou-se que as três formulações de iogurte obtiveram uma escala entre gostei ligeiramente e gostei muito. Quanto a intenção de compra, as formulações 1 e 2, foram indicadas com maior frequência na escala de “provavelmente compraria”. Ambas as formulações de iogurte obtiveram índice de aceitabilidade acima de 70%. Diante dos resultados obtidos, pelo menos duas das formulações de iogurtes elaboradas, apresentaram potencial de comercialização, podendo então serem produtos alimentícios alternativos para pessoas que desejam iogurtes com a presença de geleia de uma fruta regional e adicionado de probióticos.
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Avaliação clínica e laboratorial de gatos domésticos colonizados no
           Campus do Pici da UFC: protocolo prático e de baixo custo para
           monitoramento sanitário

    • Authors: Roberta da Rocha Braga, Géssica dos Santos Araújo, Fernando Heberson Menezes, Valéria Natascha Teixeira
      Abstract: Gatos domésticos têm sido abandonados no perímetro do Campus do Pici da UFC, passando a viver em colônias com má qualidade de vida, além de atuarem como reservatórios de zoonoses e predarem a fauna silvestre do local. O objetivo deste trabalho foi fazer um diagnóstico preliminar do status sanitário da colônia de gatos do Campus do Pici da UFC, através de exame clínico básico, técnica alternativa de contenção física e avaliação laboratorial simples e de baixo custo. Foram examinados 32 gatos domésticos sem raça definida. Menos de 20% deles eram esterilizados. Foi observada alta frequência de febre, secreções oculares, sinais respiratórios e infestações por ectoparasitos. Houve predominância na resposta positiva à contenção pela clipnose. Ao teste da fita, foram detectados pulgas, piolhos mastigadores e ácaros sarcoptídeos. Ao teste parasitológico direto, foram detectados helmintos nematódeos, trematódeos e protozoários coccídeos. Os principais achados do esfregaço sanguíneo foram anemia regenerativa, infecção bacteriana intraeritrocítica, leucopenia relativa e presença de linfócitos reativos. A realização desse trabalho mostrou que é possível fazer uma triagem médico-veterinário de animais errantes no Campus do Pici com ações e métodos de baixo custo. Integração dos órgãos governamentais e educação da população são estratégias para reduzir gradativamente a quantidade de gatos abandonados.
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Diagnóstico citológico de Micobacteriose Cutânea Felina no município
           de Fortaleza (Ceará) - Relato de Caso

    • Authors: Belise Maria Oliveira Bezerra, Carlos Eduardo Bastos Lopes, Magna Gomes de Matos, Fábio Fábio Ranyeri Nunes Rodrigues, Daniel de Araújo Viana
      Abstract: Uma gata, proveniente da cidade de Fortaleza (Ceará), adulta, sem raça definida, foi encaminhada ao Laboratório especializado em Anatomia Patológica e Patologia Clínica Veterinária Pathovet® para coleta de material e análise citológica de uma lesão alopécica em placa com múltiplas fístulas que, sob pressão táctil, dava origem a uma secreção viscosa amarelada na região abdominal. Para obtenção do material, foi realizado “imprint” da lesão e punção aspirativa. Diante da análise macroscópica da lesão, suspeitou-se de Micobacteriose, por isso foi realizada a coloração de Ziehl-Neelsen. Citologicamente, foram observadas grande quantidade de macrófagos reativos e epitelióides entremeados por linfócitos, neutrófilos íntegros e degenerados envolvendo bastonetes álcool-ácido resistentes (BAAR), o que foi decisivo para a conclusão diagnóstica. O exame citológico mostrou-se com uma ferramenta útil e de baixo custo para o diagnóstico rápido de micobacteriose cutânea felina, porém apresenta limitação na identificação da espécie de Mycobacterium spp. envolvida no processo, sendo necessárias outras técnicas diagnósticas em associação com o mesmo, para que a espécie envolvida seja identificada corretamente.  
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Meningite bacteriana em ovinos - Relato de caso

    • Authors: Raymundo Rizaldo Pinheiro, Roberta Roberta Lomonte Lemos de Brito, Alice Andrioli, Francisco Selmo Fernandes Alves, João Silva Neto, Felipe Prado Gomes
      Abstract: – A meningite é uma inflamação meningeana e ocorre de forma simultânea em animais, sendo a sua incidência baixa em razão da melhor proteção oferecida ao sistema nervoso por suas barreiras. A infecção normalmente ocorre em virtude de alguma lesão nas suas barreiras protetoras ou por extensão direta de infecções secundárias. O presente trabalho descreve o diagnóstico de meningite bacteriana em duas ovelhas sem raça definida (SRD), adultas que apresentavam um quadro de sintomatologia nervosa. Foi observado no líquido cefalorraquidiano (LCR) presença de proteínas e pleocitose, e na cultura em ágar-sangue do LCR, crescimento de Streptococcus sp. Esta bactéria é encontrada em várias espécies animais; geralmente é considerada habitante normal do trato gastrointestinal. A bacteremia e a disseminação via sangue dessa bactéria podem resultar em uma variedade de outras sintomatologias clínicas e também podem causar meningite e abscessos cerebrais.
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Infecção por Leptospira spp. em Gatos (Felis silvestris catus).
           Uma Revisão

    • Authors: Taiã Mairon Peixoto Ribeiro, Helcileia Dias Santos, Sebastiana Adriana Pereira Sousa, Samara Rocha Galvão, Thássia Silva Reis, Valéria de Sá Jayme
      Abstract: Felinos domésticos (Felis silvestris catus) podem ser infectados e parasitados por diferentes patógenos. Entre eles encontram-se o gênero bacteriano Leptospira spp. que podem infectar felinos e acarretar prejuízos a homeostase do animal e consequentemente sobre seu bem-estar. O gato infectado e com uma resposta imune comprometida poderá apresentar principalmente distúrbios renais, mas também sinais hepáticos entre outros. Para controlar, diagnosticar e tratar é necessário que o Médico Veterinário tenha conhecimentos em epidemiologia, diagnóstico e tratamento de leptospirose. O presente estudo objetiva discutir os aspectos epidemiológicos, clínicos e terapeuticos em relação à infecção por Leptospira spp.  e da leptospirose. Sabe-se que o gato não é mais considerado uma espécie refratária para leptospirose, portanto, sua epidemiologia e abordagem terapêutica necessita ser mais bem esclarecida.
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Plantas tóxicas para animais de produção na Região do
           Recôncavo da Bahia

    • Authors: Pedro Miguel Ocampos Pedroso, Emmanuel Emydio Gomes Pinheiro, Ricardo Santana de Oliveira, Juliana Targino Silva Almeida e Macêdo
      Abstract: : Em um levantamento realizado no período de setembro de 2011 a setembro de 2013, sobre as plantas tóxicas para animais de produção na região do Recôncavo da Bahia, foram realizadas 140 entrevistas a produtores rurais e técnicos da área de 28 municípios. Foram apontadas como tóxicas para animais de produção: “Manipueira” subproduto de Manihot spp., folhas de Manihot spp., raspa de Manihot spp., Manihot esculenta e Brachiaria spp. Adicionalmente, foram informadas intoxicações menos frequentes por: Cestrum axillare, Metternichia princeps, Ipomoea asarifolia, Ricinus communis, Dieffenbachia spp., Amorimia rigida, Palicourea aenofusca. Três plantas não conhecidas anteriormente como tóxicas, mas mencionadas como causa de intoxicação pelos entrevistados foram Poincianella pyramidalis, Momordica charantia L. e Erythrina mulungu. Somente P. pyramidalis foi testada e resultou tóxica para caprinos e ovinos, causando malformações em fetos. Novos experimentos devem ser feitos para comprovar a toxicidade de outras plantas mencionadas nas entrevistas.
      PubDate: 2018-03-30
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
  • Avaliação da qualidade de carnes armazenadas em uma Unidade de
           Alimentação e Nutrição Institucional

    • Authors: Fernanda Raghiante, Elaine Alves dos Santos, Otávio Augusto Martins
      Abstract: O objetivo do presente estudo foi verificar, através de parâmetros físico-químicos, a qualidade das carnes consumidas em uma Unidade de Alimentação e Nutrição Institucional. Quinze amostras sendo cinco de cada espécie (bovina, suína e de frango) foram avaliadas quanto às provas de cocção e filtração, provas de Éber para gás sulfídrico (H2S) e para amônia, prova de Nessler e determinação do índice potenciométrico (pH). Nas provas de Éber para gás sulfídrico e para amônia, 73,33 % e 86,66 % foram positivas, respectivamente. Em relação ao pH, os valores variaram de 5,11 a 6,17. Na prova de cocção, 66,77 % apresentaram odor amoniacal com consistência amolecida após o processo de aquecimento. Em relação à filtração, 60 % das amostras foram consideradas ideais para o consumo, 20% de média conservação e 20 % apresentaram-se como carne suspeita ou imprópria para o consumo. Todas as amostras avaliadas apresentaram pelo menos um dos fatores analisados em desacordo com os padrões adequados para o consumo, mas nenhuma foi positiva para a prova de Nessler. Técnicas inadequadas de armazenagem na instituição e descongelamento anterior à sua utilização podem ter sido responsáveis pelas alterações nas propriedades físico-químicas das carnes, tornando-as inadequadas para o consumo. Termos para indexação: carne, conservação, parâmetros físico-químicos.
      PubDate: 2018-03-19
      Issue No: Vol. 12 (2018)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 34.229.140.153
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-